Memorial

Celebramos a vida e a memória do notável professor, teólogo e pastor de muitas gerações de cristãos espalhados pelo país, Robinson Cavalcanti. Algumas de suas marcas podem ser vistas ou lidas nessas páginas. Você é nosso convidado para também deixar sua palavra ou lembrança sobre Robinson Cavalcanti no Livro de Visitas.

Estamos todos tristes. A notícia do falecimento de D. Robinson e Miriam nos trouxe muita dor e saudade. Dom Robinson foi um servo de Deus que soube, como poucos, integrar a vida pública com a fé, o ministério pastoral com o magistério acadêmico, a erudição com a devoção. Integrava as diferentes ciências que ele dominava como poucos, com a teologia e a fé. Hábil escritor. Suas eram palestras bem humoradas, provocativas e relevantes.
Miriam, companheira discreta, com fé comprometida e, como seu marido, integrada com a vida e suas demandas. Sinto saudades. Muita saudade. A Igreja Evangélica Brasileira perde um profeta. A Ultimato perde seu mais antigo e fiel articulista. A Diocese Anglicana de Recife perde seu pastor. O Brasil perde um cidadão ilustre. Nós perdemos um grande amigo. Sabemos que o Senhor da Igreja seguirá conduzindo seu povo através de seus pastores, mas a perda do pastor Robinson e sua esposa nos deixará órfãos de um testemunho corajoso, fiel e íntegro. Que o Senhor da Igreja tenha misericórdia de todos nós.

Ricardo Barbosa de Sousa, Pastor da Igreja Presbiteriana do Planalto

Com tristeza e grande consternação, uno-me às milhares de pessoas que lamentam a morte do Bispo da Igreja Anglicana, Diocese do Recife, Dom Edward Robinson de Barros Cavalcanti, e de sua esposa Miriam Cavalcanti, na noite de ontem, em Olinda.
Homem de grande valor, fraterno, de uma inteligência ímpar, era incansável em sua missão de ensinar e de servir à Deus e ao próximo. Sua contribuição para a formação e história da igreja cristã brasileira será para sempre lembrada.

Marina Silva, ex-senadora pelo PV-AC

Somos profundamente gratos a Deus pela vida do bispo Robinson Cavalcanti, que abençoou ricamente o ministério estudantil e a Igreja evangélica brasileira, propagando a teologia da Missão Integral. Robinson marcou a história da ABUB e foi um dos nossos pioneiros na região Nordeste, servindo como “assessor itinerante” na década de 70. Também foi incentivador da formação dos primeiros grupos da ABS no Brasil. Seu nome e suas contribuições estarão para sempre registrados na mente e no coração de muitas gerações de estudantes, profissionais e obreiros.

Aliança Bíblica Universitária do Brasil, abub.org.br

Acabo de receber a terrível noticia do assassinato do Bispo e sua Esposa . Mal posso imaginar o choque e a tristeza que terá causado a seus colegas de trabalho e seu rebanho, em Recife. Por favor, estejam certos de nossas orações aqui para todos vocês. Tenho certeza que a mão de Deus estará sobre vocês para que vocês possam compreender o que parece uma tragédia sem sentido, à luz da nossa esperança compartilhada na esperança da ressurreição em Jesus Cristo.

Arcebispo de Cantuária Rowan Williams, dar.org.br

Como um genuíno cristão, Robinson Cavalcanti ousou, em épocas sombrias de nosso país, ser uma voz profética onde a denúncia foi a tônica de sua caminhada ante a dura realidade brasileira. Sempre se prontificou a abordar temas e posturas ignorados ou desprezados por boa parte das lideranças evangélicas. Esteve à frente de seu tempo e sofreu incompreensão, mas como alguém que acredita na utopia possível do Reino de Deus, insistiu no bom combate. Soube como poucos, compatibilizar fé, ativismo, piedade e compromisso ético.

Rede FALE, fale.org.br

É com profundo lamento e consternação que Renas se junta aos milhões de protestantes neste país para chorar a trágica morte do Bispo Dom Robinson Cavalcanti e de sua esposa Miriam Cavalcanti. Suas mensagens e textos influenciaram os fundadores de Renas que tem nas escrituras sagradas suas bases de missão, juntamente com os conceitos de Missão Integral como forma de um evangelho a ser pregado e vivido entre os pobres e excluídos da sociedade.

Rede Evangélica Nacional de Ação Social, renas.org.br

É com profunda tristeza que a Aliança Cristã Evangélica Brasileira se junta a milhares de irmãos e irmãs por todo o Brasil e pelo mundo, para lamentar a trágica morte do Rev. Robinson Cavalcanti e sua esposa Miriam. No dizer do Pastor Valdir Steuernagel, presidente de nosso Conselho Gestor, ‘O nosso lamento está acompanhado de profunda gratidão pela vida e ministério de D. Robinson e sua esposa Miriam. O legado que nos deixam aponta para a fidelidade ao chamado de Deus, o enraizamento nas Escrituras e um profundo compromisso com a missão da igreja. A chorarmos, nesta hora, a perda deste casal, queremos também lhes honrar afirmando a nossa vocação para continuarmos seguindo a Jesus.’

Aliança Cristã Evangélica,  aliancaevangelica.org.br

  1. #1 por Luciane em 29 de fevereiro de 2012 - 15:13

    Caem mais guerreiros. Precisamos reforçar as fileiras…Suas palavras ainda ecoam e nos consolam – continuemos!!!

  2. #2 por Mateus Gandini em 29 de fevereiro de 2012 - 15:17

    A tristeza de meu pai ao saber da notícia, constrangeu-me. Não porque conheceu ou era próximo de Robinson, mas porque seus livros transformaram a vida de meu pai e, consequentemente, modificaram nossa família. Em prantos, nosso coração tem a certeza de nosso Senhor o recompensará por tal bem concedido a nós: sabedoria e exemplo

  3. #3 por Jony Wagner em 29 de fevereiro de 2012 - 15:37

    Conheci D. Robinson em 1976 no Congresso Missonário da ABUB. Lembro-me que começou a sua fala dizendo: “Tenho um problema diferente de outros preletores, preciso fazer o maior esforço para que as pessoas fiquem contraídas e não ao contrário.” Falou isso porque era muito simpático e as pessoas se sentiam bem a vontade quando começava falar. Foi um dos que formaram a minha visão de Reino de Deus e também a dos que me rodeiam: na igreja, na ABUB, na Ultimato, no CEM… Fiquei profundamente arrasado com a sua morte e da sua esposa.

    • #4 por Josadac Bezerra dos Santos em 7 de março de 2012 - 1:08

      Eu me lembro bem daquela preleção memorável. Quado ele era jovem, tinha de fato essa dificuldade. Uma vez ele foi o preletor de um IPL da ABUB. Ele fez a gente rir tanto, mas tanto que o Carlos Gláucio de João Pessoa se aproximou de Robinson e disse com certe ênfase: “rapaz, pare com isso… está demais… a gente não aguenta mais de tanto rir”…

  4. #5 por Ramon Velasquez em 29 de fevereiro de 2012 - 16:34

    Tristeza, consternação e saudades de nosso Amigo e Mestre Robinson Cavalcanti…um Guerreiro que ao longo de sua Jornada, defendeu como poucos, o Evangelho…um Discípulo de Cristo, pois sempre posicionou-se a favor dos direitos dos pobres e oprimidos, defendendo todas as causas favoráveis aos mesmos…e um Profeta que soube erguer sua voz e sua caneta para exortar, admoestar, ensinar e denunciar as mazelas de nosso tempo…fomos Amigos de luta no MEP, em várias causas, em Campanhas Eleitorais (89, 90, 94, 2002), na maioria das vezes, preferia o anonimato, mas jamais se furtou à responsabilidade de proclamar o Evangelho…foi para mim um Grande Exemplo de Cristão…já sentimos sua falta!!!
    Ramon Velasquez – Ex-Prefeito de Rio Grande da Serra-SP, ex-Presidente do Consórcio de Prefeitos do Grande ABC Paulista e ex-Presidente do MEP-SP

  5. #6 por Geovane Grangeiro em 29 de fevereiro de 2012 - 17:00

    Infelizmente só hoje fiquei sabendo, pelo Jornal Hoje, da morte trágica do Rev. Bispo Robinson Cavalcanti. Meu coração chorou, lamentei e quase não acreditei. O primeiro contato que tive com o pensamento do bispo foi através de uma fita K7 quando ainda era universitário. De lá pra cá não parei de consultar esse grande pensador. Sem dúvida o maior representante da comunidade evangélica no Brasil, quiçá da América Latina. Foi um dos idealisadores do Pacto de Lousanne de 1980, resultado do Congresso Mundial de Evangelização naquela cidade em 1974. O documento foi um esforço coletivo de teólogos latino-americanos para repensar a missão da igreja evangélica.
    Robinson deixa um vácuo na cristandade mundial e principalmente brasileira, como também na academia e na política, já que era engajado em todas essas áreas.
    Minhas lágrimas

  6. #7 por Rubem Amorese em 29 de fevereiro de 2012 - 17:04

    Tenho sido um discípulo discreto do Rev. Robinson. Tenho aprendido com ele nestes últimos trinta anos. Digo que tenho aprendido porque ainda não assisti a todos os vídeos e não li todos os livros que ele deixou, coisa que pretendo fazer.

  7. #8 por STANLEY em 29 de fevereiro de 2012 - 17:08

    Estou profundamente triste e chocado com a perda desse servo de Deus que também era um amigo, conselheiro e mentor de muitos da minha geração.
    Sua simpatia, simplicidade e carinho caminhavam juntos com a sabedoria e oratória que o Senhor Deus lhe deu.
    Que a tragédia de sua perda possa reverter em reflexões e práticas do Evangelho inclusive o perdão!
    Nos encontraremos na eternidade, quando toda lágrima, dor e a morte não mais existirão (Ap. 21:4).
    Até o grande dia na eternidade meu irmão e amigo Robinson Cavalcanti

  8. #9 por Any Ribeiro em 29 de fevereiro de 2012 - 17:29

    Perdi, perdemos todos, um dos meus heróis da fé, um daqueles que o mundo não é digno, mas que nos ensinou muito sobre esperança, fé e justiça. Choro as lágrimas de sangue inocente que foi derramado…

  9. #10 por Elizeu Silva em 29 de fevereiro de 2012 - 17:50

    Acompanho o Bispo Robson Cavalcante através da Ultimato desde que ela era preto e branco. Sou pastor da PIB de Goiana que esta completando 120 anos e ele seria um dos pregadores. “Mas estar com Cristo é incomparavelmente melhor”. E no seu penúltimo artigo da Diocese do Recife, ele escreveu assim: “Precisamos de oásis para não perecer e de desertos para amadurecer”. Que este Memorial seja um espaço para junto com o legado que ele deixou, possamos REFORÇAR AS TRINCHEIRAS…

  10. #11 por José Mário Luciano da Silva em 29 de fevereiro de 2012 - 18:00

    É lamentavel o ocorrido com o Bispo Dom Robinson e sua Esposa.Não tenho palavras para expressar meus sentimentos….A frase a seguir retirada de “REFLEXÃO”edição de ultimato Nov/Dez…pg 52.Dom Robinson deixa bem claro “O MARTÍRIO É UM RISCO PERMANENTE”.
    Que O Senhor nos conforte….

  11. #12 por André Paes em 29 de fevereiro de 2012 - 18:35

    “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.” 2 Timóteo 4:7 Momento de meditar seriamente neste versículo. Fui influenciado por R.Cavalcanti não apenas por sua intelectualidade, mas pela simplicidade de sua vida e assumir sua posição de servo, discípulo do Mestre. Deus seja louvado por sua vida e de sua esposa.

  12. #13 por ENILTON BATISTA em 29 de fevereiro de 2012 - 19:33

    Ainda jovem, em um congresso, fui ver o Bispo Robinson Cavalcanti pregar…Igreja Anglicana? isso é coisa da monarquia inglesa…pensei como um miseravél…sai daquele congresso com minha alma desafiada e com minha fé animada em conhecer mais e mais a JESUS CRISTO. Bispo Robinson Cavalcanti,esse sim, verdadeiramente Bispo Segundo o Evangelho de Jesus Cristo.

  13. #14 por Davi Stefani Sous em 29 de fevereiro de 2012 - 19:51

    Estamos tristes…calou-se uma voz maravilhosa na defesa da fé cristã e do Reino de Deus… Que o Senhor nos dê graça para levarmos adiante, até o final da nossa vida, este legado maravilhoso.

  14. #15 por Julio Morais em 29 de fevereiro de 2012 - 20:54

    Imposspivel não estar sensivel neste momento de luto e de tristeza para toda comunidae evangélica no Brasil. Que outros “Robinsons” continuem o trabalho que D. Robson prestou ao nosso país, também nos junatmos aos seus parentes e amigos que com certeza estão sentindo ainda mais a sua falta. Também oramos para que a misericordia de Deus alcançe seu filho adotivo que foi um instrumento nas mãos do inimigo por causa da maldita droga que afeta toda a nossa sociedade.

  15. #16 por Pr. Jamerson Lopes em 29 de fevereiro de 2012 - 21:20

    Não tenho palavras para expressar o orgulho que sinto pelo que foi a vida e o ministério do Bispo Robinson Cavalcante.
    Mesmo antes de iniciar o seminário, as leituras que fiz de suas obras, quando ainda era muito jovem, contribuíram poderosamente para o desenvolvimento de minha vida e ministério. Como sinto o ocorrido.
    Em homenagem, deixo para os amigos um dos pensamentos do querido “alabucano” que muito me marcou e que jamais ousei esquecer:
    “A esperança e a chama da fé não se apagarão enquanto jovens idealistas houver e, de vasos de barro, Deus suscitar santos exemplos. Eu também tive um sonho” Utopia Possível, p. 109.
    Até breve querido amigo!

