* Artigo publicado na edição comemorativa pelos 30 anos de Ultimato, em janeiro/fevereiro de 1998.

Ao longo do primeiro ano (1968), Ultimato se apresentava como “periódico mensal
para exaltar as Escrituras Sagradas e proclamar o evangelho de Jesus Cristo”. A partir
do ano seguinte, passamos a nos apresentar simplesmente como “órgão de propaganda
evangélica”, hoje com acréscimo: “Órgão de propaganda evangélica, sem cor
denominacional, destinado à evangelização e edificação”.

A expressão incial “exaltar as Escrituras Sagradas” não foi muito feliz. Qualquer
palavra ou ato que cheire idolatria deve ser evitado. Nosso apego pelas Sagradas
Escrituras como revelação de Deus e única regra de fé e prática continua. É em cima da
Palavra de Deus que temos elaborado a substância da revista Ultimato, embora sempre
sujeitos a equívocos. Nesses trinta anos não desistimos de “proclamar o evangelho de
Jesus Cristo”. Somos e continuamos a ser antes de tudo “órgão de propaganda
evangélica”. Daí as muitas referências explícitas e implícitas a Jesus. É por causa disso
que nossa matéria de capa deste número comemorativo é sobre Jesus.

Se o leitor se der ao trabalho de passar os olhos em todos os 249 números já publicados
– de janeiro de 1968 a novembro de 1997 – vai encontrar declarações de fé e de
conforto em Jesus Cristo muito significativas.

Ultimato não quer perder Jesus de vista. Insistimos em dar destaque à pessoa, à obra e ao significado de quem Jesus é. Como resultado, acreditamos que aquele que um dia conhece a Cristo nunca mais será o mesmo. Pelo menos, 36 edições da revista já trouxeram Jesus como tema de capa. A edição nº 373 (Setembro-Outubro 2018) também tem este como assunto principal.

***
VÍDEO
Confira a entrevista com o Pr. Elben César, redator da Ultimato, sobre o cristocentrismo da revista:

***
ÁLBUM

Veja no álbum as capas de Ultimato que trouxeram Jesus em destaque:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>