A Organização das Nações Unidas (ONU) informou no último dia 12 de junho que recebeu pouco mais da metade do dinheiro para o auxílio às vítimas do ciclone ocorrido em Mianmar e solicitou mais auxílio.

Segundo a organização, alguns países atrasaram as doações por causa de temores gerados pelas restrições do governo militar do país à entrada de trabalhadores humanitários estrangeiros.

A ONU estabeleceu uma meta de US$ 201,6 milhões (R$ 332,7 milhões) para a ajuda, mas metade dos recursos ainda não foram entregues.  

A falta de recursos prejudica principalmente o auxílio emergencial para alimentação e educação, segundo a ONU. "O capital claramente não está vindo na velocidade que gostaríamos", disse Amanda Pitt, porta-voz para operações de auxílio da ONU.

Faltam alimentos e assistência médica
"O dinheiro é urgentemente necessário para sustentar o fluxo de alimentos e assistência." Amanda apontou que as contribuições devem aumentar depois de um levantamento abrangente das necessidades em Mianmar. Estima-se em 2,4 milhões as vítimas do ciclone Nargis, que passou pelo país em 2 e 3 de maio. Estão no delta do Rio Irrawaddy 250 especialistas para fazer essa pesquisa.

A equipe apontará o tipo de auxílio e em que quantidade este deve ser enviado à região. Além disso, os pesquisadores elaborarão projetos para reconstrução de residências e escolas e também para a retomada da economia local, baseada na agricultura.

A ONU estima que mais de 1 milhão de pessoas, sobretudo no delta, ainda precisem de ajuda, mais de cinco semanas após a passagem do Nargis. O ciclone matou mais de 78 mil pessoas e deixou outras 56 mil desaparecidas, de acordo com dados oficiais.

A Missão Portas Abertas iniciou uma campanha para o envio de recursos aos nossos irmãos de Mianmar e China (saiba mais, aqui).

Fonte: www.portasabertas.org.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>