  16. #17 por glaucia alves em 29 de fevereiro de 2012 - 21:30

    Em uma época em que se veem tantas aberraçoes no meio evangélico, a inteligencia, a cultura, a lucides e a humildade de Dom Robinson com certeza fará uma grande falta… Que o Senhor nosso Deus tenha misericórdia de todos nós.

  17. #18 por Paulo Verdolin em 29 de fevereiro de 2012 - 22:29

    A todos que choram, pela lacuna que foi aberta dentro do seio da família Cristã brasileira, meus sinceros sentimentos creio, mesmo sem pessoalmente conhece-lo, que uma voz que clamou no deserto por tantos momentos obscuro do nosso país, nos deixa seu legado, como exemplo do seu caráter, de um homem que se entregou por amor ao Cristo ressurreto e vivo.
    E que as consolações do Eterno venha sobre toda sua família, parentes e amigos !

  18. #19 por Elias Monteiro Bispo em 29 de fevereiro de 2012 - 22:50

    Peço-lhes licença para honrar Robinson Cavalcanti, pois a sua atuação política-cristã impactou a minha vida, desde os tempos do Movimento Cristão Democrático de Centro – MCDC, quando ainda jovem universitário, no alvorecer da abertura política, me dirigia ao salão cedido pela Primeira Igreja Presbiteriana do Recife, aos sábados à tarde, para escutá-lo e debater as alternativas democráticas para o país.

    Tive o prazer de votar em Robinson para Deputado Estadual poucos anos depois e conferir a apuração da urna – só tinha aquele voto para ele, o meu.

    Robinson continuou influenciando a minha trajetória de vida através ao logo dos últimos 35 anos através dos livros: Cristianismo e Política, Libertação e Sexualidade, A Utopia Possível, dentre outros, além dos artigos publicados na revista Ultimato.

    Os seus escritos sobre o evagelicalismo integral têm permeado a minha mente até hoje, pois o Evangelho todo para o homem todo e para todos os homens, revelam que a humanidade é feita a imagem de Deus e que a fé sem obra é morta.

    Precisamos de uma redenção do todo e uma restauração da mãe-terra e do universo.

    Resta-nos o consolo de saber que quando o CÉU ganha, ninguém perde.

    Robinson e Miriam partiram para a eternidade e estão desfrutando da presença do Senhor e a separação é momentânea.

  19. #20 por Gledson pedro em 29 de fevereiro de 2012 - 22:53

    É com grande tristeza no coração que escrevo estas linhas, aprendi, mesmo sem conhece-lo pessoalmente, muito com Bispo Robinson, toda perca é ruim, ficamos um pouco mais orfãos de uma boa reflexão, no amor de Cristo, valeu companheiro.

  20. #21 por Marcelo Gualberto em 1 de março de 2012 - 0:42

    Estou profundamente triste. O Robinson era um amigo e um exemplo. Que o Senhor tenha misericordia de nos e nos console.

  21. #22 por Eude Carvalho da Rocha em 1 de março de 2012 - 0:57

    Também lembrei que em 2005, ouvindo-o mencionar as indagações das pessoas sobre o constante uso de uma grande cruz junto à sua camisa clerical, a sua colocação foi esta: “Assim não me esqueço que sou um pecador e que preciso de Cristo, todos os dias.” Com reiterado respeito e profunda admiração, esta é a verdadeira celebração da Páscoa Cristã.

  22. #23 por valcir Cardel em 1 de março de 2012 - 1:20

    Quanta gratidão tenho no meu coração pela vida de Robinson Cavalcanti que me ajudou muito a ver o evangelho de forma integral. Fiquei mito triste com a notícia. Orei por seus familiares e por todos que sentiram o imacto dessa tragédia. Mais um profeta cai em nossa geração, mas cremos na Ressurreição e na vida eterna.

  23. #24 por Regina Sant'Ana Wälti em 1 de março de 2012 - 7:11

    Somente agora pela manhã soube aqui em Berna do falecimento do Bispo Robinson e sua esposa. Lamento tanto que isso tenha acontecido. Mas a promessa, a esperança e a certeza das vitórias que o Senhor nos dá ajudam-nos a prosseguir para o alvo, a prosseguir nas lutas. Deus abençoe a família enlutada.

  24. #25 por António Calaim em 1 de março de 2012 - 7:26

    Temos seguido a carreira e Escritos deste Servo do Senhor. Lamentamos esta perda. Louvo ao Senhor por ele. Quanto ao mais cabe-nos seguir em frente. Que a Adopção não seja prejudicada.

  25. #26 por Rogério Rodrigues Santos em 1 de março de 2012 - 7:30

    Lembro-me como se fosse hoje, das poucas, mas abençoadas vezes, em que, como estudante de teologia no STBNB em Recife, pude ser abençoado pelas falas profundas e ao mesmo tempo simples do nosso Mestre. E depois disto, sempre acompanhando seus textos e atuações através dos livros e da internet… Sim, perdemos uma voz profética. Estamos mais pobres… Que o Santo Espírito do nosso Deus nos conforte neste momento e nos envie novos profetas para sucederem o nosso mestre…

  26. #27 por Mário Guerra em 1 de março de 2012 - 8:18

    O Povo de Deus no Brasil perde um soldado incansável e um orientador lúcido. Na glória, agradeceremos a Dom Robinson por seu longo, belo e importante trabalho pelo Evangelho em nossa pátria. Gratos a Jesus que nos concedeu por tantos anos este apóstolo entre nós, estamos de luto e certamente teremos saudade.

  27. #28 por Rogerio de Amorim Coelho em 1 de março de 2012 - 9:40

    Robinson Cavalcanti, tive o privilégio de conhecer, ainda, no final dos anos oitenta: sorriso aberto e mente lúcida, fé de um discípulo do Senhor Jesus apaixonado pelas ciências do povo. Solidário, agregador é o que sempre foi e, por isso, a dor seja tão grande. Dor que se apresenta mais forte quando tem origem na nossa intimidade.”Que feridas são essas?” pergunta que me vaza o coração. Hoje, em Belém, vem à lembrança de nomes da convivência daqueles anos: Edson Pimentel, Clélia, Adriana, Jardson, Mara e Icélia Soares (todos em Recife/Olinda) que me apresentaram a este homem corajoso e sorridente.

  28. #29 por Jorge Eduardo Geraldo em 1 de março de 2012 - 10:09

    Eu não tenho palavras para descrever a dor que sinto com a ausência da verdadeira voz profética, que sentia ouvir nos escritos deste mui amado homem de Deus. Sinto que perdi um conselheiro, um amigo muito próximo, que abriu meus olhos para a Missão Integral.
    Confesso que quando lia a revista Ultimato, eram os seus textos que procurava primeiro, sempre na expectativa de colher mais uma jóia do saber. Robinson não me ensinou a sonhar, mas me ajudou a crer – com alguém que sonhava junto – que os sonhos e a busca dos mesmos e que fazem a vida cristã ser quase palpável e deliciosamente prazerosa.

  29. #30 por Rogerio de Amorim Coelho em 1 de março de 2012 - 10:22

    Robinson Cavalcanti, tive o privilégio de conhecer, ainda, no final dos anos oitenta: sorriso aberto e mente lúcida, fé de um discípulo do Senhor Jesus apaixonado pelas ciências do povo. Solidário, agregador é o que sempre foi e, por isso, a dor seja tão grande. Dor que se apresenta mais forte quando tem origem na nossa intimidade.”Que feridas são essas?” pergunta que me vaza o coração. Hoje, em Belém, vem à lembrança de nomes da convivência daqueles anos: Edson Pimentel, Clélia, Adriana, Jardson, Mara e Icélia Soares (todos em Recife/Olinda) que me apresentaram a esse homem corajoso e sorridente. Minha homenagem com trecho do hino do nosso Pernambuco: “Coração do Brasil! em teu seio
    Corre sangue de heróis – rubro veio
    Que há de sempre o valor traduzir
    És a fonte da vida e da história
    Desse povo coberto de glória,
    O primeiro, talvez, no porvir.”

  30. #31 por Ayrton em 1 de março de 2012 - 11:21

    Tive oportunidade de ouvir e conhecer ao mesmo tempo o Bispo em palestra em bsb. Tratou exatamente sobre o problema do erro de comportamento humano moderno dos quais o homoxessualismo e as drogas são grandes vilões da alma humana, roubando sua tão cara integridade. Nunca imaginava que sua vida seria atingida por uma tragédia dessa mesma natureza. Deixastes um exemplo de inconformismo com esse mundo Rm.12. Descansem e alegrem-se em paz irmãos agora; destas tragédias estais livres para sempre com Nosso Senhor Jesus.

  31. #32 por Douglas Lamp em 1 de março de 2012 - 14:43

    Dom Robinson vai ser lembrado como exemplo de uma pessoa plenamente humanitária. Ao mesmo tempo, Robinson foi exemplo de uma pessoa plenamente espiritual. Ele vai ser lembrado como servo e seguidor de Jesus Cristo. Sua mente esclarecida e espirito sensivél são dignos de emulação. A comunidade cristã perdeu um grande amigo. Adeus Dom Robinson e Miriam. Até nos encontramos de novo.

  32. #33 por José Roberto em 1 de março de 2012 - 16:09

    Sentirei falta do bispo Robinson Cavalcanti. Um dos cristãos que mais influenciou minha formação política. Com ele aprendi que é possível ser cristão e não ficar a margem das discussões sociais. É lamentável que sua morte tenha se dado de forma tão brutal. A eternidade recebe mais um gigante na fé, estará ao lado de Cristo, Seu Mestre e Senhor, na companhia de John Stott, outro cristão engajado que Robinson Cavalcanti sempre admirou.

  33. #34 por Israel Scritori em 1 de março de 2012 - 16:52

    Eu leio Ultimato a cerca de 20 anos (desde de minha adolescência) e sempre li Robson Cavalcanti com interesse por sua cultura, seu engajamento e amor pelo Reino; nem sempre concordei com o que ele escreveu mas sempre li com interesse e amor. Ao saber de sua morte, senti como se a notícia fosse sobre alguém próximo, alguém realmente conhecido de perto e fiquei triste pelo encerramento abrupto de sua carreira nesta terra.
    Me lembrei do do lamento de Davi sobre a morte de Abner…
    Mas glória a Deus pela ressurreição!

  34. #35 por Grace Falconi Kriebel em 1 de março de 2012 - 17:18

    A gente chora a perda de verdadeiros guerreiros da fé. Tive pouco contato mais a sua influencia foi primordial na minha caminhada de fé.

  35. #36 por Grace Falconi Kriebel em 1 de março de 2012 - 17:22

    A gente chora a perda de cristãos comprometidos com a fé. Tive pouco contato mais a sua influencia foi primordial na minha caminhada de fé.

  36. #37 por Reginaldo Faria em 1 de março de 2012 - 17:26

    Falar do pastor, bispo e articulista teológico – Robinson Cavalcanti é medir as palavras de um servo de Deus da contemporaneidade que me ensinou em seus escritos que servir a Deus vai além das nossas fronteiras eclesiásticas.
    Pr Reginaldo Faria®
    Ministério EDI

  37. #38 por Davi Nogueira em 1 de março de 2012 - 17:26

    O mundo não é digno de homens como o bispo Robinson Cavalcanti. Mas Deus teve compaixão de nós, e nos deu a honra de viver alguns anos à luz da sabedoria e piedade deste herói da fé…

  38. #39 por Douglas em 1 de março de 2012 - 17:27

    Se Deus quisesse Ele teria o livrado, mas ainda bem que Deus conhece tudo e todos. Nós estamos muito triste pelo acontecido, somos humanos, mas e Deus? e Robinson? Acho que não, assim como disse Paulo o morrer seria lucro, com certeza foi um lucro enorme para o nosso querido pastor, pois, agora ele poderá viver verdadeiramente tudo que pregou nos braços do Pai. Durante toda eternidade cantando glória, em ruas que são de ouro, muros de cristais e…Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para cada um dos que o amam.
    Abraços,

  39. #40 por Wesley Godoy em 1 de março de 2012 - 17:32

    Como todos os que se manifestaram antes o choque foi muito grande a mim também. Porém permanece o que pra todos nós é imortal, ou seja, o seu exemplo de vida, as suas oportunas, desafiadoras, sábias e proféticas palavras, as suas ações e mensagens registradas em livros, entrevistas e pregações. Glória a Deus por nos ter honrado com a existência de Robinson Cavalcanti.

  40. #41 por Wesley Godoy em 1 de março de 2012 - 17:35

    Como todos os que se manifestaram antes o choque foi muito grande a mim também. Porém, permanece o que para todos nós é imortal, ou seja, o seu exemplo de vida, as suas oportunas, desafiadoras, sábias e proféticas palavras, as suas ações e mensagens registradas em livros, entrevistas e pregações. Glória a Deus por nos ter honrado com a existência de Robinson Cavalcanti.

  41. #42 por Carlos Gasparotto em 1 de março de 2012 - 17:37

    A tristeza pelo passamento do querido Bispo Robinson Cavalcanti é imensa, ainda mais nas condições trágicas em que ocorreu.
    Perdemos um mestre, perdemos um verdadeiro apóstolo.

