Últimas de cá, por Jean Mendes

Crianças e adolescentes formam um dos grupos mais vulneráveis socialmente. Você sabia que 7,6 milhões de crianças vivem em situação de extrema pobreza no Brasil? E que, destas, 2,1 milhões passam fome? Bem, a situação é ainda mais alarmante: este grupo representa 70% das vítimas de estupro.¹

Com o propósito de chamar a atenção para essa triste realidade, diversas organizações e igrejas participaram do 24º Mutirão Mundial de Oração por Crianças e Adolescentes em Vulnerabilidade. No Brasil, a mobilização é feita pela Rede Mãos Dadas com o apoio dos seus 47 parceiros institucionais.

O tema desta edição foi “Comprometidos com a Esperança”. Foi disponibilizado gratuitamente um guia com orientações, dinâmicas, reflexões, motivos de oração, informações sobre a infância e uma história de esperança. Com a ajuda do guia, fomos encorajados a fazer orações esperançosas, lembrando que Deus é um Pai bom, fiel, protetor e provedor.

Há mais de quinze anos a Editora Ultimato participa do mutirão. Na última semana de maio, o escritório da editora esteve decorado com fotos de crianças, versículos e lembretes que nos ajudaram nessa intercessão. Também separamos momentos do nosso trabalho para oração individual, em trios, nos setores e com toda a equipe.

Assim como todos que participaram deste mutirão, acreditamos que do lugar mais escondido podemos transformar os ambientes mais expostos e vulneráveis na sociedade. E também que “uma das formas de Deus atender ao choro das crianças é abrindo os olhos dos adultos”.²

“Que sempre tenhamos esperança e louvemos ao Senhor cada vez mais. Para que nossa boca fale sem cessar da justiça dele e dos incontáveis atos de salvação.” (Salmo 71.14-17)

Ore você também por um mundo melhor para as crianças e adolescentes.

Notas
1. Dados retirados do infográfico Retrato da infância (e adolescência) no Brasil. Revista Ultimato, jan./fev. 2018.
2. Frase retirada do livro A Criança, a Igreja e a Missão, de Dan Brewster. Editora Ultimato, 2015.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *