Fragmentos da História do Evangelho no Ceará – da sementeira presbiteriana ao movimento pentecostal. O livro de título longo traz dezenas de histórias de cristãos comuns que desbravaram a caminhada pentecostal no solo cearense. Sempre em textos curtos e com detalhes pitorescos, o autor, Carlos Castro, nos ajuda a conhecer bonitas histórias do Evangelho.

É o caso da história de conversão de Antônio Pedro Crispim, que depois ficou conhecido como “homem da Bíblia grande”. Nascido em 14 de dezembro de 1881, Antônio enfrentou “pesadas” secas que assolaram o Ceará nos anos de 1888, 1915, 1932 e 1958. Diz o autor do livro: “No ano de 1939, [Antônio] creu na mensagem da cruz e, logo em seguida, passou a levar a ‘água viva’ e a saciar as almas perdidas com a fonte do evangelho, Cristo”.

Carlos também informa que em 1883 (5 anos antes do fim da escravidão no Brasil), o rico fazendeiro Felipe de Araújo Sampaio liderou a libertação de todos os escravos da vila de São Francisco de Uruburetama (ao todo, 111), além de alguns líderes abolicionistas. Entre os escravos estava Josefa, que se converteu ao Evangelho e tornou-se uma fervorosa serva de Deus.

O livro mostra também que aconteceram vários encontros na caminhada de denominações histórias (como a presbiteriana) com os desbravadores da Assembleia de Deus. Apesar da editoração simples, a publicação está recheada de fotos de pessoas e lugares.

  1. Glorias a Deus. Sou cearense e me orgulho da historia destes guerreiros desbravadores.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.