  42. #43 por Pr Silair Garcia - Ig. Metodista Wesleyana em Valadares/MG em 1 de março de 2012 - 17:41

    Que a voz do Rev. Cavalcante nunca deixe de soar neste mundo de pós-modernidade tão necessitado de uma palavra sóbria e sábia…

    Lembremo-nos deste grande homem de Deus, que em vida nos mostrou que podemos ser melhores fazendo aquilo que Cristo nos ensinara… AMAR AO PRÓXIMO verdadeiramente…

  43. #44 por Lyndon de Arapujo Santos em 1 de março de 2012 - 17:46

    Eu ainda tinha perguntas a serem feitas ao Bispo Robinson Cavalcanti. Gostaria ainda de provocá-lo em algumas questões. Ainda queria compreender a sua trajetória multifacetada como professor universitário, intelectual, militante, escritor e bispo anglicano. Seu humor, poder de síntese e inteligência rápida ainda eram surpreendentes, na sua singular capacidade de comunicação e carisma pessoal. Na memória ficarão, ainda, vários cenários e momentos vividos juntos ou próximos, como na celebração da eucaristia em São Luis, Maranhão. Ainda não compreendi a forma como ele e sua esposa partiram. Ele nos ajudou a ver o que é ser cristão.

  44. #45 por selma greice em 1 de março de 2012 - 17:46

    Meu coração se entristeceu muito ao receber a notícia da morte trágica do bispo Robinson e esposa. Aprendi a admirá-lo através dos artigos na Revista Ultimato. Admirava sua coragem, integridade, sabedoria e fidelidade à Palavra de Deus. Via nele um exemplo de como deve ser um cristão no contexto deste mundo. Que grande e imensurável perda! Estamos de luto.

  45. #46 por Lyndon de Arapujo Santos em 1 de março de 2012 - 17:49

    Eu ainda tinha perguntas a serem feitas ao Bispo Robinson Cavalcanti. Gostaria ainda de provocá-lo em algumas questões. Ainda queria compreender a sua trajetória multifacetada como professor universitário, intelectual, militante, escritor e bispo anglicano. Seu humor, poder de síntese e inteligência rápida ainda eram surpreendentes, na sua singular capacidade de comunicação e carisma pessoal. Na memória ficarão, ainda, vários cenários e momentos vividos juntos ou próximos, como na celebração da eucaristia em São Luis, Maranhão. Ainda não compreendi a forma como ele e sua esposa partiram. Ele nos mostrou o que é ser cristão.

  46. #47 por Luzelucia Ribeiro em 1 de março de 2012 - 17:51

    Fiquei perplexa diante de tamanha tragédia. Minha mente recusava-se a acreditar que uma das mentes mais brilhantes do universo evangélico e cultural do nosso país fora tragicamente ceifada junto com a esposa que por tantos anos o acompanhou… Com certeza ficará um vazio nas páginas da Revista Ultimato, o vazio deixado por uma pessoa única: D. Robinson Cavalcanti. A eternidade o acolheu…

  47. #48 por Everdad Sant Fé em 1 de março de 2012 - 17:52

    Lembro de Caldas Novas 6CBM, quando fui na direção dele pra tirar uma foto. O mesmo estava com um sorvete na mão e queria deixar de lado pra depois fotografar. Sorri e disse “Tire com o sorvete mesmo, pra que todos vejam que Bispo também faz isso…rsss.” Ele deu um sorriso discreto. Quando falei duas palavras pra iniciar um diálogo o mesmo saiu rapidamente, e acabou ficando sozinho no outro lugar. Foi uma pena não ter tido a oportunidade de conhecer o Robinson fora dos palcos. Eu estava iniciando elogios sobre um material que ele havia escrito que mto abençoou a igreja batista onde pastoreio no RJ. Que Deus abençoe amigos próximos e todos que agora sentem profundamente a perda da pessoa que ama.

  48. #49 por Cibele Nunes em 1 de março de 2012 - 17:52

    Lamento muito a morte do Bispo Robson Cavalcanti. Seus artigos na Ultimato eram de grande valor para fé e a conscientização do povo cristão. Será uma falta muito sentida.

  49. #50 por Maurício Pais em 1 de março de 2012 - 17:57

    Por que, meu Deus, por quê?!!!!
    É com o coração triste e a mente cheia de interrogações que recebo, somente hoje, a notícia desta lamentável perda!

  50. #51 por José Carlos Rocha Sales em 1 de março de 2012 - 17:58

    “Morre um gigante em Israel”. Depois de chorar a morte trágica do bisto Robinson Cavalcanti e de sua esposa, fui consolado com a certeza de que o que importa para Deus não é maneira como se morre , mas a maneira como se vive. Ele foi uma rara estirpe de fé e inteligência. Soube realizar a síntese do intelectual com o espiritual. Sentirei muita falta de seus artigos bem articulados na revista Ultimato, através dos quais passei a conhecer sua .visão de mundo e dos valores do Reino de Deus. Adeus Dom Robinson. Obrigado por seu exemplo de vida e ideias que ficarão como um legado para nós.

  51. #52 por Joana Raphael em 1 de março de 2012 - 18:10

    Louvo a Deus por nos ter permitido pessoa tal qual Dom Robinson. Seu exemplo e sua dignidade permanecerão. Sua espiritualidade continuará ecoando.
    Obrigada, Senhor! Junto de Ti, ele e Mirian são felizes plenamente.

  52. #53 por Pastor Roberto Inacio em 1 de março de 2012 - 18:10

    “E sucedeu que, terminados os dias de seu ministério, voltou para sua casa”, diz o evangelho de Lucas. Assim sucedeu ao Bispo Robison Cavalcante, infelizmente de forma abrupta, mas foi o caminho de Deus para recolher o seu servo e sua digníssima esposa. Lamentamos profundamente o fato, mas fica a lembrança de um homem de Deus envolvido com o Reino, deixando-nos sua vida como exemplo, através das palestras que ouvimos várias vezes em Seminários, livros, revistas; enfim, um lavrador incansável na Seara do Mestre.

  53. #54 por Jefferson Martins em 1 de março de 2012 - 18:18

    Então ouvi uma voz dos céus dizendo: “Escreva: Felizes os mortos que morrem no Senhor de agora em diante”. Diz o Espírito: “Sim, eles descansarão das suas fadigas, pois as suas obras os seguirão”. Ap 14:13

    Na noite desta segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012, assistindo o Jornal da Record, fui surpreendido por uma notícia que me deixou perplexo: a de que Dom Robinson Cavalcanti, bispo da Igreja Anglicana em Olinda, lotado na diocese do Recife – Pernambuco, juntamente com sua esposa Miriam, havia sido assassinado a golpes de faca pelo filho adotivo que estava sob efeito de entorpecentes e que havia acabado de ser deportado dos Estados Unidos, onde estava respondendo a Justiça por crimes de violência e uso de drogas.
    Fiquei em estado de choque e imediatamente fui aos prantos, pois conhecia o bispo Robinson pessoalmente e também pelos seus inúmeros artigos, devocionais e ensinamentos bíblicos. Tratava-se de um dos homens mais inteligentes que já conheci. Professor de ciências políticas em duas universidades federais, homem manso, humilde, educado, cordato, dócil, equilibrado, eloqüente e acima de tudo um profundo estudioso e conhecedor da Palavra de Deus – homem do qual o mundo não foi digno!
    O Brasil perde um grande ser humano, e o reino de Deus sofre uma baixa de um dos seus mais destemidos soldados. Contudo, sem a menor sombra de dúvida D. Robinson e sua esposa estão agora sob os cuidados do Pai Celestial, acolhidos e afagados pelo seu amor incondicional, juntamente com outros tantos soldados de renome ou anônimos gozando da doce e terna presença do SENHOR.
    Meu querido amigo Dom Robinson Cavalcanti, muito obrigado por tudo aquilo que eu pude aprender com você – para mim um grande privilégio; para o mundo, um grande legado!

    Jefferson Martins Pastor da Igreja Evangélica de Peruíbe

  54. #55 por Fábio Firmino em 1 de março de 2012 - 18:20

    Parabéns à Ultimato pela iniciativa. A memória do D. Robinson Cavalcanti merece todo o respeito da familia cristã brasileira pela gigante contribuição que ele trouxe ao pensamento e a Igreja de Cristo no Brasil.

  55. #56 por Sávio em 1 de março de 2012 - 18:21

    Que o Senhor console a sua familia e traga esperança a sua congregação.

  56. #57 por Milzede Albuquerque em 1 de março de 2012 - 18:23

    Aqui no Seminário de Educação Cristã é grande a nossa consternação e pesar. Lembramos quando no ano passado Dom Robinson esteve conosco, tão alegre, tão sábio, num fórum sobre o último Congresso de Lausanne, em Cape Town.
    Comeu conosco, salgadinhos, doces e refrigerantes, em nosso jardim. Depois nos falou na capela, junto aos demais participantes do congresso, com a visão e análise crítica que possuía mais que ninguém.

    Pessoalmente, reporto-me aos anos 1970, quando junto com dois companheiros, após participarem de um congresso num país vizinho (UBLA, talvez…) nos visitou na Missão Batista Brasileira, em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia. Eu era ali jovem missionária e tive o privilégio de hospedá-los e fotografá-los com uma pequena Kodak. A admiração foi crescendo com os anos. Seus livros, seus artigos na Ultimato sempre foram os primeiros a serem lidos. Guardo todas as suas Mensagens e Reflexões Episcopais, agora ainda mais valiosos.

    Que a preciosa graça do Senhor esteja consolando a todos os familiares e ao seu rebanho, diante de tão dolorosa perda.

    Fraternalmente

    Milzede Albuquerque – Coord. Estudos Avançados – SEC

  57. #58 por Amélia Pereira em 1 de março de 2012 - 18:24

    O Senhor Deus usou o Bispo Robinson Cavalcanti para me abençoar e ensinar desde a minha juventude,nos meus tempos da faculdade através da literatura da ABU, continuei lendo seus artigos através da revista Ultimato. Hoje aos 62 anos estou chocada pelo que lhe aconteceu, mas ao mesmo tempo glorifico ao Senhor pelo servo que ele foi.A Deus seja a glória!

  58. #59 por Fernando em 1 de março de 2012 - 18:24

    Certamente fará muita falta a presença e os ensinamentos de Robinson Cavalcanti, mas temos a certeza que embora de forma violenta ele foi ao encontro de Deus Pai Todo Poderoso. Os que aqui ficam busquem a graça de Deus de Israel no sangue vivificador de Jesus de Nazaré – o Messias. Á família peço que o Senhor Jeová, Jesus Cristo e o Santo Espírito os console.

  59. #60 por Aristoneide Costa Coelho em 1 de março de 2012 - 18:27

    Fiquei profundamente triste com a morte de nosso querido pastor Robinson Cavalcanti e de sua esposa Mirian de forma tão brutal e covarde. Sou grato a Deus e ao Bispo Robinson pelo fabuloso trabalho de fundação da ABU aqui em São Luís(MA) no início da décado de 70. Sou fruto dessa obra magnífica. Li alguns livros dele e seus artigos na ULTIMATO e sempre fui tocado e transformado por seu pensamento. Viveu para servir a Deus e para ganhar muitos para Cristo, como eu. Deus seja Louvado!

  60. #61 por Pr Daniel leme em 1 de março de 2012 - 18:28

    Sentiremos saudades deste ilustre cristão que nos abençoou com muitas obras pela revista ultima e seus livros, que seu exemplo posso ser marcado em nossas vidas.

  61. #62 por Uziel Souza de França em 1 de março de 2012 - 18:36

    Recebi como um impacto a notícia da morte do Bispo Edward Robinson Cavalcanti e sua esposa Miriam. A consternação prostrou-me por instantes, mas firmei-me e vi que nem a morte derruba definitivamente os gigantes da fé, como o reverendo foi; pelo contrário, ele foi levado pelos anjos ao seio de Abraão onde usufrue da Presença do Pai para todo o sempre. Ele e Miriam estão infinitamente melhores do que nós, que continuamos a mourejar na pregação do evangelho que transforma vidas e que mostra que só em Jesus há salvação.
    Tive o privilégio de conhecê-lo por longos anos. Suas ministrações de fé e lições de vida hão de germinar em muitas vidas ainda.
    Obrigado, Bispo Robinson, pelo legado que nos deixou. “… Tragada foi a morte pela vitoria!” I Co 15.54b.
    Até logo, meu amigo; breve nos encontraremos no céu.
    (Congregação Presbiterial de Lajedo PE).

  62. #63 por PAULO LOMBA em 1 de março de 2012 - 18:45

    Assim como Davi, Robison e Míriam cumpriram seu ministério em sua geração! Eu era seminarista em Recife quando tive a surpresa e o prazer de conhecer e ouvir inúmeras vezes suas palestras e pregações sem ao menos repetir idéias. Quando me despedi dele em Recife quando partia para o primeiro pastorado, ouvi dele: ‘Mais um que deixa o Nordeste!’ Ele amava sua terra e por ela viveu e encarnou sua missão integral. Aguardemos o nosso reencontro nos céus!

  63. #64 por Ricardo Ribeiro em 1 de março de 2012 - 18:47

    Não há palavras para descrever a contribuição do Rev. Robson para a minha vida. Posso dizer apenas que o Reino de Deus, aqui na terra, perdeu um grande cidadão e eu, particularmente, perdi uma fonte de inspiração.
    Que o Senhor da Igreja, nos dê o conforto para suportar a dor dessa tragédia.
    Ricardo Ribeiro – 1ª IPI de Belém

  64. #65 por leonor toledo em 1 de março de 2012 - 19:02

    Consternada registro meu pesar por essa perda. Usei em várias oportunidades artigos escritos por Pr. Robson em aulas, tão propícios nos dias de hoje e tão profundos nos marcos históricos. Os escritos estão preservados, ele os compartilhou, cabe-nos estudar, aprender e praticar, como seria o desejo dele.
    O céu convocou! Gloria ao Senhor.

