Arquivo de abril 2014

Os ratinhos também vestem cor-de-rosa!

sextas

O humor faz parte dos recursos dados por Deus para conseguirmos enfrentar as situações difíceis da vida. O humor nos convida a não nos levarmos tanto a sério e a confiar que Deus está no controle de tudo. Uma coisa que temos em abundância no trabalho social são situações engraçadas. Confira:

Terezinha e Daison são amigos até hoje. Pertencem à velha guarda que nos anos 80 organizaram a ação social da Igreja Presbiteriana de Viçosa, criando uma creche para crianças carentes. Certa ocasião foram visitar a Cida*, que tinha acabado de ter uma menina. Terezinha e Daison se comoveram com a situação de pobreza da família e constataram que a bebê não tinha o que vestir.

Naquela mesma semana voltaram levando uma caixa enfeitada contendo roupas para o enxoval da bebê recém-nascida. Embora usadas, as roupinhas estavam em ótimo estado. Um mês após terem dado a caixa de enxoval, os dois foram visitar o barraco de pau-a-pique novamente. Cida, de resguardo, não se sentia em condições de manter o ambiente limpo. Perceberam logo que a bebê continuava na mesma situação anterior: enrolada em panos, mas sem roupas! Olhando ao redor, os dois visitantes constataram surpresos o destino dado ao enxoval da bebê. Em vários pontos das paredes de barro começaram a ver pontos cor-de-rosa. É que as roupinhas tinham sido enfiadas nos buracos da parede onde o barro já se desprendera.

sextaratinhosTerezinha, querendo resgatar alguma peça para a bebezinha, pediu que Cida trouxesse a caixa. Ao abri-la, se deparou com mais uma surpresa. O que salvou a situação foi o bom humor do Daison, que exclamou: “Que bonitinho, seis ratinhos, todos vestidinhos em cor-de-rosa!”

 

Agora é a sua vez, envie para cartas@maosdadas o seu relato para publicarmos aqui.

_________________________________________________

Esta história foi contada originalmente na Edição 5 da Revista Mãos Dadas, leia o artigo completo aqui.

*Nome fictício.