“A rivalidade entre todos os amores naturais e o amor a Deus é algo que um cristão não ousa esquecer. Deus é o grande rival, o objeto último do ciúme humano; aquela beleza, tão terrível quanto a de Gorgon, que pode a qualquer momento roubar de mim — pelo menos é o que parece — o coração de minha esposa ou esposo ou filha” (C.S. Lewis, The Four Loves, 1988).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.