  65. #66 por Tiago Ludugerio em 1 de março de 2012 - 19:04

    Toda perda é lamentável, principalmente de forma tão trágica, como foi a morte do Bispo Robinson, mas como Cristãos acreditamos na vida eterna e na comunhão dos filhos e filhas de Deus. Sempre será lembrado pelos seus feitos quando era da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.

  66. #67 por Célia Maria Pontes em 1 de março de 2012 - 19:20

    Vai ser duro quando receber os próximos exemplares do ULTIMATO e saber que lá não acharei mais o artigo do bispo Robinson Cavalcanti. Suas palavras sempre concisas farão muita falta a todos. O que nos conforta é a certeza de que ele nos deixou, mas está agora pertinho do Pai, onde não há mais atos brutais, dor e tristeza. Enquanto isto, nós aqui continuaremos nossa luta contra o malígno, que a cada dia está mais presente e atuante neste mundo. Até qualquer dia, dom Robinson, sentirei saudades dos seus artigos!

  67. #68 por Antonio Carlos Junior em 1 de março de 2012 - 19:25

    Embora já o tivesse lido e admirado, tive uma única oportunidade de ouvir, pessoalmente, o Rev. Robinson – foi no memorável “I Fórum da Aliança Evangélica”, ocorrido em novembro próximo passado.
    Creio que Robinson tenha sido um dos maiores pensadores protestantes da história do Brasil.
    Que o Senhor seja louvado por sua vida!
    Maranata!

  68. #69 por Oraci do Amaral (Pastor) em 1 de março de 2012 - 19:54

    Nós da igreja O brasil Para Cristo em Jundiaí – SP. lamentamos profundamente o ocorrido e pessoalmente sentirei muita falta de seus comentários na revista Ultimato, sempre li com bastante atenção seus artigos, nossos sinceros sentimentos a família e a igreja.
    Ainda continuamos a não entender muitos fatos lamentáveis que acontece, porém sabemos que Deus sabe sempre o que permite que se faça.

  69. #70 por Jarbas Matos em 1 de março de 2012 - 20:08

    O bispo Robinson foi um beligerante e estrategista na formação de uma consciência cristã, formando opinião e nova mentalidade cristã. Aprendi muito com as suas ministrações e escritas no mundo dos livros e revistas. A ausência do Robinson será sentida por todos que o conheceram. Que Deus tenha misericórdia dos ignorantes e a frase de Jesus possa reverberar – Pai perdoa-lhes porque eles não sabem o que fazem. Lamentável, muito lamentável, lamentável mesmo a forma com este irmão juntamente com o seu conjuge partiram para a glória!

  70. #71 por Eder Furtado em 1 de março de 2012 - 20:16

    A morte física é conseqüência do pecado. Em Rm 6:23 lemos que “o salário do pecado é a morte” por conseqüência do pecado de Adão e Eva (que herdamos) e por isso todo ser humano passará pela morte física. A Bíblia diz sem exceção: “pois todos pecaram e carecem da Glória de Deus” (Rm 3:23). Já nascemos mortos espiritualmente. A Bíblia diz que todos nós compareceremos diante de Deus e daremos contas de nossas obras a Ele (Rm 14:12). Eu Creio que Robison Cavalcanti se apresentou diante do tribunal de Deus e entrou na alegria de seu Senhor . Espero um dia encontra-lo lá na Nova Jerusalem. Saudades e sentimentos a todos irmãos em Cristo. Eder Furtado

  71. #72 por AMARO COELHO DA SILVA em 1 de março de 2012 - 20:29

    É LAMENTÁVEL, QUE DEUS CONSOLE SUA FAMÍLIA E TODOS OS LEITORES DA ULTIMATO, VOU SENTIR FALTA DE SEUS ARTIGOS, MAS UM DIA NOS ENCONTRAREMOS COM CRISTO.

  72. #73 por Pe.Carlos Henrique Nascimento em 1 de março de 2012 - 20:37

    Grande era a minha alegria ao abrir a revista ultimato e ir correndo ler o artigo de Dom Robinson. Muito claro, muito sincero, muito respeitador e imparcial para ajudar a crescer a Igreja de Cristo, independente de denominação. Que descanse em paz nos braços amorosos de Deus.

  73. #74 por Rodrigo Gonçalves em 1 de março de 2012 - 20:40

    A manhã de segunda-feira foi extremamente triste. Chegando no trabalho me deparei com a triste notícia. Tive o prazer de ouvir Dom Robinson pessoalmente em um Congresso SEPAL. Mente prodigiosa, palavras inspiradoras e simplicidade rara. Os que o conheceram de perto destacam o grande amigo. Sabemos que o Pai do céu os recebeu, mas este fato não elimina a tristeza pela breve separação.
    Certamente ainda nos encontraremos, mas enquanto isso fica a saudade e a certeza do consolo encontrado no Santo Espírito.
    Que Deus console a família!!

  74. #75 por Antoniel em 1 de março de 2012 - 21:05

    Quem da Ultimato não se deliciou intelectualmente com os artigos regados do profundo conhecimento desse mestre? quem não se firmou mais e mais na fé, influenciado pelo seu ardor e firmeza na palavra de Deus; contextualizada, relevante. Por que Senhor??? Essa perda parece que não tem tamanho. Lamentável! lamentável! Choraremos essa dor e não esqueceremos. Ah! Eu que conheci ultimato atraído pela primeira vez pelo artigo de Robson. Ah! Ultimato, apesar de todos seus outros excelentes colaboradores, que faremos sem Robson? Que faremos?

  75. #76 por Tales Messias Ferreira em 1 de março de 2012 - 21:09

    Robinson sempre foi além de nós. Por isso polêmico. No conhecimento e coragem, me ensinou muito. Mas, foi meu pastor e amigo quando mais precisei de gente ao meu lado. Por isso seu falecimento e de D.Miriam impactou o meio eclésiástico mas, bem mais, aqueles que dele receberam carinho, pastoreio e amor. Fui um destes.

  76. #77 por ONÉSIMO EUGÊNIO BARBOZA em 1 de março de 2012 - 21:13

    Ainda estou perplexo com a partida do estimado Robison Cavalcante. Pude conviver vários momentos com ele aqui em Aracaju, Brasília, Recife, principalmente. Juntos construimos alguns ensaios, seminários, congressos, articulações da fé engajada com a politica no MEP, em campanhas para Deputado Federal e outros movimentos. Fiquei atordoado e mui triste quando soube. Ele deixou sua marca! Foi lhe tirado a possibilidade em continuar articulando a fé que tinha. Para ele começou a eternidade. Fica suas experiencias em nós, sua luta, seus preceitos, ensinamentos, visão de mundo e de igreja. Que pena que ele e sua esposa partiram assim tão violentamente retirados do cenário da vida nesse mundo para a vida eterno. Com ele cantei muitas vezes: “Venha teu reino Senhor..a festa da vida recria, a nossa espera e ardor transforma em plena alegria…….” Que Deus tenha misericórdia de nós num mundo tão marcado pela apatia de tantos e violencia de outros.

  77. #78 por Adelino Ferreira em 1 de março de 2012 - 21:33

    A passagem deste nosso viver cá em baixo para o nosso viver lá em cima sempre chega, mais cedo, mais tarde.
    Bem-aventurado foi o Bispo Robinson Cavalcanti que soube viver cá em baixo debaixo das bênçãos divinas e sempre fiel ao seu Senhor.
    Foi morar e viver lá em cima de forma nada formal.
    Mas, o que importa?
    Cá em baixo tudo é possível.
    Lá em cima só há um caminho nos leva até lá: Jesus Cristo.
    Nossas orações para que suas ovelhas na terra mirem-se no testemunho de vida do Bispo Robinson Cavalcanti e que o sangue derramado pelo que aconteceu com a vida dele e da querida esposa, possa nos levar a meditar que um dia, o precioso sangue de Jesus foi derramado por nós aqui na terra e nos garante ida para vivermos, um dia, para toda a eternidade, lá em cima, onde nos esperam todos os que foram lavados e redimidos pelo sangue de Jesus.

  78. #79 por Alexandre Rodrigues Balotta em 1 de março de 2012 - 21:47

    Humanamente falando uma grande perda para a Igreja Militante de Cristo na Terra, mas já se tem um nobre membro a Igreja Triunfante de DEUS.

  79. #80 por MARCOS AURÉLIO DE ARAÚJO CARVALHO em 1 de março de 2012 - 22:15

    Foi com grande pesar que tomei conhecimento da morte do nosso querido e estimado Bispo Robinson Cavalcanti e sua Esposa Miriam, fato que nos deixou bastante entristecido.
    Foi uma perda irreparável para a Diocese do Recife, principalmente neste momento de turbulência da fé cristã ortodoxa no mundo. Perdemos não apenas o nosso Bispo Diocesano, mas também uma das pessoas mais inteligentes que já conheci e um verdadeiro pastor da igreja, pastor dos pastores, um dos maiores e melhores Bispos da Comunhão Anglicana. Resta-nos orar pelos que ficaram e para que o Senhor levante outros “Robinsons Cavalcantis” para proclamar a verdade libertadora de Jesus Cristo.

  80. #81 por Maria Gomes em 1 de março de 2012 - 22:22

    Ouvir a notícia pela TV sobre a morte do Bispo Calvacanti e sua Esposa. Lamento muito pela perda desses irmãos. Ele foi um grande profeta e servo do Senhor. Sua voz por meio dos seus artigos, livros e palestras, das quais, pude ouvi-las e tanto nos ensinou. Nem entendemos como tudo isso aconteceu. Mas sabemos que em meio a tanto sofrimento e tragédia, o Senhor o transforme me graça e misericórdia. Deus console os corações dos familiares, irmãos e amigos.

  81. #82 por João de Souza Filho em 1 de março de 2012 - 22:53

    Ouvi Robinson Cavalcanti dizer, mais ou menos nessas palavras que “a Igreja de Jesus Cristo é a instituição que mais (ou a única que) resgata pecadores do lamaçal do pecado. Alguns vão buscar o pecador e voltam com as roupas salpicadas de lama. Existem até mesmo aqueles que vão e não voltam. Mas, ainda assim, a igreja continua cumprindo como ninguém essa missão”.

  82. #83 por Rosane em 1 de março de 2012 - 23:27

    Queridos, Robinson e Mirian eram como meus irmãos de sangue, além de em Cristo, pena que não pude estar recentemente com nenhum deles, pela distância, ou por outros compromissos não pude ouvir e ver Robinson quando veio ao Rio, sinto saudades a muito, mas sei que agora nossa missão será estar orando pelo seu filho, que embora não saibamos a situação fez esta terrível tragédia acontecer, sei que Deus tem um propósito em tudo, embora para nós humanos comuns não possamos entender no momento. Saudades!!!

  83. #84 por Irland P. Azevedo em 1 de março de 2012 - 23:36

    A notícia da morte de Robinson Cavalcanti e sua esposa produziu-me dor muito profunda e mais uma vez a reflexão sobre o acerto do aforisma “Ars longa, vita brevis”. Longa é a arte, e a vida, breve”.
    Vivendo, entretanto, o tempo que o Eterno lhe concedeu, Robinson Cavalcanti legou-nos obras, artigos e palestras que, além de outros frutos benfazejos, nos levam a assumir compromisso de atuar na vida pública, de exercer mandatos e cargos públicos, constituíndo efetivamente sal da terra e luz do mundo, na sociedade brasileira. Aprendemos a menos satanizar a política e os políticos, e mais, muito mais, atuar como discípulos de Jesus, permeando, com o Evangelho genuíno, uma sociedade corrompida e perversa na qual resplandecemos, ou devemos resplandecer, como astros no mundo.
    Que voltemos a ler os escritos de Robinson Cavalcanti, na medida em que eles salientam grandes verdades da fé e da ética cristãs, e cuidemos de dar-lhes consequência prática na vida e ações de cada dia.
    Que o Eterno conforte o Seu povo.

  84. #85 por Suely Navarro em 1 de março de 2012 - 23:43

    É uma grande perda! Lamento muito o q aconteceu….Vou sentir muito a falta de seus artigos na ULTIMATO, onde muito aprendi! Mas, o q nos consola, é que Deus continua no controle de tudo.

  85. #86 por Elane Nolasco em 1 de março de 2012 - 23:57

    Robinson e Miriam fizeram parte da minha vida na ABU na década de 70. Amava-os apesar da grande distância e de muitos anos sem vê-los. Era muito bom nos reunirmos em sua casa. Admirava-o pela sua inteligência, sabedoria, simplicidade. Amava Miriam pela sua simplicidade, seu bom humor e sempre com uma palavra de carinho.Foi um choque, mas Deus sabe de todas as coisas e temos certeza de encontrá-los na glória. Que o nome do Senhor Deus seja exaltado através da vida e da morte destes amados irmãos.

  86. #87 por Elecy Oliveira em 2 de março de 2012 - 6:32

    Fica a marca de um cristão que fez ,e ainda fará,diferença por seu magistral legado.
    E também fica o consolo de que nos encontraremos com Dom Robinson e sua esposa na glória celestial!
    A Deus toda glória!(por + difícil que seja entender).

