Por Antonia Leonora van der Meer

Participo dos Congressos Brasileiros de Missões (CBM, organizado pela Associação de Missões Transculturais Brasileiras, AMTB) desde o segundo, em 1998. Houve um amadurecimento e crescimento significativo nessas décadas.  Dessa vez foi uma nova geração de líderes que organizou o CBM, o que trouxe algumas mudanças criativas, mais variedade nos que dirigiam o louvor, nem todos grupos de louvor agradaram os presentes. Houve algumas inovações como o Espaço Acolher e o Hangout (coordenado pelo departamento de Cuidado Integral do Missionário, CIM), onde havia um número de conselheiros disponíveis todas as tardes e noites para ouvir e orar com os interessados. Três noites houve um diálogo mais informal com um dos missionários mais experientes, como, por exemplo, Na Piscina com Tonica… rsrsrs.

Houve certa insegurança sobre o número de inscritos, mas no fim surgiu um número maior do que esperado. E com mais variedade de igrejas, de agências, uma boa representação do CONPLEI (líderes indígenas) e dos ciganos, a apresentação do grande desafio dos surdos não alcançados, e da Janela Verde, povos tribais não alcançados nas regiões tropicais.

A AMTB tinha um bom estande na entrada do auditório, onde todos os departamentos estavam representados, entre esses o CIM.

Foram lançados vários excelentes livros missionários sobre uma variedade de desafios e experiências (refugiados, ciganos, missionários solteiros etc.).

Foi apresentado o DEMI, o Departamento de Educação Missiológica, que substitui o antigo APMB (Associação de Professores de Missão).

Houve uma grande variedade de excelentes oficinas, testemunhos de experiências ricas, e ensino de muito valor dado por líderes brasileiros e alguns estrangeiros, que deram uma contribuição muito valiosa, como o Patrick Lai, que desenvolveu toda uma rede estratégica de BAM (Business as Mission, no caso deles, for Transformation).

(Fotos: Stela Portes Soares – Facebook AMTB)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>