Sabemos que milhares de pessoas têm sofrido com a grande seca que tem atingido o nordeste brasileiro – mais especificamente a região chamada de Polígono da Seca. Já são cinco anos consecutivos com volume de chuva abaixo da média, configurando uma seca considerada histórica nestes últimos 100 anos.

De acordo com matéria divulgada no Jornal Estadão e reproduzida por nós aqui no Blog Paralelo10, o problema da falta de água atinge cerca de 23 milhões de pessoas e afeta os estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e norte de Minas Gerais.

É um problema de carece de muita oração e ações práticas. Você conhece alguma igreja ou organização cristã que tem desenvolvido projetos ou atividades específicas para o enfrentamento da seca no sertão? Se sim, entre em contato conosco. Nosso desejo é divulgar essas ações para que a Igreja no restante do país tome conhecimento e, quem sabe, ajude de alguma forma os irmãos nordestinos, além de apoiar em oração.

Ou se você é alguém que está envolvido diretamente em algum projeto/atividade do gênero, queremos conhecer você e o seu trabalho.

Favor enviar as informações abaixo para o e-mail ultimatoonline@ultimato.com.br:

  • Nome da igreja ou organização:
  • Nome do projeto e como surgiu:
  • Local de atuação (povoado/comunidade/cidade/estado):
  • Nome e contato da pessoa responsável:
  • Quais atividades/ações estão sendo realizadas e qual a periodicidade?
  • Descreva um pouco de que forma a falta de água tem afetado as pessoas da região?
  • Quantas pessoas/famílias/comunidades estão se beneficiando do projeto?
  • As ações já estão gerado algum resultado? Descreva um pouco:
  • Qual o custo para realizar as ações?
  • Qual a maior necessidade?
  • Se alguém quiser ajudar, como deve proceder?
  • Envie fotos que mostre os impactos da seca na região e fotos das atividades realizadas.
  1. Jean Oliveira

    Aqui na região agreste do RN esses dias tem chovido e amenizando a sequidão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>