  87. #88 por Reny Cruvinel em 2 de março de 2012 - 9:18

    Uma referência muito importante para todo cristão que valoriza o conhecimento, a reflexão. Marcou uma geração.

  88. #89 por Gerson Freire em 2 de março de 2012 - 9:44

    Fomos todos surpreendidos com essa notícia. chorei! chorei pois Dom Robinson era um homem do Reino, da Paz e da solidariedade, nunca imaginaríamos que sua morte e de sua esposa seria de forma tão trágica e cruel.

    Eles eram gente simples e ao mesmo tempo Dom Robinson era uma das mentes mais brilhantes do protestantismo brasileiro.

    A dor será amenizada pelo consolo de Deus, a saudade teremos que lidar com ela. o amor por essa família fica pra eternidade!

    Soli Deo Gloria

    Rev.Gerson Freire

  89. #90 por Adenildo Lopes de Souza em 2 de março de 2012 - 9:46

    Escrever o que?
    Depois de ler tudo o que foi escrito acima pelos enlutados e concordar com tudo que foi dito.
    Robinson, descansa em paz ao lado do nosso Pai Celestial; pois em Deus certamente o encontraremos na Glória.

  90. #91 por Arnald Rodrigues de Souza em 2 de março de 2012 - 9:52

    Robinson Cavalcanti, sofreu o que poucos além da narrativa Bíblica sofreram; por pagar o preço de ser Megafone de Deus, voz profética, falar sempre a frente da maioria de nós, o que o fez ser visto por muitos como polêmico. Para mim, este homem de Deus, é incentivo ministerial, é modelo de ousadia em pensar sem barganhar sua consciência. E com certeza foi o que foi porque ao seu lado, houve providencia divina em colocar como amiga, esposa, companheira, uma serva de Deus em serviço e amor ao esposo profeta.
    Pr. Arnald Rodrigues de Souza – IPB Cohab P.Prudente – SP

  91. #92 por Wolô em 2 de março de 2012 - 10:08

    Ao receber a notícia, segunda-feira cedinho, sentei-me e chorei… Cada época pra cada um de nós tem seus heróis… Ele é um dos meus… Lia sempre seus textos e compartilhava alguns… A última vez que nos encontramos houve dois momentos marcantes… O primeiro, em sua sala de trabalho, onde ele me pediu apoio em oração para a defesa da sã doutrina na igreja anglicana… Havia, segundo ele, simpatizantes de Sodoma querendo redefinir casamentos e até mesmo sacerdócios a despeito do ensino da Escritura… Num segundo momento, enquanto eu compartilhava com os jovens de sua paróquia nossas experiências de louvor e testemunho, como eu canto de olhos fechados, ouvia uma voz que, discretamente, cantava junto comigo… Mais tarde soube que havia sido ele que, ao louvar o Senhor sentado na platéia entre os jovens atentos e sedentos de um evangelho aplicado, deixava pra mim essa lembrança sublime… Essa perda do companheiro de testemunho com tantos lances de edificação recíproca e de forma tão violenta tem orvalhado meus olhos ao longo da semana… Em momentos mais submissos ao Senhor, acolho a lição do Tapeceiro, que sabe o fim desde o começo e, ao tecer cada tapete, sabe as pontas que precisa aparar, para que ao final o resultado seja perfeito, do ponto de vista dele, para admiração nossa, e sua glória… Hoje a palavra que me conforta é esta: – Ressurreição!!!

  92. #93 por Rev. Augusto Baptista Lucas em 2 de março de 2012 - 10:20

    Dentre as cabeças pensantes no contexto teológico da atualidade, D. Robson Cavalcanti pode °ser aquele que nos inspirou na Missão Integral, em especial, na questão Política. Sempre que precisava entender melhor o assunto político, me recorria aos seus bons livros. Foi pra nós evangélicos uma grande perda. Um grande abraço a comunidade Anglicana de nosso país.

  93. #94 por Luciene Conte Kube em 2 de março de 2012 - 10:23

    Com pesar recebi essa triste notícia. Dom Robinson Cavalcante nos ensinou muito através de suas sábias escritas, seu bom-senso e sua mente e coração abertos ao que era belo, puro e verdadeiro no cristianismo. Sinto muito pela trágica morte também de sua esposa. Só Deus sabe a resposta para algumas das questões que nos fazemos quando assistimos tragédias e injustiças. Na glória teremos as respostas.

  94. #95 por Valter em 2 de março de 2012 - 10:27

    Era um homem brilhante rendido a Jesus Cristo e a serviço dele. Um crente, dentre os melhores, genuinamente brasileiro. A perda para a igreja é enorme.

  95. #96 por Marcos Quaresma em 2 de março de 2012 - 11:15

    Acho que essa é a maior trajédia pastoral familiar da história do protestantismo brasileiro. As interrogações dessa hora nos ensinam que não temos resposta pra tudo. Como alguém manso, sempre de bom humor (mesmo quando severamente criticado), deixa a vida assim? Lembro que um dia na CASA da SETE em Recife, Robinson me convidou para um encontro sobre racismo que ia acontecer à noite. Eu disse que não podia porque tinha compromisso na igreja. Ele saiu com essa; “Deixa os brancos lá e manda os pretos pro encontro”. Foi uma risada só. Agora fica a saudade e gratidão ao Senhor por conhecer uma pessoa Robinson.

  96. #97 por Pericles Figueiredo em 2 de março de 2012 - 11:17

    Ter um amigo é uma fonte de intensa satisfação; ter um amigo que é um intelectual brilhante, atuando inclusive na Política com “P” maiúsculo, é certamente um privilégio de poucos; ter um amigo que além, e acima de tudo isto, é um profeta cristão, então é uma benção. Robinson e sua meiga Miriam, deixam uma saudade incomensurável

  97. #98 por Rev.Pe.Gecionny Pinto em 2 de março de 2012 - 12:21

    Tive o prazer de ser ovelha e amigo do Bispo Robinson Cavalcanti.Ele me recebeu na Igreja Episcopal Anglicana do Brasil em 2001, e instituiu-me Ministro Leigo de 2005.Na sua casa fiquei hospedado várias vezes com o carinho e atenção de Dona Miriam. Esse ano recebi 2 livros de presente do mesmo e troquei e-mails debatendo temas teológicos da Comunhão Anglicana e ano passado assisti a sua última palestra em Natal-RN.
    Nós que ficamos perdemos um referencial, mas a comunhão dos santos ganhou mais uma testemunha da igreja militante.
    Minhas orações e solidariedade a sua família.

    Capela Anglicana da Virgem Maria

  98. #99 por Leila Barbosa em 2 de março de 2012 - 12:23

    Impossível pensar ABU sem lembrar-me dos livros e da rica, antenada e sempre contundente mensagem de Robinson Cavalcanti.
    Com pesar, profunda tristeza e grande esperança oro para que chegue o dia em que todas as lágrimas serão enxugadas dos nossos rostos e que o Reino de Deus se faça presente aqui na terra completamente.Por enquanto, como disse sabiamente alguem no blog, dor e silêncio.

  99. #100 por BISPO SERGIO FERNANDES em 2 de março de 2012 - 12:38

    O que dá sentido a tudo, é que estamos aqui cumprindo uma missão! E os que já foram para casa, deixam a inspiração, do bom combate, da fidelidade, da fé, que anima todos os que continuam no vale.
    As marcas são profundas, deixadas por Dom Robinson, de um homem dedicado ao Senhor, e a serviço dos homens que o nosso Pai, quer salvar! Que o consolo seja abundante sobre a Igreja e a todos os amigos cultivados ao longo da caminhada!
    Nos encontraremos na glória, onde tudo fará sentido!

  100. #101 por Ronaldo Granja em 2 de março de 2012 - 13:05

    Estive no enterro. O clima era de perplexidade. Todos os comentários e a fala dos pastores foram nesta linha. Ninguém estava entendendo os propósitos de Deus para tudo aquilo. A mensagem foi de fé na soberania divina. A igreja foi pequena para o evento. Haviam muitos líderes religiosos, políticos e amigos do Robinson e da Mirian. Pessoalmente senti falta de pessoas que tinha certeza que encontraria lá. Amigos de Robinson de longa data. Inclusive de pessoas que me ensinaram a amar e admirar Robinson. Em especial o pessoal da FTL do Nordeste. Robinson esteve conosco na terça-feira de carnaval, em Sonho Verde (Paripueira) quando falou para um pequeno grupo de amigos. Mirian a Teca e o Dudu também estavam. Estranhamente Robinson nos falou sobre a ação do diabo no mundo, com base no texto da tentação de Jesus. Esse não era o tipo de assunto que ele falava normalmente. Foi uma despedida. Pessoalmente estou me sentido órfão. Robinson defendia coisas que hoje em dia não se falam mais entre os líderes mais liberais. Espero em Deus que tudo isso tenha um sentido.

  101. #102 por Carlos Domingos da Silva - IEC CONGREGACINAL EM SEROPÉDICA RJ em 2 de março de 2012 - 13:05

    Essa dor profunda em nossos corações, é como se arrancassem de nosso próprio corpo, uma parte! Arrancaram sim alguém que com seu bom exemplo de Cristão, Cidadão, nos mostrava a cada dia, que o crente não pode e não deve ser um alienado. Que o crente pode sim, com caráter participar de toda vida publica do seu país, sem se corromper, sem ser cúmplice. Deus sabe todas as coisas… Deus no deu o D. R. Cavalcante, Deus permitiu que fosse arrancado de nós. Louvado seja Deus! Que homens idôneos se levantem e possam ocupar trincheiras como a que o irmão Robinson Cavalcanti ocupava. Substituílo? Jamais! Ele era mais ele – ímpar, com sua visão, seu bom humor, sua habilidade para nos falar através de seus ensinamentos. Que Deus a todos nos conforte.

  102. #103 por Pr. CLÉBIO EDUARDO FERMIANO em 2 de março de 2012 - 13:11

    Tremendamente chocado li a poucos instantes a notícia do assassinato do Pastor Robson Cavalcanti e de sua esposa. Conheci o Pastor Robson em um Encontro, quando tive a felicidade não só de ouvi-lo, como também, de falar com ele em um dos intervalos do encontro. Minha súplica a Deus é que console o coração de seus filhos, parentes, amigos, em especial o rebanho que ele pastoreava e todos os seus colegas de ministérios, em nome de Jesus.

  103. #104 por Viviane Guizelini em 2 de março de 2012 - 15:33

    Perplexidade, tristeza e dor. Foram os sentimentos que me tomaram de assalto quando li a notícia. Estamos consternados, intelectuais da estirpe de Dom Robinson não se formam rapidamente. E ele unia a sagacidade, Graça e bom humor em sua personalidade. Todas as vezes que o questinonei com temas delicados para a igreja e sociedade ele sempre acolheu meus questionamentos, respondeu minhas perguntas e gerou outras em mim. A dor é imensa… um líder, um mentor, um profeta brasileiro. Saudades

  104. #105 por Leoncio Soares do Nascimento em 2 de março de 2012 - 17:35

    Conhecia este irmão pelos seus escritos na revista ULTIMATO, quarta feira passada o nosso pastor de PIPS em Sobradinho-DF, nos comunicor da trajedia ocorrida, oro ao meus Deus Senhor e Pai que no dia da Ressurreição estaremos alegres junto com este amado cooperador e irmão em Cristo Jesus, juntos louvando ao e para o nosso osalvador Jesus Cristo. Até lá.

  105. #106 por Leoncio Soares do Nascimento em 2 de março de 2012 - 17:48

    Conhecia este amado irmão pelos seus escritos na Revista Ultimato, oro ao meu Deus que dê aos seus familiares força para suplantar esta grande perda e terrível trajedia. A ” PIPES’ de Sobradinho-DF, comunicou a todos os presente da grande perda que a Igreja de Jesus Cristo Sofreu com este ultraje, tenho a certeza que após a Ressurreição estaremo contando louvores ao nosso Salvador, o Senhor, Nosso Senhor Jesus Cristo. O nosso irmão foi chamado, nós ficamos e continuaremos a guerra invisivel contra o reino de satanás. Até Lá, no dia da Assembleia geral. Que Deus tenha miseriicordia de nós que ficamos.
    Diácono – Leôncio

  106. #107 por Marlucia Figueiredo em 2 de março de 2012 - 17:50

    Fiquei verdadeiramente surpresa quando li do trágico assassinato do Bispo Robinson Cavalcanti. Nunca o vi pessoalmente, mas escutei muito dele, em suas reflexões na Rev. Ultimato. Percebia-se um homem inconformado com a trajetória da Igreja pós moderna. A Revista ficará por breve momento emudecida, mas o nenhum propósito de Deus pode ser frustrado, ainda que não o compreendamos. Certamente Deus já levantou alguém, que dará continuidade ao belo trabalho do Bispo Robinson. A Deus toda glória!

  107. #108 por JORGE AMATUZI em 2 de março de 2012 - 18:24

    Grande perda. Não temos como mensurar o grande legado deixado por esse Homem de Deus. Com certeza sua falta será sentida. Lamentamos essa ocorrência brutal que vitimopu Dom Robinson e sua esposa Miriam. Resta-nos a esperança de um dia vê-lo nas mansões eternas. Saudades. (Jorge Amatuzi, cristão Adventista do Sétimo Dia)

  108. #109 por Ricardo Jurczyk Pinheiro em 2 de março de 2012 - 18:43

    Amanheci na segunda-feira, dia 27, com a notícia estarrecedora da morte de Dom Robinson Cavalcanti e sua esposa. Quis que fosse mentira. Não era. Telefonei para minha esposa e minha mãe (leitoras também da Ultimato). Ficaram estarrecidas. Chorei quando vi uma foto dele, a ficha caiu. Lembrei do Missão 2006, de congressos e das vezes em que tive o prazer de ouví-lo, na ABUB.

