Photo by Belle Maluf on Unsplash

Mais de 17 milhões de crianças e jovens se encontram em situação de pobreza no Brasil – 40,2% da população de zero a 14 anos. De acordo com as informações, divulgadas em um relatório da Fundação Abrinq, os maiores índices de crianças e adolescentes em situação de pobreza de concentram nas regiões Norte (54%) e Nordeste (60,6%).

Em números absolutos, o Nordeste abriga mais de 8 milhões de crianças e adolescentes em situação de pobreza. Já a região Norte, que possui pouco mais de 2,5 milhões, é superada pelo Sudeste, que tem mais de 4,5 milhões de crianças e adolescentes em condição de pobreza familiar.

O levantamento, divulgado dia 25 de julho, tem como base os dados do Pnad 2015 e considera pobre uma família com renda de até meio salário mínimo per capita, ou seja, de no máximo R$ 394 por pessoa (utilizando como referência o salário mínimo em 2015, de R$ 788). Os resultados do levantamento buscam auxiliar o monitoramento de quatro dos dez Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), associados à infância e adolescência.

Estados como Alagoas, Maranhão, Ceará, Bahia e Pernambuco, ultrapassam o percentual de 60% de crianças e adolescentes em situação de pobreza.

Com relação à pobreza extrema (famílias com renda de até um quarto do salário mínimo per capita), o percentual de indivíduos menores de 14 anos que se encontram nesta situação é de 13,5%. Também neste aspecto as regiões Norte e Nordeste concentram os maiores percentuais, 19,7% e 26,3%, respectivamente.

Com informações de UOL Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>