1. Olá meu irmao,Graça e Paz, acabei de ver sua entrevista no blog, como tem pessoas inteligentes e que aproveitam a capacidade que Deus nos da. Voce é uma dessas, Parabens. Como voce falou do seu trabalho e principalmente com trabalho infantil, queria compartilhar com voce um trabalho que tenho feito com os meus filhos, 3 crianças. Tenho ensinado a biblia atraves da musica, uma maneira deles memorizarem os versiculos biblicos. Tambem nao sou musico formado apenas faço um feijáo com arroz, mas consegui gravar um cd com meus filhos e tem sido bençáo para muitas familias.
    segue um link se voce quizer conhecer tambem esse trabalho que temos feito aqui em BH.
    http://www.youtube.com/watch?v=-JeQuw-2LQ8
    abraços
    Antonio Carlos

  2. Olá Pr. Gladir. Eu sou da Igreja Congregacional em Santa Cruz do Capibaribe, PE. Gostaria de obter informações de como fazer para ter a sua presença em nosso primeiro simpósio de música que estará sendo realizado neste ano, ainda não temos a data definida mas, já estamos tomando as primeiras providencias e contatos.
    Desde já agradeço sua atenção,

    Isis

  3. olá Gladir!
    sou produtora de um grupo cristão independente na cidade de Caxias do Sul – RS. estamos cantando uma música sua e gostaria de sua permissão para gravação! o disco já está sendo finalizado, por isso precisaria de um retorno rápido! a música chama-se Pai, o Lineu Soares havia feito um arranjo para o coral do UNASP a uns 10 anos atrás, estamos usando com o arranjo dele! bem… aguardo seu contato para maiores detalhes! Samira

  4. Oi. Sou um empenhado admirador da música de Gladir. Sou doutorando em Literatura e encontrei nas músicas de Gladir e Stênio meu esteio e alívio para meu ouvido. Quero saber como compro os cds do Gladir. Por favor, preciso saber.
    Abraço… o PAI esteja com vocês.

  5. Querido amigo Gladir, ouvindo teu útlimo trabalho “mil caminhadas” fui contagiado por tão lindas e eficazes “mil palavras” dos teus versos que atiçou esses versos.

    MAIS QUE PALAVRA

    A PALAVRA FEZ O INVISÍVEL TANGÍVEL
    E O TEMPORAL SER SOPRO APRAZÍVEL
    AFASTOU A DOENÇA DE NOSSAS RUAS
    VESTIU A CARENCIA DAS ALMAS NUAS.

    A PALAVRA FOI MUITO MAIS QUE LÁBIA
    FOI AÇÃO E COMPAIXÃO, TOQUE, ÁGUA
    LIMPANDO O BECO DE CADA CORAÇÃO
    INSPIRANDO OS PÉS A SERVIR, SER MÃO.

    A PALAVRA FEZ MAIS QUE O PREVISÍVEL
    SANGROU SEUS VERSOS EM ALTO NÍVEL
    DESCENDO ÀS LINHAS DO NOSSO CHÃO
    COMPONDO AS NOTAS DA LIBERTAÇÃO

    A PALAVRA SEMPRE FOI, É E SERÁ ÁGUIA
    VOANDO ALÉM DO LIMITE DAS MÁGOAS,
    DOS PICOS QUE TECERAM CADA VERGÃO,
    É MEDICINA, ENSINA, ASSINA A CANÇÃO.

    Um amplexo assaz fraterno !!

  6. Querido amigo Gladir, ouvindo teu útlimo trabalho “mil caminhadas” fui contagiado por tão lindas e eficazes “mil palavras” dos teus versos que atiçaram estes versos.

    MAIS QUE PALAVRA

    A PALAVRA FEZ O INVISÍVEL TANGÍVEL
    E O TEMPORAL SER SOPRO APRAZÍVEL
    AFASTOU A DOENÇA DE NOSSAS RUAS
    VESTIU A CARENCIA DAS ALMAS NUAS.

    A PALAVRA FOI MUITO MAIS QUE LÁBIA
    FOI AÇÃO E COMPAIXÃO, TOQUE, ÁGUA
    LIMPANDO O BECO DE CADA CORAÇÃO
    INSPIRANDO OS PÉS A SERVIR, SER MÃO.