    Não me senti no direito de questionar a Deus o “por quê?”, mas o que senti foi saudade, daquele cabra arretado, acadêmico nos artigos e bem-humorado nas preleções. Na mente afiada, nas conclusões argutas, no inconformismo com a igreja atual, na sua luta pela justiça social baseada em valores judaico-cristãos… Dom Robinson fará falta.

    A única maneira de manifestar meu luto foi vestir-me de preto durante toda essa semana, mesmo nesse calor da Cidade Maravilhosa, que acolheu Dom Robinson durante o seu mestrado. Era uma maneira singela de dizer que meu coração estava triste.

    E como dizemos na minha denominação, ele foi promovido à Glória. Pena que ele teve que ir tão rápido, e de forma tão abrupta. Sentiremos sua falta, querido profeta dos nossos tempos.

    (Ricardo J. Pinheiro, cristão, protestante, Exército de Salvação e ABUB)

  109. #110 por PAULO DE SOUZA JUNIOR em 2 de março de 2012 - 19:21

    Queridos, se olharmos com olhos puramente humanos, um fato como este nos deixa escandalizados e perplexos diante de tamanha barbárie. Mas, se voltarmos nossos olhares para o Autor e Consumador da nossa Fé, veremos que a forma como o Senhor nos chama somente Ele sabe o ” modus operandis” a ser utilizado. Lembremo-nos de Jó que também de modo drástico perdeu todos os filhos!!! Porém, dotado de tamanha sabedoria e fé, não se deixou abater e erguendo os olhos aos céus exclamou ” Deus deu, Deus tirou!! Bendito seja o nome dos Senhor”!! De Dom Robinson ficará o exemplo de servo zeloso, fiel e compromissado com a pregação do evangelho. Ficará também a saudade de suas mensagens sempre muito bem elaboradas veiculadas através da Ultimato!! Oremos por sua família, e pessamos que o Senhor dos Céus console e conforte os corações tristes e chorosos!! Mas, com certeza o Senhor está feliz por ter um filho querido junto a Si!! Deus nos Abençoe!!! (Paulo de Souza Junior, cristão Presbiteriano-IPB de Jacupiranga-SP)

  110. #111 por Maria Luiza Targino (Nina) em 3 de março de 2012 - 0:19

    A morte do Bispo Robinson e de D. Miriam chocou e enlutou o nosso coração, mas no Senhor encontramos forças para trazer a memória o que pode nos dar esperança para continuar orando pelos filhos dessa nação. O exemplo de vida de ambos nos motiva.
    As mães do Desperta Débora.

  111. #112 por Adriano Diniz em 3 de março de 2012 - 0:53

    TIVE A OPORTUNIDADE DE RECEBE UMAS DE SEU SERMÃO NO STPN, HOMEM DE CRISTO ERA ESSE BISPO AQUI NA TERRA. MAS O SEU ESTADO SE ENCONTRA MELHOR QUE O NOSSO NA ETERNIDADE, UM DIA VAMOS TER A OPORTUNIDADE DE VER E CONVERSA COM ELE E SUA ESPOSA NA ETERNIDADE. QUE DEUS EM CRISTO TENHA MISERICORDIA DESSE FILHO.

  112. #113 por Adriano Diniz em 3 de março de 2012 - 0:54

    TIVE A OPORTUNIDADE DE RECEBE UM DE SEU SERMÃO NO STPN, HOMEM DE CRISTO ERA ESSE BISPO AQUI NA TERRA. MAS O SEU ESTADO SE ENCONTRA MELHOR QUE O NOSSO NA ETERNIDADE, UM DIA VAMOS TER A OPORTUNIDADE DE VER E CONVERSA COM ELE E SUA ESPOSA NA ETERNIDADE. QUE DEUS EM CRISTO TENHA MISERICORDIA DESSE FILHO.

  113. #114 por Leonardo Bueno em 3 de março de 2012 - 7:45

    Apesar de estar triste pelo fato da morte de Robinson e Mirian, sou grato a Deus pela vida desse singular servo de Deus que teve um papel importante na minha caminhada. Lembro-me com gratidão de 2 obras impares sobre sexualidade que o abençoado irmão nos deixou em uma época que o mercado editorial evangélico era limitadíssimo acerca desse tema.

  114. #115 por Marcos Bezerra em 3 de março de 2012 - 8:56

    A ABU Recife e a ABUB Nacional e tambem as Igrejas Evangelicas perdem um Homem e Mulher que viveram de forma pratica o lema da ABUB – Fé que pensa e Razão que Crê;um amigo, professor ,Pastor e a auxiliadora (Miriam) a docura da Graça de Deus era presente na vida do casal.
    Marcos E Jacira Bezerra – Assessor Auxiliar ABU – Recife

  115. #116 por Misael Leandrode Sousa em 3 de março de 2012 - 9:59

    Que noite triste e sombria, aquela em que ouvi pela televisão que haviam sido assassinados Dom Robison Cavalcanti e sua esposa Mirian, a expressão do meu intimo foi gritar misericórdia. Naquela noite pedi o sono e me veio a mente alguns questionamentos sobre a vontade permissiva de Deus. A pergunta então foi porque Deus? No entanto sei que o SENHOR está no controle de tudo e por isso, o que nos consola agora é poder glorificar o seu santo nome, pela vida e ministerio deste estimado homem de Deus, que nos deixou um grande legado. Na quarta-feira ao subir no púlpito de minha igreja, fizemos uma oração de gratidão ao SENHOR, pela vida, ministerio e por tudo aquilo que ao longo dos anos lendo os artigos escritos por Robison Cavalcanti fomos edificados e transformados em nossa maneira de pensar enquanto pastor e servo de Deus. Que o SENHOR pois console a família e a igreja que sofreram uma perda lastimavel.

    Pastor Misael Leandro. ICEBetsaida. Sobral- CE.

  116. #117 por Josadac Bezerra dos Santos em 3 de março de 2012 - 10:12

    O Brasil, a Igreja Evangélica Brasileira e o anglicanismo mundial perderam um dos seus maiores líderes. Não há uma única grande liderança evangélica neste país, uma única grande lderança denominacinal nem fora e nem dentro do anglicanimo,não há um único intelectual evangélico de expressão ou não, que não tenha sido alcançado em sua tragetória pelo ministério do assessor da ABU, apologeta da fé, escritor, líder denonominacional e para além dos muros denominacionais, Robinson Cavalcanti. Todos os líderes importantes e não importatantes, os seus amigos e seus inimigos de ultima hora, todos foram abençoados por Deus pelo seu ministério. A Ele, portanto, toda honrra e toda a Glória.

  117. #118 por Josadac Bezerra dos Santos em 3 de março de 2012 - 10:43

    O Brasil, a Igreja Evangélica Brasileira e o anglicanismo mundial perderam um dos seus maiores líderes. Não há uma única grande liderança evangélica neste país, uma única grande liderança denominacional nem fora e nem dentro do anglicanismo, não há um único intelectual evangélico de expressão ou não, que não tenha sido alcançado em sua trajetória pelo ministério do assessor da ABU, defensor da fé, escritor, líder denominacional e para além dos muros denominacionais, Robinson Cavalcanti. Todos os líderes importantes e não importantes, os seus amigos e seus inimigos de última hora, todos foram abençoados por Deus pelo seu ministério. A Ele, portanto, toda honra e toda a Glória.

  118. #119 por WEBER FIRMINO ALVES, Pastor Congregacional Esperança-PB em 3 de março de 2012 - 15:12

    A igreja brasileira perdeu um grande profeta; os céus receberam dois dos seus santos. Lamentamos a maneira trágica, mas confiamos na soberania de Deus. Fica para nós o legado de um homem que lutou pela justiça social e a preservação do evangelho em meio à sua comunidade.

  119. #120 por Sérgio Lima em 3 de março de 2012 - 16:42

    Estou atônito até agora…difícil acreditar.
    Graças a Deus temos sua voz escrita.

  120. #121 por marlus neves lenz césar em 3 de março de 2012 - 21:27

    fiquei surpreso em acabar de saber deste episódio terrivel com este servo de Deus.
    ele que colaborou por tanto tempo com Deus, para nos ajudar a pensar teologicamente e religiosamente, e nos ajudou a contextualizar o ensino bíblico, teologico e divino com a aplicação ao nosso viver diário.
    vamos sentir a sua falta.
    mais assim Deus quiz. amém

  121. #122 por André Ricardo em 3 de março de 2012 - 21:42

    A semana começou muito difícil com essa notícia – dolorosa em muitos aspectos. Lamentei o fato e as circunstâncias. Refeito do abalo, busquei o caminho da gratidão. Reconheço a dedicação deste guerreiro e suas inestimáveis contribuições para o Reino de Deus, em especial no Brasil. Entendo que Robinson Cavalcanti foi um servo que Deus levantou para trazer uma contribuição muito especial a Sua Igreja a partir da segunda metade do século XX. Que seu exemplo continue a nos inspirar a seguir adiante. Obrigado Senhor pela vida do Seu servo.

  122. #123 por pr ARAO SANTOS/BELAGUA-MA em 3 de março de 2012 - 23:09

    um icone do evangelho brasileiro, da firmeza da palavra, da representatividade como homem de Deus!!

  123. #124 por Marlene de Almeida Barretoo em 4 de março de 2012 - 0:19

    Não conheci o Dr. Robinson Cavalcanti a não ser por seus escritos no Ultimato, os quais com muita clareza traziam em suas mensagens a devoção e dedicação autor à obra de Deus e ao engrandecimento da sociedade a que ele servia. Fiquei perplexa ao me deparar com essa informação.

  124. #125 por Geraldo Bastos em 4 de março de 2012 - 14:58

    Sem dúvida uma grande perda, nos consola o fato de sabermos que trata-se de uma promoção providenciada pelo Senhor da Obra. Sempre que foleava Ultimato, encontrava nos escritos do irmão Robinson, palavras que no mínimo nos estimulava a pensar de maneira profunda sobre o assunto abordado. Perdemos todos… ganhamos todos…

  125. #126 por Márcia em 4 de março de 2012 - 19:41

    Meu esposo recebeu a notícia e ficou extremamente triste, pois apreciava seus escritos, sentindo muitíssimo sua perda. Sabemos que nós, os cristãos, estamos unidos pelo mesmo sentimento do amor de Deus.
    Fica aqui registrado sinceros sentimentos, mesmo sem conhece-lo.
    Júlia Márcia

  126. #127 por Charles Galvão em 4 de março de 2012 - 21:53

    Não é só porque ele era meu Bispo…era um amigo…um exemplo de liderança…! Doi muito ainda para nós da Igreja Anglicana…mas nosso dever é dar continuidade a seu Brilhante Legado!

    Glória a Deus pela sua vida…e pelo seu exemplo!

  127. #128 por Silas B Martins em 5 de março de 2012 - 0:38

    Sempre amei as palavras desse grande servo de Deus, palavras que continuarão em minha memória me fazendo lembrar que precisamos de mais obreiros, pois “a seara é grande e os trabalhadores são poucos…”

  128. #129 por Idauro Campos em 5 de março de 2012 - 3:00

    Meu primeiro contato com Robinson Cavalcanti foi em 1997, em meu primeiro ano no Seminário Teológico Congregacional do Rio de Janeiro, através de seus artigos publicados em ULTIMATO. Havia uma assinatura coletiva entre professores e alunos. Desde então, em todos esses anos em que leio a revista, seu artigo sempre foi a minha primeira leitura ao abrir as páginas de ULTIMATO.

    Em 2010 Robinson Cavalcanti veio a Niterói para falar na Semana Teológica promovida pelo Projeto Água da Vida, sob o tema “ Luz na Mente. Fogo no Coração”. Foi o preletor principal. Ministrou em dois dias. Fui aos dois. Cheguei em minha cidade por volta da 01: 00 da manhã, mas feliz por ter ouvido uma das mentes mais brilhantes do país.

    Em 2011 o Projeto novamente o convidou e tive a honra de receber o convite do Rev. Leclaer Victer para compor uma mesa com o Robinson Cavalcanti para participar de um debate após as suas preleções, mas, com problemas de sáude, não pude comparecer.

    Lembro-me das cômicas palavras do Rev. Paulo Leite, meu professor de Exposição Bíblica ( Profetas), quando nos disse que conhecia três pessoas inteligentes na Igreja Brasileira: “Caio Fábio, Russel Shedd e Robinson Cavalcanti. Com um diferencial: Robinson sabe que sabe. E o que é pior: sabe que você não sabe”. Nós, alunos, fomos às gargalhadas.

    Quem o perdeu não foi apenas sua família e sua igreja, mas todos que o conheciam e o admiravam pela inteligência, piedade, seriedade, amor ao Evangelho de Cristo e pela sua imensa simplicidade e humildade.

    É uma pena! A Igreja Evangélica no Brasil está cada vez mais vazia de boas referências em sua liderança.

    Com pesar…

    Rev. Idauro Campos
    Pastor da Igreja Congregacional de Niterói.

  129. #130 por Romoaldo Rebello Siggelkow em 5 de março de 2012 - 9:12

    A notícia trouxe grande tristeza para o meu coração, pois o querido pastor Robinson representou e representa muito para a minha geração, como um profeta e homem de Deus. As suas mensagens e os seus livros influenciaram positivamente o meio evangélico. Sentiremos a sua ausência em todos os sentidos (livros, mensagens e artigos da Ultimato). Partiu e deixará saudades nos nossos corações.

