Tarcicio Indio

o lugar mais seguro do mundo!

Em setembro, a missionária Alison M. Worrall, representante da Rede Mãos Dadas no Nordeste e a esposa do pastor de sua igreja local, Darleine, mais conhecida como Tia Neinha, tiveram o privilégio de conversar com um grupo de crianças da Igreja Cristã Nova Vida em Maracaípe (PE). A atividade foi aplicada com crianças de idade entre 04 a 15 anos, com o propósito de ouvi-las em relação ao que as leva a sentirem-se seguras. Veja os resultados abaixo. A atividade está disponível para você também no link ao final do post.

Sobre seus maiores medos:

As crianças citaram:  levar caldo (errar a onda surfando), cobra, afogamento no mangue ou na praia, ser atacado por baleia e tubarão ou de cair da prancha e o tubarão morder, Pai de Mangue e outras figuras folclóricas, de uma flor que aparece e pega você pela perna e depois bate em você de repente quando você tiver passando pela mata atlântica ou dentro da vegetação do manguezal, de lá de baixo (inferno, morte, dos anjos do mal), de ficar sozinho na praia, de campeonatos de surf, de levar uma pisa e por fim de assalto.

 

Se estivessem em uma situação perigosa, a quem pediriam ajuda: à mãe, à Jesus, à polícia para dar um tiro, qualquer pessoa que estivesse por perto, ao tio, à tia, para um salva vidas e para ninguém porque correria.

 

O lugar onde elas se sentiam mais protegidas:

  • Primeiro lugar – Minha casa,
  • Segundo Lugar – A Igreja,
  • Terceiro Lugar – Campo de futebol
  • E em quarto lugar – Só no céu

 

Observações: Se compararmos estas crianças às crianças da Comunidade do Lago da Sabina, fica claro o quanto o meio influencia a criança. Neste caso, é a atividade de surfar que traz consigo várias situações de perigo. Para mim, continua interessante o fato de a casa e a igreja serem apontados pelas crianças como os lugares mais seguros enquanto que a escola nem é mencionada!

Para ver os desenhos das crianças da Igreja Cristã Nova Vida (clique aqui)

Para realizar a mesma atividade com as suas crianças, baixe o recurso Série Mãos na Massa – Fascículo I (clique aqui)

 

Alisson

 

Alison M. Worrall é missionária e representante da Rede Mãos Dadas no Nordeste. É membro da agência missionária Latin Link, natural do condado de  Cheshire, Inglaterra. Está no Brasil há mais de 20 anos, sempre dedicada à causa das crianças em situação de vulnerabilidade social.

 

 

 

 

 

  1. Foi a Darleine Macedo (Tia Neinha) que aplicou esta atividade . Eu acompanhei as falas e desenhos. É claro com as falas das crianças da Igreja que temos grandes desafios para trabalhar contra a violência presente na comunidade e o conceito das crianças que a violência é normal e aceitável.

  2. Muito boa essa atividade! Essa ferramenta é muito interessante para compreendermos melhor o universo de grupos de crianças e determinadas comunidades, além de uma possibilidade de uma melhor interação com as mesmas. Parabéns a Alison e a rede Mãos Dadas pelo belo trabalho!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.