O que disseram da Ultimato nos seus 54 anos
Por Carlinhos Veiga

 

A Ultimato sempre representou para mim esse lugar de encontro. Um espaço de certezas, de amizades, de descanso, de compromisso sério com o Rei Jesus e o seu reino.

Conheci a revista Ultimato pouco tempo depois da minha conversão a Jesus e ingresso numa igreja evangélica. Os artigos e a abordagem me chamavam a atenção pois faziam uma conexão apropriada entre a Bíblia e a vida. Alguns anos passados, fui estudar no Centro Evangélico de Missões (CEM), outra cria do rev. Elben Cesar, na cidade de Viçosa, e então pude perceber, a certa distância, como as edições da revista eram concebidas. Foi quando ficou ainda mais evidente para mim o compromisso com a linha editorial evangelical e os valores cristãos daquela equipe guerreira, formada boa parte por familiares.

Uma das recordações mais fortes que tenho da Ultimato como ponto de encontro e reencontro está simbolizado no evento ocorrido em julho/agosto de 2008. Na ocasião decidiram celebrar os 40 anos com um “encontro de amigos”, na cidade de Viçosa. Ali estava grande parte da equipe reunida, desde o pessoal do dia-a-dia no escritório, secretaria, criação, colunistas, voluntários, escritores, editores, todos assentados para um bate-papo amigo e sério. Um evento inesquecível!

Que Deus continue fazendo da Ultimato essa grande mesa de encontros. É um privilégio para os leitores, grupo do qual faço parte, usufruir de tanto conteúdo relevante e sério. Mas também me sinto honrado em cooperar de forma voluntária para manter esse espaço vivo e ativo. Feliz aniversário!

 

Carlinhos Veiga é pastor, músico e jornalista e colunista da Ultimato

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.