  130. #131 por Denise Vasconcelos em 5 de março de 2012 - 9:39

    O cristão que me fez saber, através de seus livros, que as Leis de Deus prescritas no Antigo Testamento contemplavam uma conduta social livre de toda forma de opressão: sócio-política- econômica-ambiental-demoníaca,…
    Que nós, seus leitores, tenhamos a mesma coragem e discernimento para expressar a vontade Divina e executá-la. Saudades.
    Denise Vasconcelos
    Profª EBD da 1ª Igreja Presbiteriana de Vitória- IPB

  131. #132 por Jorge dos Santos em 5 de março de 2012 - 11:38

    Conheci pessoas próximas a mim que se foram e não me causou tanta tristeza e pesar, uma certa angustia, misto de dor, sofrimento como quando da perda do Pr. e Bispo Robinson e esposa; também me vieram à mente lembranças agradáveis dos singelos contatos em Recife e Aracaju em encontros da ABU na década de 80. Fui muito abençoado nestas oportunidades, minha vida cristã foi fortalecida para que minha fé fosse além do templo e do domingo. Depois de muito aprendizado e militancia daquela época de ABU, me envolvi com uma ONG que trabalha com dependentes quimicos e sua complexidade dentro e fora da familia. Meu engajamento é fruto de um aprendizado em que o Dom Robinson teve grande contribuição. …A Deus a vida do casal foi oferecida em obediência ao acolher um menino… Que o Eterno levante outras familias e cristãos para acolher e amar sabendo que o amor às vezes pode exigir um alto preço, custar muito caro todavia, viver não deve ser medido pela quantidade de anos e sim pela plenitude com que vivemos as nossas crenças, valores, fé! Que o Eterno levante outros Robisons e outras Mirians que impactem de forma sutil e profunda a nação brasileira. Militando juntos pelo Reino,
    Jorge dos Santos Primeira Igreja Batista de Laranjeiras/Sergipe

  132. #133 por Carlos Alberto Figueiredo em 5 de março de 2012 - 11:54

    Sou grato a Deus pelo privilégio de ter conhecido Robson Cavalcante. Para muitos um Pastor amoroso, para outros um Bispo cuidadoso, um escritor inspirado. Para mim em particular ele foi o exemplo de alguem que conseguiu comciliar a busca de uma vida de santidade sem abrir mão da capacidade de pensar com lucidez, sem respostas fáceis ou questionamentos óbvios. O céu com certeza ficou mais alegre com o seu sorriso largo e generoso.
    Carlos Alberto Figueiredo. Pastor da Igreja Presbiteriana Nova Jerusalem. Fortaleza CE

  133. #134 por cleusa escoura em 6 de março de 2012 - 0:08

    Jesus, o proprio Deus encarnado, tbem foi assassinado, e nos deixou um legado para seus seguidores; “a nova Jerusalem,onde temos certeza que o Bispo Robson e sua fiel auxiliadora estâo abrigados e sem dores. A deus toda a gloria,e a nos a bênção de suas mensagens e livros.Graça e paz.

  134. #135 por Douglas Rezende em 6 de março de 2012 - 10:07

    Tenho tentado colocar em prática o que anos antes aprendi com ele, cada publicação que ele escrevia na Ultimato era lida com a alegria de quem tem muita sede e é direcionado a encontrar muita água. Consciência e Fé, caminhos extremamente difíceis quando em nosso íntimo arde a chama do engajamento social. Robinson nos mostrou que era possível sim, que crises de fé são muito mais inconformidade com a “formidade” institucional eclesiástica, e que a luta por transformações sociais são tão santas quanto qualquer ação carismática, simplesmente por ser uma ação carismática…Chorei sua morte, como vou chorar em meu coração por muitos anos. Meu filho de sete anos leu a introdução do Utopia possível este fim de semana, ficou curioso por ver a atenção que eu dava a este livro neste dia, me vi cheio de esperança de novo.

  135. #136 por Pedro Miguel da Silva em 6 de março de 2012 - 12:01

    Na edição janeiro/fevereiro 2.012 de ultimato Robinson Cavalcanti falava da luta do secularismo para varrer de vista símbolos cristãos presentes na sociedade, é nosso dever hoje não deixar que suas palavras e idéias sejam apagadas da mente das pessoas e que elas continuem influenciando a sociedade que vivemos. Graça, misericórdia e paz a todos.

  136. #137 por Pr. José Barbosa de Sena Neto em 6 de março de 2012 - 14:27

    Tive o privilégio de conhecer o Bispo Robinson Cavalcanti, há já alguns anos, quando almocei com ele, logo após o culto matutino em sua igreja. Um homem de Deus, humilde, mas muito culto, um pensador, aquele que sabia trnsmitir o melhor pensamento da autentica igreja evangélica brasileira, e não estaria exagerando ao dizer: insubstituível tão cedo! Breve estaremos juntos na Pátria Celestial – Fortaleza-CE

  137. #138 por PASST em 6 de março de 2012 - 15:06

    Nós da Paróquia Anglicana da Santíssima Trindade amávamos o nosso bispo e estamos sofrendo muito. Rogamos à Deus que console o nosso coração bem como a toda a nossa Diocese que igualmente está de luto.

    O Senhor nos Deus D. Robindon, o Senhor nos tomou D. Robinson. Louvado para sempre seja o Nome do Senhor.

  138. #139 por Rev. Roberto Avelar Coelho da Silva em 6 de março de 2012 - 16:14

    Eu, particularmente, despertei meu breve interesse e respeito pelo anglicanismo escutando este grande homem de Deus através de suas mensagens nos ídos dos anos 1994 quando trabalhei na VINDE – Visão Nacional de Evangelização em Niterói, RJ (do Rev. Caio Fabio D’ Araújo Filho) por meio de fitas de VHS e K7 do VINDESAT (setor de estudos p/ lideranças e leigos em geral), além de material textual via SEPAL e Congressos da VINDE.
    Na época, eu era um cristão ultra-alienado, nunca tinha ouvido falar de anglicanismo e percebi algo de peculiar nas palestras/pregações e declarações proferidas por Dom Robinson Cavalcanti e depois vim a saber que esse homem era um dos maiores, quiçá o maior representante e defensor do anglicanismo puro e verdadeiro no Brasil. Era um anglicano íntegro, honesto, comprometido com a bíblia e com o Deus da bíblia que não se vendeu por nenhum prato de lentilha, não se curvou diante dos ‘Baal’s da pós-modernidade’ através do liberalismo desenfreado que tanto deturpa e polui o real, o verdadeiro anglicanismo, sobretudo das sagradas escrituras.
    Que os verdadeiros anglicanos assumam esse legado que Dom Robinson Cavalcanti nos deixou e que possamos trilhar pelo mesmo caminho, pois assim entendemos ser essa a vontade de Deus, baseado no que aprendemos e lemos através das verdades eternas (bíblia).

    Infelizmente não o conheci pessoalmente, contudo; tenho a mais absoluta convicção de que, Dom Edward Robinson de Barros Cavalcanti era de Deus, bem como a sua amada esposa, Miriam Cavalcanti, e por isso Deus os tomou de volta para si !!!

    Nossos mais sinceros sentimentos aos familiares que por ventura tenha ficado, bem como aos amados Diocesanos do Recife (clérigos e leigos) e todos os admiradores destes grandes seguidores de Jesus que agora se encontram com o Pai, no Pai (Deus).

  139. #140 por Júlio Cesar-Paróquia PAES em 6 de março de 2012 - 17:07

    Aprendi muito com o Bispo Robison, principalmente através de suas pregações admirar a sabedoria que Deus derramou naquele homem. Fico lembrando dos debates sobre a igreja primitiva e outros assuntos sobre a igreja no programa consensus. Com certeza não vai ser mais o mesmo.

  140. #141 por CLÁUDIO GIRON - PASTOR ADVENTISTA em 6 de março de 2012 - 22:49

    Um dos grandes evangelicos intelectuais que me estimulou a reflexão, que suas obras continuem movendo a igreja do Brasil a prática do EVANGELHO DE CRISTO JESUS. Sentirei falta.

  141. #142 por Moacir S. Andrade Filho em 6 de março de 2012 - 23:03

    Sou pastor pentecostal, há muitos anos assíduo leitor de Ultimato. Sempre comecei a leitura pelos artigos de Dom Robinson. Com ele, aprendi muito, passei a ver a Igreja com um olhar mais apaixonado; entendi o significado de catolicidade e romanismo. Sua utopia me influenciou o pensamento; e agora, junto-me a uma legião de desolados que não sabem como expressar o pesar da dor de sua ausência. Restam-nos as lágrimas e a esperança de um dia nos encontrarmos com ele no lar celestial.

  142. #143 por Francisco Antonio Salerno Neto em 7 de março de 2012 - 16:56

    Morre o homem, permanece a mensagem. Fui muito abençoado ao ler alguns de seus livros [Benção chamada sexo, Cristianismo e política, etc]. Vive a lembrança de alguém que não fugiu de suas responsabilidades pastorais, nem foi mais um teólogo ‘copy-paste’, a lembrança de um homem que se importava com gente, gente como a gente. Resta a esperança da ressurreição, do reencontro.

  143. #144 por JOSÉ JEOVÁ SOARES SANTOS em 7 de março de 2012 - 17:37

    Sou assinante da Ultimato há dois anos. Lí alguns artigos de ROBINSON, e os achava muito interessantes. Ele detinha vasto conhecimento e por isso escrevia como ninguém. Diante disso, só tenho a elogiá-lo pelos seus escritos; sem contudo deter-me em críticas, deixando-as para o Senhor Jesus, no grande tribunal “post morte”.

  144. #145 por Lucy de Almeida Pezzolo em 7 de março de 2012 - 17:55

    tambem chorei e fiquei perplexa,juntamente com meu marido,quando soubemos da morte tragica dos nossos irmaos em Cristo-Dom Robinson era um daqueles homens,de Deus,que a gente nao quer perder…!ao longo dos anos,ouvindo suas mensagens e lendo suas consideraçoes,seus ideiais,suas ideias,a luz da Palavra,nao tinha como nao ficar incomodada!desafiada!animada!e com esperança,de uma igreja mais santa,de um povo brasileiro mais abençoado e de uma vida mais centrada no Cristo ressurreto!
    Ele ja esta fazendo falta em nosso meio,eh bem verdade,mas estamos certos que um dia compreenderemos toda essa dor,que agora nos fere.
    Agradeço a Deus,por ter aprendido tantas coisas excelentes com a vida do pastor Robinson.
    Maranata!Vem Senhor Jesus!!
    (Lucy e Rev.Almir Pezzolo)

  145. #146 por marizilda em 7 de março de 2012 - 20:12

    Imagino que se para mim sinto ser uma perda imperdoável, que dirá para todos que o rodeavam e à sua esposa como se sentirão tristemente roubados de tão agradável comunhão. São poucos aqueles nossos irmãos que nos transmitem com graça o esmiuçar da Palavra dentro do contexto que temos vivido e o Sr.Bispo Robinson era assim, nos colocava a par de seus intrincados pensamentos de uma forma que sem desprezar o básico nos informávamos do divino. É lamentável. Mas que todos estes pastores anteriormente relacionados possam realmente ter apreendido e buscar este dom.

  146. #147 por vitória régia em 8 de março de 2012 - 14:06

    Querido Robinson, quem se levantará para falar, profetizar, denunciar, como vc fazia? este é um momento de dor… mas tb de reflexão! vc e sua esposa se foram sem ter tempo de se despedir da gente, mas agora urge pensarmos naquele q representa todos os jovens que por causa da droga vão ceifando as vidas dos outros e a própria vida! O QUE FAZER? O QUE ESTAMOS FAZENDO? O QUE IREMOS FAZER? COMO FAZER? CREIO QUE dEUS ACOLHEU VOCES COM ALEGRIA E CHORO! ALEGRIA POR QUE NÃO SABEMOS, VOLTARAM PARA O PAI! com choro, por que ficou um filho como tantos outros filhos que sairam da casa do Pai e estão aí no mundo precisando que a Igreja de Jesus Cristo se levante e faça alguma coisa concreta além de FALAR, FALAR E FALAR!
    Nos veremos um dia Robinson e choraremos de alegria por que tão somente foi a Graça de Deus que nos alcançou!!!!

  147. #148 por Joaquim Brito em 8 de março de 2012 - 14:07

    Me junto a todos e todas que sofrem com os brutais assassinatos de Robinson e Mirian.
    Ambos deixaram um legado de fraternidade,
    hospitalidade, camaradagem, inesquecível. As
    vidas deste casal, produziram muitos frutos,
    muitos “filhos e “filhas” por adoção, por cari-
    nho, por consolação, neste mundo todo. Pre –
    cisamos está atentos e mobililizados, para garantir JUSTIÇA!

  148. #149 por Pr. Antonio Paixão Caxias em 8 de março de 2012 - 20:38

    A”velha guarda”, ou os “dinossauros” da ABU – Aliança Bíblica Universitária está de luto. Perdeu um de seus pioneiros distintos: Robinson Cavalcanti. Convivemos na ABUEditora quando da publicação do seu primeiro livro: “Uma benção chamada sexo” e ” O cristão, esse chato”. O 1° causou problemas na quebra de paradígmas nas igrejas mas abriu caminho para a educação sexual hoje existente em seu meio, infelizmente, dominada pela literatura transnacional. Sempre apreciei seus artigos na revista Ultimato. Estive com ele em São Luis quando foi ministrar na 1ª Igreja Cristã Evangélica uma excelente palestra sobre a vida política da Igreja. Vai fazer muita falta pelo que ele era e pelo que fazia. É lastimável a natureza de sua morte, mas que nisso também, seja Deus glorificado.

