Enviado por Klênia C. Fassoni

Caminhando com meu filho de 9 anos, ele me disse que o versículo a ser decorado naquela semana a pedido do professor da Escola Dominical era João 3.16. Contei-lhe que eu decorei este verso provavelmente com a mesma idade dele e que este texto-chave do evangelho era constantemente repetido em nossa casa. Meus pais também o sabiam de cor, desde crianças. E certamente todos os meus 4 avós e pelo menos 2 dos meus bisavós. Da parte de pai, ele tem vô e vó e 2 bisavós crentes. 

Pedi ao meu filho que, quando ensinar este versículo aos seus filhos, ele conte também desta história. Juntos contamos 6 gerações conhecedoras do evangelho e atingidas pela mesma mensagem, ainda a única pela qual podemos ser salvos: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Lembrei-me de salmos recentemente lidos. E mais uma vez tive certeza de que Deus se alegra com a intergeracionalidade, a troca entre as diversas gerações.

Esta costura de alguns versos do Salmo 70 deixa isto bem evidente: “Ó Senhor, meu Deus, em ti ponho a minha esperança; desde jovem eu tenho confiado em ti. Tu és a minha parte desde as entranhas maternas. Agora que sou velho e de cabelos brancos não te afaste de mim até que eu anuncie o teu braço, teu poder e tua justiça às gerações futuras. Nossos pais confiaram em ti, confiavam e tu os salvavas; eles gritavam a ti e escapavam, confiavam em ti e nunca se envergonharam. As pessoas dos tempos futuros o servirão e anunciarão o Senhor à geração seguinte. Os que ainda não nasceram ouvirão do que Ele fez: ‘Deus realizou a sua justiça’.”*

Para os que não tiveram o privilégio de estar no evangelho há tantas gerações, fica a oportunidade ainda mais honrosa de serem os iniciadores de uma sequência de gerações fiéis. O salmista chama os mais jovens para descobrirem por si mesmos a beleza que é ter Deus como Senhor: “Venham, meus jovens amigos, e escutem. Vocês querem aproveitar a vida? Querem viver muito e ser felizes? Provem e vejam como Deus é bom, procurem descobrir por si mesmos a sua bondade”.*

Entre os 1960 jovens que responderam à pesquisa “Juventude Evangélica: crenças, valores, atitudes e sonhos”, 81% declararam que têm mãe evangélica e 61 % que têm pai evangélico. Leia mais na Ultimato de setembro-outubro.

*Salmos 70.5-6, 18; 22.4, 5, 31,32; 34.11-12 adaptados das versões NTLH e A Bíblia de Jerusalém.

  1. Louvado seja Deus pelos meus avôs e pais…por tão bela herança! Que eu também possa ensinar meus filhos a serem servos do Senhor, antes de serem servos de uma igreja e de uma denominação…servos do Senhor antes de profissionais, maridos, esposas…E QUE ENTENDAM QUE A VIDA COM dEUS ACONTECE NAS CAMINHADAS, NA DIVERSÃO, NA ALEGRIA, NA DOR, NO TRABALHO, NOS ESTUDOS…E TAMBÉM NA IGREJA.

  2. Lucy de Almeida Pezzolo

    eu tambem tive esse privilegio-geraçoes que conhecerem o Senhor e pude passar isso para minhas filhas e certamente agor,pra minha netinha de um ano e 8 meses.
    louvado seja o Pai por tantas bençaos!—mas ao mesmo tempo precisamos ficar antenados,pois muitos,desprovidos disso,estao caminhando ao inferno.
    nao podemos perder tempo com bobagens,no meio do povo de Deus e tambem dentro de nossas familias ja convertidas a Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>