Mutirão Mundial de Oração 2017

Nesta semana nossos corações se dobraram diante de Deus em favor dos pequeninos

“Pai nosso, que estás nos céus e também em nossos corações, olha para Maria, Ana, João e Davi que estão fora do convívio familiar e dá-lhes uma referência de pai. Estende as suas mãos sobre Estefanie, Bruno, Carolina e Taís que foram feridos emocionalmente e se revele a essas crianças como redentor, curando as suas feridas. Acolhe Pedro, Marcos, Lívia e Camila adolescentes que vivem tão expostos a adultos usuários de drogas e envolvidos em atividades ilícitas e livre-os do mal”.

Orações como esta foram feitas entre os dias 29 de maio e 2 de junho na Editora Ultimato. É isso mesmo, além de escrever, revisar e publicar conteúdo, atender clientes, desenvolver ações de publicidade e marketing, cuidar de um extenso banco de dados, vender livros, fazer cobranças, cuidar de parcerias entre outras tarefas, nós dedicamos parte de nosso expediente de trabalho à oração. E nesta semana nossos corações se dobraram diante de Deus em favor dos pequeninos.

Acompanhando a 22ª edição do Mutirão Mundial de Oração pelas Crianças Socialmente Vulneráveis, promovido pela Rede Mãos Dadas, Ultimato dedicou pelo menos quinze minutos de oração alguns dias da semana em favor de motivos relacionados a crianças e adolescentes. Incentivados pelo mesmo desejo dos discípulos, pedimos a Deus que nos ensinasse a orar (Lc 11.1) e fomos guiados pela oração do Pai Nosso em cada momento.

Tivemos a alegria de receber um grupo de crianças, filhos de vizinhos da Editora, para brincar, cantar e orar conosco

Além de orar, refletimos em momento devocional sobre a experiência da mulher cananeia, cuja filhinha endemoninhada estava em franca situação de risco. A mulher, ciente de sua limitação e do grande poder de Jesus, persistiu com humildade diante dele até que a sua oração fosse atendida (Mc 7.24-30).

Também tivemos a alegria de receber um grupo de crianças, filhos de vizinhos da Editora, em um de nossos cafés. A presença alegre dos pequeninos tornou o momento bastante especial porque além de orar por eles, pudemos orar com eles.

O encerramento da semana reuniu funcionários que oraram por seus filhos, sobrinhos, netos, filhos de amigos e crianças desconhecidas, incluindo as que vivem na Casa de Acolhimento de Esperança do Amanhecer, em Viçosa, suplicando ao Pai que faça a sua boa vontade e torne seu nome seja santificado por meio das crianças e adolescentes; estabeleça sinais de seu reino em suas vidas; dê a eles o sustendo diário; interrompa ciclos de maldade que os aflige; dê a eles o pão de cada dia, ensine-os a perdoar e os proteja da violência, das drogas, dos abusos, “porque dele é o reino, o poder e a glória para sempre”. Amém.

Por Ariane Gomes, Laís da Silva e Sâmella de Macedo.

Veja mais fotos desta semana de oração na editora Ultimato:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>