segundas

 

por Elsie B. C. Gilbert

De acordo com o dicionário, interceder é “pedir, rogar por outrem ou por alguma coisa, ou ainda, pedir a favor de algo ou de alguém.” E da mesma forma, oração é “invocação dirigida a Deus”. Juntando as duas coisas podemos dizer que oração intercessória é “pedir, rogar, a Deus por outrem ou por alguma coisa, a favor de algo ou de alguém.”

Considerando que Jesus é Deus encarnado, todos que se aproximaram dele para pedir algo para uma outra pessoa estavam na verdade praticando a oração intercessória. Há mais registros deste caso do que do outro tipo de oração onde a pessoa pede para si mesma… interessante!

Dei uma vasculhada no Evangelho de Mateus e veja o que encontrei:

Sete passagens do evangelho contam histórias de como as pessoas se mobilizaram para trazer seus doentes, endemoniados, pessoas atormentadas, lunáticos, paralíticos, cegos, surdos, etc, para Jesus e ele as curou. Para mim o que chama atenção nestes relatos são as expressões “trouxeram-lhe”, “foi lhe trazido”, “vieram a ele muitas multidões trazendo consigo” que indicam o esforço comunitário de levar até Jesus aqueles cuja aflição merecia uma atenção especial.

mothers-day_1100013049-1013int

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.”

Um centurião intercede por seu criado, um líder comunitário por sua filha que acaba de falecer, os discípulos pela multidão faminta, uma mulher cananeia pela sua filha que é afligida por espíritos imundos, um pai pelo filho lunático. Os homens de Genesaré fazem campanha para que todos os enfermos de sua região sejam trazidos para Jesus. Diante do médico dos médicos, não há muito o que pensar, o negócio é correr ao seu encontro, levando consigo aqueles que mais precisam de cuidados. E não se iluda. Isto dá trabalho e leva tempo apesar de não custar nada!

Há também pessoas que tentam interromper a intercessão das outras. É o caso do povo querendo calar o cego de Jericó ou dos discípulos que não querem deixar as crianças irem até Jesus. Em ambos os casos, os olhos de Jesus estão voltados para os que pedem e não para os que buscam a ordem!

E se você acha que os motivos de intercessão se resumem exclusivamente às enfermidades e problemas espirituais graves, o que dizer da intercessão dos discípulos de João Batista? Eles procuram a Jesus para ajudar o maior profeta de todos os tempos a resolver uma dúvida! “És tu o Cristo?” Uma pergunta de fundamental importância para quem está preso, prestes a ser executado, por conta de sua fé.

No evangelho de Mateus só tem um pedido que Jesus não atendeu. Foi o pedido da mãe de João e Tiago de colocar seus filhos em posições importantes no seu reino. Se tornar a mãe do primeiro ministro e do chefe da casa civil não seria nada mal! O pedido é na verdade bem egocêntrico e Jesus não se deixou manipular pela mãe de um de seus maiores amigos.

Então, o que precisamos para interceder pelas crianças e adolescentes que sofrem?

Precisamos trazê-las conosco até Jesus. Ele quer agir em favor delas. Ele quer mudar circunstâncias, trazer a justiça, afugentar as forças malignas, devolver a vida onde havia morte. Ele pode, ele quer!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.