Mantendo um corpo saudável

SÉRIE |
Conversando Sobre o Futuro – a vocação continua  |  Estudo 4

Texto básico: 1Co 6.12-20

Textos de apoio
– 1Ts 5.23
– Pv 3.7-8
– 2Co 4.6-11
– Sl 38.1-22
– 1Tm 5.23
– Pv 23.26-35

Introdução

Houve época na história da igreja em que o corpo era visto com desprezo. Não só o corpo, como tudo aquilo que fosse material. Não precisamos negar os erros da igreja ao longo de sua caminhada, mas podemos aprender com eles e rever o que Deus nos ensina na Bíblia. Certamente, todos os mal entendidos ou todas as heresias surgem do fato de não conhecermos a Deus e seu poder (Mt 22.29).

Deus nos criou corpo e alma, e toda a sua palavra considera a pessoa por inteira. As palavras de Deus vivificam a nossa alma e nossos sentimentos, ela dá saúde e vigor ao corpo. Precisamos do nosso corpo para fazermos a vontade de Deus e anunciar o evangelho.

Nossa preocupação com o corpo assume um propósito mais nobre. O que nos move não pode ser a simples e pura vaidade ou a busca da sensualidade. Nos mantemos saudáveis para melhor servir a Deus pelo tempo que ele desejar. O convite feito por Paulo no livro de Romanos 12.1-2, prioriza a mudança de mente, seguida de uma ação coerente. Ou seja, a mudança de mente deve provocar uma mudança de comportamento.

O cuidado com o corpo envolve hábitos importantes relacionados às atividades físicas, à alimentação, ao acompanhamento médico regular, tanto mais regular quanto a idade avança.

De modo geral, é preciso cuidar preventivamente daquilo que possa afetar a nossa visão, audição e locomoção. A falta destas funções tornará o envelhecer mais difícil, poderá comprometer a tão estimada independência. Não podemos esquecer de monitorar os diferentes tipos de câncer, doença que tem seu risco aumentado com o avançar da idade.

Finalmente, precisamos renunciar, se já os temos, ou evitar, possíveis vícios ligados à sexualidade, à alimentação e à atividade física.

Para entender o que a Bíblia fala em 1 Coríntios 6.12-20

1) Sobre qual tema Paulo está escrevendo no capítulo 16 da primeira carta aos coríntios?

2) Como uma vida imoral pode afetar a saúde do corpo humano (Lc 21.34, Pv 23.29-35)?

3) Qual o argumento de Paulo para que tenhamos cuidado com nosso corpo?

4) “Glorificar a Deus com o corpo”, como isto é possível?

Hora de Avançar

O cuidado com os dentes, cabelos, pele, mãos e pés
pode fazer com que o idoso se sinta liberto de seu
isolamento voluntário do contado social.
Paul Tournier

Para pensar

A igreja de Corinto cresceu muito e rapidamente, sendo composta de judeus e gentios. Percebe-se nesta igreja a influência negativa do pensamento romano que desvalorizava o corpo. Sendo assim, as relações sexuais ou eram consideradas uma prática pecaminosa em si e, portanto, evitada, ou, ao contrário, por ser tão desprezível, o ato sexual não teria conexão alguma com a espiritualidade.

Atualmente vivemos outro extremo, o culto ao corpo! A preocupação excessiva com a estética corporal tem sido a raiz de vários problemas como transtornos alimentares, baixa autoestima, depressão, anorexia e, ironicamente, obesidade.

O que disseram

“Por mais que uma pessoa tenha se cuidado, e continue a se cuidar, observando tudo que se recomenda e consultando o médico regularmente, vem a hora em que nosso corpo falseia, tropeça e cai. Perde-se uma mobilidade, um prazer, um órgão importante, e não existe dinheiro que reponha o que se perdeu. Não foi, portanto, por acaso que recomendei, que um ancião tivesse sua teologia em ordem, sua fé viva e definida. Caso contrário, estas perdas significarão pânico e angústia.” (Thomas Hahn, 79, em Experiência e Esperança na Velhice, Editora Ultimato, 2015).

Embora o idoso não possa contar cada vez mais com a performance do exterior, que é o corpo, ele pode contar cada vez mais com a performance do interior, que é o espírito. Mais do que a renovação apenas do espírito, o idoso pode alimentar a esperança de um corpo novo, parecido com o corpo do Senhor. Isso vai acontecer quando Jesus aparecer outra vez (1Jo 3.2). Outras passagens confirmam essa surpresa (Rm 8.29; 1Co 15.49, 2Co 3.18). (Apêndice, em Experiência e Esperança na Velhice, Editora Ultimato, 2015).

Para responder

  • Considerando o histórico de saúda de sua família, que isto lhe diz a respeito do cuidado de seu corpo?
  • Quais medidas práticas você poderá tomar para melhorar sua saúde?
  • Se você tiver experiência de como problemas de saúde afetaram o seu relacionamento com Deus ou com o próximo compartilhe com o grupo.

Eu e Deus

Sei que tenho hábitos arraigados e que prejudicam a minha saúde. Vejo a necessidade de mudar e desenvolver novos hábitos. Não há como negar que consigo melhorar em algumas áreas mais que em outras. Sei que nunca é tarde para mudar.

Renova, meu Pai, meus pensamentos. Dá-me força e perseverança na mudança. Ajuda-me a glorificar a Cristo integralmente no meu ser.

Autor: Marcelo Barreto

Leia mais:
» Experiência e esperança na velhice, revista Ultimato, edição 356

» A sabedoria está nas ruas, Liz Valente

» É Preciso Saber Envelhecer, Paul Tournier

» A arte do não poder | Rubem Amorese

Print Friendly, PDF & Email

Um comentário para “Mantendo um corpo saudável”

    Error thrown

    Call to undefined function ereg()