    A PALAVRA FEZ MAIS QUE O PREVISÍVEL
    SANGROU SEUS VERSOS EM ALTO NÍVEL
    DESCENDO ÀS LINHAS DO NOSSO CHÃO
    COMPONDO AS NOTAS DA LIBERTAÇÃO

    A PALAVRA SEMPRE FOI, É E SERÁ ÁGUIA
    VOANDO ALÉM DO LIMITE DAS MÁGOAS,
    DOS PICOS QUE TECERAM CADA VERGÃO,
    É MEDICINA, ENSINA, ASSINA A CANÇÃO.

    Um amplexo assaz fraterno !!

  7. A Paz Gladir…

    Sou admirador do seu trabalho, diga-se, um repertório sem igual. De maneira ímpar, sua obra eleva com muita sobriedade a palavra de Deus. Agradeço ao Senhor Jesus por ter o privilégio de ouvir suas composições.

    Consegui adquirir o DVD CASA GRANDE, mas não acho a comercialização de seu novo trabalho, o CD MIL CAMINHADAS, como faço?

    Deis abençoe

  8. Oi, Gladir. Não conhecia seu trabalho, até que um amigo me indicou ouvir sua música Vento após ler um texto em meu blog com o mesmo tema.

    Belíssimo o seu trabalho. Que o Pai continue derramando sobre você criatividade, sabedoria e graça.

    Abraços e fica na paz.

  9. Olá Gladir, admiro o seu trabalho, pela beleza poética com que temas simples são cantados e que tem o poder de acalmar, fazer refletir e dar alento a alma. Parabéns pela obra e que Deus continue a lhe abençoar com as belas palavras e criatividade.

    Obs.: Onde posso encontrar as cifras das musicas do CD Água no Deserto?

    Abraços
    Alex

  10. Olá Gladir, tudo bem?

    Antes de tudo, muito obrigado por dedicar seu talento ao reino de Deus produzindo tanta música boa, especialmente num tempo como o nosso de tanta superficialidade no universo evangélico brasileiro.

    Sou pastor na Igreja Batista em Itaipava (Petrópolis-RJ), igreja que é dirigida pelo pr Alessandro Rocha. Gostaria de convidá-lo para estar conosco num dos sábados de novembro ou dezembro (se possível) de acordo com sua agenda, ocasião em que teremos um encontro intitulado Fé, Arte e Reino de Deus. A ideia desse encontro seria refletirmos sobre a relação entre arte e fé, além de ouvirmos sua boa música.

    Sendo possível, como poderíamos proceder em relação a valores, passagens etc.?

    Desde já, agradeço sua atenção!

    Fraternalmente,
    Marcio

  11. Olá, Gladir. Tudo certo?

    Gladir, faço parte da Igreja Presbiteriana de Leme e faremos, nesta semana, um culto “musicado” e algumas de suas músicas estão presentes. Além de tocar, irei preparar as projeções com as letras e, lendo-as, tive algumas dúvidas e gostaria de saber se você pode me ajudar:
    – Na música “O verbo”, frase “Manifesta sua glória em sua fronte sorridente de farol”, o que você quer dizer com “sorridente de farol”?
    Eu interpretei como uma face alegre e brilhante.

    – Na música “Fina esperança”, verso “O pão, ele deu aos famintos e fome com eles sentiu; (a) dor, o desejo de vida e afeto nos dias de frio”, o que você quer dizer com “(a) dor, o desejo de vida, etc.”
    Eu interpretei como sendo “à dor”, por isso coloquei entre parênteses.

    Gostei muito das suas letras! Exploram bem nossa rica e bela língua!

    Abraço.

  12. Olá Gladir Sou membro da Chacara Primavera em Campinas e já tive oportunidade de conhecê-lo pessoalmente. Gostaria de saber em que ano Vc compôs Este País, um tema tão atual nesta fase conturbada da política nacional (parece-me que foi em ocasião menos difícil, mas talvez presumindo o dia de hoje). Grande abraço, e continue com o dom da inspiração que o nosso Deus lhe concedeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>