luis_carlosEntrei para equipe da Ultimato no ano de 1995. Passei 18 anos trabalhando na editora. É uma vida. Ou meia vida, porque, na verdade, exatamente a metade de minha vida se passou por lá.

A Ultimato tem a tradição de receber visitantes de todo o país. Numa destas visitas, logo quando eu entrei para a equipe, um pastor (não me lembro o nome dele) disse: “A Ultimato é um ministério que abre buracos na escuridão”. Naquele dia eu tive a certeza de que queria trabalhar nessa empresa e que meu trabalho também seria útil. Pude servir a Deus e à Ultimato com meus talentos durante todo este tempo.

Sou grato a Deus por ter me dado esta rica oportunidade de trabalhar e aprender com esta preciosa equipe. Grato a todos os colegas de trabalho que tive – em torno de 100 pessoas ao longo deste tempo. E até sou grato a mim mesmo por ter tido sabedoria para usar de forma profissional meus talentos, desenvolvido outros e usado deste aprendizado para abençoar pessoas dentro e fora na editora.

Foi um bom tempo na empresa e vou sentir falta de vocês.

Luís Carlos Gonçalves

 

_______

Luís Carlos se despediu da Ultimato no fim de agosto. Ele ajudou a organizar e manter o banco de dados da Editora, entre outros afins.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>