Por Priscila Mesquita

A dependência química e as mudanças comportamentais trazidas pela vida virtual estarão em pauta na 1ª Conferência Jovem do Médio Solimões, que acontece entre os dias 15 e 17 deste mês, no município de Anori, localizado a 195 quilômetros de Manaus (AM) em linha reta. Com o tema “Desintoxicação”, o encontro é organizado por membros da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) que residem na região.

De acordo com o coordenador da área missionária do Médio Solimões e pastor auxiliar da Igreja Presbiteriana de Manaus (IPManaus), José Eustáquio Fortunato, os organizadores querem alcançar 150 jovens das cidades de Anori, Anamã, Codajás, Coari, Manacapuru, Beruri e suas comunidades.   

“O rio Solimões é uma rota de acesso entre Colômbia e Brasil. Há um fluxo de drogas muito grande, constante e com substâncias pesadas. Parte desses entorpecentes é descarregada nas comunidades, nas sedes dos municípios e nas aldeias indígenas, que sofrem as graves consequências”, explica o coordenador.

Com atuação no Médio Solimões desde os anos 90, Eustáquio está preocupado com o consumo excessivo de álcool, de drogas e também com o uso exagerado do celular, das redes sociais e das novas tecnologias.  

“Valores morais estão mudando. Na década de 90 dificilmente ouvíamos falar de prostituição e do uso de substâncias químicas entre os jovens do Médio Solimões. Hoje as mesmas festas que acontecem na cidade grande acontecem também lá. Isso faz com que esses jovens sejam intoxicados por esses vales, que têm penetrado os municípios às margens do rio. Então a discussão é pertinente e vai ajudar muito a nossa juventude”, pondera o pastor.

Fissurados nas telas

Em março deste ano, um estudo feito pela Motorola e pela Universidade de Harvard apontou que a Geração Z (jovens entre 16 e 20 anos) passa em média 6,5 horas diárias no smartphone, tanto para fins pessoais quanto para trabalho ou estudo. Enquanto isso, seu tempo presencial com os amigos é de apenas 2,9 horas por dia. Os millennials (pessoas de 21 a 37 anos) seguem a mesma conduta, investindo 6,6 horas no uso do celular, enquanto gastam 4,1 horas com a família. Os questionários foram respondidos por jovens do Brasil, Estados Unidos, França e Índia.

Para gerar reflexão sobre esse comportamento, os organizadores farão uma mesa redonda específica sobre o uso das redes sociais no dia 16. “Percebemos que hoje há uma inversão de prioridades. Enquanto sobra tempo para as conexões virtuais, falta tempo para fortalecer a fé com o que é realmente importante”, observa a jovem missionária Leandra Tomieiro, que atua em Anori.

Oficinas de arte

A programação da 1ª Conferência Jovem do Médio Solimões inclui a realização de oficinas de música, dança e teatro, cujo objetivo é aprimorar as técnicas daqueles que já trabalham ou desejam servir no campo das artes. As preleções principais ficarão sob a responsabilidade do pastor Renê Calheiro, da Igreja Missionária Oriental de São Paulo (Imosp), do pastor Ely Barbosa, líder de jovens da IPManaus, e do pastor Eustáquio Fortunato, coordenador das igrejas da região.

• Priscila Mesquita é jornalista e gestora do Ministério de Comunicação da Igreja Presbiteriana de Manaus (IPManaus).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>