discipulo_radicalVeio de um leitor no Instagram a resenha abaixo sobre o livro O Discípulo Radical, de John Stott. Confira!

***

Nos tempos atuais, o termo radical assusta um pouco. Essa palavra tem origem no latim e significa “raiz”, “cujas opiniões vão às raízes e que são extremos em seu compromisso”. Dentro disso, John Stott propõe oito características do discipulado cristão que merecem ser levadas a sério. “Deus está convocando um povo para si e o desafiando a ser diferente de todos.” Nós, como igreja, temos a responsabilidade de viver, servir e testemunhar no mundo, não sendo contaminado por ele.

Não sendo somente mais um no meio da multidão, mas fazendo a diferença, sendo cada vez mais semelhantes com Cristo, por isso em Antioquia as primeiras pessoas foram chamadas de cristãos, pois suas ações eram idênticas às de Cristo. “Se afirmamos ser cristãos, devemos ser como Cristo”.

A chave é viver coerente com o que pregamos, sendo Jesus nosso espelho da verdade, não cometendo o erro do “faça o que digo, mas não faça o que faço”. Por essa e outras atitudes temos negligenciado o evangelho. Um professor hindu disse: “se vocês, cristãos, vivessem como Jesus Cristo, a Índia estaria aos seus pés amanhã”.

Rei George V, do Reino Unido, dizia ao seu filho: “Meu filho querido, você deve sempre se lembrar de quem é, pois se você se lembrar de sua identidade, se comportará de acordo com ela”.

Este livro tem mudado a minha vida. Que essas poucas palavras te desafiem a viver um cristianismo autêntico, ser um discípulo radical.

#livro #livros #indicacao #Johnsttot #leitura #livrocristao #superindico

Nota:
Resenha escrita pelos editores da página “O Céu Está ao Nosso Redor”. O autor do texto não foi identificado.

***

 

O Discípulo Radical – John Stott⬇LEIA O TEXTO⬇ Nos tempos atuais o termo radical assusta um pouco. Essa palavra tem origem no latim e significa raiz, “cuja opiniões vão as raízes e que são extremos em seu compromisso”. Dentro disso John Stott propõe oito características do discipulado cristão que merecem ser levadas a sério. “Deus está convocando um povo para si e o desafiando a ser diferente de todos.” Nós como igreja temos a responsabilidade de viver, servir e testemunhar no mundo, não sendo contaminado por ele. Não sendo somente mais um no meio da multidão, mas fazendo a diferença, sendo cada vez mais semelhantes com Cristo, por isso em antioquia as primeiras pessoas foram chamadas de cristãos, pois suas ações eram idênticas de Cristo “se afirmamos ser cristãos, devemos ser como Cristo.” A chave é viver coerente com o que pregamos, sendo Jesus nosso espelho da verdade, não cometendo o erro do “faça o que digo, mas não faça o que faço”, por essa e outras atitudes temos negligenciado o evangelho, um professor hindu disse: “se vocês , cristãos, vivessem como Jesus Cristo, a Índia estaria aos seus pés amanhã”. Rei George 5 do Reino Unido dizia ao seu filho “Meu filho querido, você deve sempre se lembrar de quem é , pois se você se lembrar de sua identidade , se comportará de acordo com ela”. Este livro tem mudado a minha vida, que essas poucas palavras te desafiem à viver um cristianismo autêntico, ser um discípulo radical. #livro #livros #indicacao #Johnsttot #leitura #livrocristao #superindico

Uma foto publicada por Heaven is around us (@oceuestaaonossoredor) em

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>