  149. #150 por Jonatas Jose da Silva em 9 de março de 2012 - 6:20

    Sou médico e pastor participei. de vários congressos com Dom Robson Cavalcante, e sempre admirei seu amor por Cristo, sua preocupação por missões integrais no contexto das implicações da Igreja de Cristo e o seu papel político no mundo. É lastimágel, e injustficágel, o que aconteceu a esta querida família. Sabemos que ele e a esposa estão com Deus. Que o Espírito console amigos e parentes. Guardemos as boas lembranças dos seus sermões e escritas. Amem!

  150. #151 por Pr VALDENIR DA SILVA em 9 de março de 2012 - 17:31

    Uma grande perda num momento em que esta escasso a questão homens de Deus, para mim Rev. Dom Robinson vai continuar sendo um conselheiro atraves dos seus artigos e livros, não o conhecia pessoamente, mas não é dificil saber de quem estamos falando…. saúdades do amante do reino de Cristo… Dom ROBINSON cALVALCANTI

  151. #152 por Ormi Sardenberg em 9 de março de 2012 - 18:01

    O abençoado casal Robinson e Miriam contribuiu de maneira poderosa na formação intelectual e espiritual de milhares no Brasil e exterior. Oramos pela ajuda do Espírito Santo a consolar-nos e nos colocar em posição de guerreiros(as) neste mundo que “jaz no maligno”.

  152. #153 por ELIZABETH DE ALMEIDA SILVA em 9 de março de 2012 - 19:34

    Conheci Robsom em um dos muitos encontros do MEP (Movimento Evangélico Progressista), figura quiça diferente dos evangélicos assembleianos que convivia no interior de MG, mas logo que começou a falar foi só deleite, ele expressava tudo o que eu queria dizer de alguma forma e não conseguia. Ao receber a ultimato os seus artigos era o primeiro que lia, como me inspirava e me ajudava a pensar.
    Que perda! Ai que saudades!!! Ele deixa um legado de amor e obras. Viva!!!!R.Cavalcanti e esposa.

  153. #154 por Angelo Pinheiro de Andrade em 9 de março de 2012 - 20:27

    Nos 40 anos da Ultimato em Viçosa eu e minha família tivemos a grata satisfação de hospedar o Bispo Robinson em nossa casa. Que privilégio os momentos passados com ele. Lamentei e me entristeci profundamente com notícia de sua morte. Ele deixa saudades, sua humildade e capacidade de interagir com todos é louvável.

  154. #155 por Fátima Adolfo França em 10 de março de 2012 - 23:13

    Admirava D. Robinson e Miriam. Me identificava com ele por ter tido uma caminhada de fé semelhante a dele; filho de pai espírita e passagem pelas Igrejas Adventista, Batista, Presbiteriana e finalmente Anglicana onde dedicou sua vida servindo ao Senhor com alegria. No dia 21 de abril de 2010 tive o privilégio de estar presente no Colégio 15 de Novembro em Garanhuns, onde ele foi comemorar o aniversário de sua conversão. Isto me alertou a lembrar o dia da minha conversão e celebrar o evento! Admirava Miriam e sua postura sempre discreta. Outro dia liguei pra sua casa e Teca disse que ela estava orando e não podia me atender naquele momento. Achei isso maravilhoso! Miriam enfrentava as batalhas de joelho. Compartilhava as leituras que fazia, tudo o que o Senhor falava ao seu coração, Amava os idosos de sua família e de sua igreja. São inúmeras as lembranças dos testemunhos destes dois servos de Deus. Proclamou a Palavra, que ardia “como fogo abrasador”, viveu o evangelho, errou e acertou, perdoou e foi perdoado… Calou-se nosso pai em Deus mas “Ninguém detém, é obra Santa…nem Satã nem o mundo todo pode apagar esse ardor, ninguém detém, é obra Santa, Esta causa é do Senhor”
    Fátima França

  155. #156 por Charles em 17 de março de 2012 - 18:32

    Lamento mt este triste incidente. É q às vezes nos perguntamos a razão de Deus permitir algo assim, e nos calamos quando entendemos q Deus possui o controle absoluto de todos os fatos do universo.
    Não o conheci, exceto pela Ultimato. Só sei q uma voz bem relevante se calou. Conhecendo a Deus como conhecemos, Ele levantará mais vozes como esse grande Seu servo.

  156. #157 por Charles em 17 de março de 2012 - 18:34

    Charles :
    Lamento mt este triste incidente. É q às vezes nos perguntamos a razão de Deus permitir algo assim, e nos calamos quando entendemos q Deus possui o controle absoluto de todos os fatos do universo.
    Não o conheci, exceto pela Ultimato. Só sei q uma voz bem relevante se calou. Conhecendo a Deus como conhecemos, Ele levantará mais vozes como a do pr. Cavalcanti.

  157. #158 por Denerson Dias Serafim em 22 de março de 2012 - 15:56

    Perdemos um grande servo de Deus!! Falar do Robson é difícil. Ele foi um guerreiro incansável que lutou pela causa do bom mestre. Assim como tantos outros martíres que morreram derramando o seu sangue, assim como lutero, calvino, knox e jerônimo, o ROBSON ficará para sempre em nossas mentes e corações!! Mas, agora o que sentimos: SAUDADES !!

  158. #159 por Pr. Marcos Soares em 29 de março de 2012 - 10:39

    Robinson Cavalcanti me inspirou em dois aspectos. Primeiro, minha visão política enquanto líder cristão (eu acompanhei Robinson desde os tempos da ABU – Aliança Bíblica Universitária) até agosto de 2002, às vésperas das eleições presidenciais de 2002 – ano em que a maioria dos evangélicos “apostava” na vitória do então candidato Anthony Garotinho – quando o trouxe para ministrar uma palestra a centenas de pastores e líderes cristãos de São Luís.

    A outra influência de Robinson na “montagem” de minha teologia foi no que se refere a ter uma postura audaciosa e crítica quanto ao que ele chamava de “área da livre concepção teológica” sobre temas que a Bíblia não “fechava” questão.

    Certa vez, nos tempos de minha juventude, em enviei o número de um jornal que meu grupo de teatro evangélico (META – Movimento Evangélico de Teatro Amador) produzia. Fizemos um questionamento sobre os elementos da Ceia e perguntamos: Como celebrar a Ceia do Senhor em lugares que não há pão e vinho? No sertão nordestino, bem que poderia ser com rapadura e cana de açucar.

    Robinson me encontrou meses mais tarde e fez a seguinte consideração (naquele tom de pernambucano arretado): “Acho que vou passar a servir a Ceia com rapadura e Cana de Açucar” e deu uma gostosa gargalhada.

    Não consigo imaginar uma reflexão política vanguardista nordestina bíblica promovida por outra mente brilhante, que não a de Robinson Cavalcanti.

    Não consigo pensar numa linguagem provocativa, contestadora e sensata sobre a Igreja Brasileira contemporânea, sem pensar na audaciosa reflexão desse provocativo ex-professor de Ciências Políticas da Universidade Federal Rural do Recife.

    Não ter mais Robinson Cavalcanti no convívio de Congressos, Simpósios, particularmente ou através de sua coluna em Ultimato, é perder uma parte especial de nossa inspiração cristã, protestante, profética para um viver eclesial mais genuíno, brasileiro e, sobretudo, nordestino.

    ARTIGO COMPLETO, ACESSE http://www.marcosoares.com.br

  159. #160 por Bete Oliveira em 31 de março de 2012 - 11:02

    Lamentamos. Mas sabemos, que nas mãos de Deus, estão todas as coisas. Não estamos livres de sofrimentos, nem tragédia, mas temos a certeza, pra onde caminhamos. Através do exemplo de vida, possamos nos espelhar e deixar ” pegadas” no caminho. Ser Cristão é um presente de Deus pra todos nós.

  160. #161 por Carlos Souza em 29 de maio de 2012 - 13:13

    Ao amigo Dom Robinson Cavalcanti,

    Amigo Sei que partiste silenciosamente, como se temesse que meu clamor por sua volta pudesse ser ouvido por Deus que, com certeza, já a aguardava na porta do céu.
    Lá fora pude ver com nitidez a sua partida.
    Me calei e me recolhi num vazio imenso.
    No mesmo instante a saudade estava ao meu lado bem mais triste do que jamais fora e, com ela, a lembrança.
    E chorava de saudade.
    Onde estiveres meu amigo e irmão , o meu amor por ti será eterno e, enquanto eu viver, a lembrança e a saudade serão minhas companheiras.
    Um dia lhe direi: ‘Dê-me um abraço e aperte minha minhas mãos, a tarde morreu e a noite chegou… Sigamos juntos a luz da primeira estrela que surgiu, para que possamos ouvir juntos o som da última canção.

    Muita saudade amigo .

  161. #162 por Dom Kléber em 17 de julho de 2012 - 20:50

    Foi com grande Pesar e tristeza,que recebi a noticia da morte do Bispo Robisom Calvacante perde o Brasil,um Profeta,perde a teologia,umas das grandes referência teologica,perde a Igreja Anglicana seu Pastor e Bispo,Pai na fé,nós em São Luís perdemos um amigo mas chegado que um irmão,nossa comunidade de teologos,resolvemos homenagea-lo,por sua luta,trabalho e dedicação,criamos os amigos de Robisom Cavalcante,na verdade será um memorial,onde lembraremos toda a trajetória do nosso amado e eterno Bispo,como ele mesmo escreveu não se faz história sem história,descanse em paz,junto a sua esposa,nós seguiremos com seu memorial.

  162. #163 por IRINEU MESSIAS DE ARAUJO em 16 de outubro de 2013 - 15:29

    Fui testemunha da contribuição ao Evangelho de Cristo, que o Reverendo Robinson deu.

    Resta-nos agora , apena a agradecer pela vida reverendoRobinson e procurar de allgum modo levar adiante muitas de suas ações,palavras atitudes que glorificavam o Senhor Jesus , razao de ser de tudo quanto venhamos a fazer aqui na terra.

    Não, ele não precisa mais de oração. Nós que precisamos para sermos tão usados pelo
    Senhor Jesus afim de que possamos testificar para o mundo da obra vicária e salvadora do Filho de Deus,que o revendo procurou fazer através de suas atitudes e de seus escritos.

    IRINEU MESSIAS DE ARAUJO
    Membro da Assembleia de Deus – Abreu e Lima.PE

  163. #164 por Sérgio Sousa em 17 de novembro de 2013 - 19:23

    Hoje, terminando de fazer meu TCC bateu enorme saudade do Pastor mais sincero que eu conheci. Foi ele que me ensinou a ter olhos para a política e a fé. Sei que ele está com Deus, mas a sua falta aqui deixa uma lacuna que não será nunca preenchida. Quem dera se no Brasil tivéssemos pelo menos uns 10 com o caráter desse homem de Deus. Saudades Pastor Robinson!!!!

  164. #165 por ELBA CHRISTINE CAVALCANTI ALMEIDA em 2 de janeiro de 2014 - 1:22

    AINDA… SAUDADES!

  165. #166 por Hairan de Souza em 23 de março de 2014 - 18:53

    Antes de partir para a Rússia como missionária em 1994,comprei a última unidade do livro “Cristianismo e Política” , que encontrei na prateleira, deste ícone da literatura política evangélica, numa livraria em SP. Fiquei tão satisfeita e emocionada ao ler a obra por saber que tínhamos no Brasil evangélico alguém com a visão, competência e conhecimento político/cristão seguro, capaz de transmitir com discernimento a responsabilidade da igreja na transformação política sem todavia esquecer do céu. Desejei muito conhece-lo ! Com certeza todos nós perdemos um grande homem de Deus, um escritor e um mestre da literatura política/cristã do Brasil!
    Missionária e poetisa Hairan- Assembleia de Deus

  166. #167 por Luiz Carlos em 4 de maio de 2014 - 16:36

    Quantas contribuições ao Reino de Deus foram doadas pela presença inesquecível deste homem de Deus que soube servir com graça na comunidade dos discípulos. Espero usar seu exemplo e humildade expressadas em seus escritos e palestras que soube falar com lisura e simplicidade o que é fazer missão integral sem desintegrar-se neste mundo. O meu conforto é que um dia iremos nos encontrar e esteremos para sempre com o Senhor em seu Reino Eterno.

  167. #168 por Marcia Coelho em 29 de março de 2015 - 15:04

    “A vida passa rápido. Não é a duração da vida o mais importante, mas sim a capacidade de transformá-la em algo significativo.” Essa afirmativa de D. Robinson bem expressa sua própria personalidade e vida. Voltou à casa do Pai aos 67 anos de idade; uma vida curta, mas de um significado eterno. Plantou sementes do Reino de Deus pelo mundo todo. Nunca fez questão de parecer ser o que não era de fato. Entretanto, em sua autenticidade, demonstrou a grandeza do AMOR e da GRAÇA de DEUS por cada um de nós, pecadores. Miriam, uma “companheira para e pela eternidade”. Mulher de fibra, sem contudo perder a doçura. Ela, mulher de oração, não esquecia de colocar diante de Deus os pedidos que lhe chegavam aos ouvidos. Ele, homem culto, de hábitos simples e modestos, memória extraordinária, defensor da verdade do Evangelho, um servo e serva tementes ao Senhor. Só deixaremos de sentir saudades quando um dia nos reunirmos com eles no céu.

(não será publicado)