Dona Conceição em seu aniversário de 100 anos

Dona Conceição em seu aniversário de 100 anos

“No culto de ação de graças pelo seu centenário, Dona Conceição foi pregadora e testemunhou que assim como Josué, continua forte e animada para seguir proclamando as boas novas do reino de Jesus Cristo”.

Essas foram as palavras que encerraram a entrevista feita com Dona Conceição de Faria Chaves que completou 100 anos no dia 31 de agosto de 2015.

Ultimato ficou sabendo da história dela por meio de um de seus sobrinhos, Oswaldo Augusto Silva, assinante da revista há 47 anos. Ele leu a matéria de capa da edição de setembro/outubro da revista (Experiência e esperança na velhice) e, entusiasmado com o que leu, decidiu compartilhar conosco um pouco da bonita história de vida de sua tia.

Leia a seguir alguns trechos dessa história:

Filha de José de Faria Chaves e Sebastiana Carolina da Silveira, D. Conceição se casou com Baltazar Maria de Morais com quem teve dez filhos (5 rapazes e 5 moças). Os filhos lhe deram 25 netos e os netos 28 bisnetos (vários deles são líderes na igreja e músicos – marca da família Morais).

Dona Conceição foi presidente da Sociedade Auxiliadora Feminina (SAF) e professora de classes de Escola Bíblica Dominical, tanto para crianças como para senhoras nas igrejas pelas quais passou. Independentemente de cargos, ela sempre trabalhou hospedando pastores, líderes e visitantes tanto da Igreja Presbiteriana que frequentava como de outras denominações cujos pastores eram vizinhos e amigos da família. Fez evangelismo de casa em casa com grupos da igreja ou individualmente,  em praças públicas ou em feiras livres. Participou de visitas a hospitais e presídios e continua trabalhando para o Senhor aconselhando quem a procura. Há trinta e um anos Dona Conceição abre as portas de sua casa toda sexta-feira às 8h30 da manhã para um culto onde recebe pessoas de diferentes denominações que são abençoadas, salvas, fortalecidas na fé, incentivadas a ler e estudar a Bíblia.

Dona Conceição e sua família já moraram em várias cidades: Carmo do Paranaíba e Arapuá, em Minas Gerais, e no bairro Campinas, em Goiânia, Goiás. Nesse bairro, eles foram membros fundadores da Igreja Presbiteriana.

Vai frequentemente à Organização Palavra da Vida, em Caldas Novas, GO, onde participa alegremente das programações devocionais e da piscina e é considerada uma referência e estímulo para outros idosos. Aos 100 anos, ainda é convidada para dar palestras e testemunhar suas experiências de fé e compartilhar as resposta de orações em diferentes igrejas e cidades.

Pela graça de Deus, não se sente enfadada nem cansada. Quer estar firme com Jesus até o fim quando ele a chamar. Quanto completou 70 anos, Dona Conceição foi à Europa visitar filhos e netos, aos 80 foi ao Japão e com 99 esteve nos Estados Unidos visitando casal que foi missionário no bairro Campinas, em Goiânia.

Pedimos a ela que mandasse um recado aos companheiros de velhice e aos jovens. Aos mais velhos, ela diz que se alegrem no Senhor porque estão próximos de entrar no reino. Aos jovens, que fiquem firmes em Jesus. Segundo ela, alguns jovens voltam o rosto para o mundo porque acham que aproveitar a vida é pecar, mas isso não vale a pena. A vida com Jesus é muito melhor e bem aproveitada.

 

Leia também
Experiência e esperança na velhice (e-book gratuito)

  1. Parabéns! Conheço muito a neta Naara, bênção na igreja presbiteriana da Alvorada, em Brasília!
    Realmente uma família abençoada e exemplar.

    Sidney César Heckert
    Gerente de Divisão

  2. Eu também sou sobrinho, irmão do Oswaldo. Tive a oportunidade inaudita de morar na casa da Tia Conceição, nos anos de 1969 e 1970, quando saí do interior de MG pra estudar em Goiânia. Conheço de lá pra cá muita coisa. Sou testemunha viva dos milagres de Deus na minha vida e de outras pessoas pela oração dela. Testemunho as profecias inspiradas por ela, que com frases às vezes duras e as vezes de louvor, concluía: “assim diz o Senhor”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>