P10_18_09_15_conferencia_oxigenioPor Dani Costa

Em uma época com tantos “selfies”, “likes” e busca desenfreada de “followers”, levar os jovens a desconectarem-se do mundo virtual e olhar ao seu redor é um desafio cada vez maior, mas foi com essa proposta que a Conferência Oxigênio chegou a Manaus. Com o tema “Isso não é sobre mim”, o evento reuniu cerca de mil jovens na Igreja Presbiteriana Pedras Vivas, no último fim de semana (10, 11 e 12), desafiando os participantes a refletirem sobre como podem ser agentes de transformação numa sociedade cada vez mais narcisista e hedonista.

Preletores como Ronaldo Lidório, Lucas Costa, Mário Freitas, Halley Franco, Antônio Carlos Costa, José João Mesquita e Guilherme Franco (idealizador da conferência) trouxeram mensagens sobre o evangelho integral de Cristo e o exemplo de serviço que Ele, o Filho de Deus, nos deixou.

Oportunidades de envolvimento em missões com o apoio a crianças em situação de pobreza e oferta de água limpa foram apresentados pela Visão Mundial; bem como o trabalho desenvolvido pela Missão de Apoio a Igreja Sofredora (MAIS), que há cinco anos trabalha no socorro pós-catástrofes e refugiados haitianos e sírios. Antes mesmo que a crise imigratória se tornasse uma comoção mundial, a MAIS acolhe no Brasil refugiados cristãos e treina missionários com foco no cuidado da igreja sofredora e desenvolvimento comunitário.

O pastor Antônio Carlos Costa apresentou o trabalho que tem desenvolvido no Rio de Janeiro, com a ONG Rio de Paz, dentro das favelas e na mobilização de milhares de pessoas em protestos contra a corrupção no Brasil. Atuam também em ações que dão voz aos injustiçados como o pedreiro Amarildo, assassinado na favela; os dezenove assassinados na periferia de Osasco e a população carcerária que vive em situação precária e desumana.

Estamos vivendo a época que Jesus descreveu como o princípio das dores: “e, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos” (Mateus 24:12). Vivenciamos uma sociedade calada frente às injustiças sociais, aos mais pobres e a banalização da vida. Assim, essa não foi apenas mais uma conferência para a juventude cristã, pois tem em seu cerne o despertamento de jovens para a realidade que extrapola o mundo virtual.

Além de todas as mensagens desafiadoras, o evento foi recheado de boa música. Bandas locais e nacionais como Resgate, Livres para Adorar e Marcos Almeida. Na minha opinião, não tinha como ser melhor!

Que tenhamos cada vez mais “followers”, que enxergam em nós o reflexo de Cristo e deem muitos “likes” nas nossas atitudes de compaixão para que o amor de Deus seja “shared” entre as nações.

• Dani Costa é mineira, tem 34 anos, bióloga, mestre em Saúde, Sociedade e Endemias na Amazônia, e casada com Fabrício Pinheiro de Souza. Ambos desenvolvem o ministério no ensino e evangelização de crianças e povos ribeirinhos. Residem em Manaus (AM) e são membros da Igreja Presbiteriana de Manaus.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>