Rev. Fred Souto

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca”. Mateus 26.41

P10_08_04_13_cobra_reduzMartinho Lutero, certa vez disse o seguinte: “Você não pode impedir que os passarinhos sobrevoem a sua cabeça, mas pode impedi-los de fazerem ninhos”. Se existe algo em nossas vidas que é certo como dois mais dois são quatro, é que sofreremos tentações. Não importa se você é cristão ou não, mais dia menos dia, você terá de encará-los de frente.
Em nossa vida teremos aflições, problemas, doenças, desapontamentos, injustiças e milhares de outras situações, que poderão nos mostrar o quanto somos fracos interiormente. A grande pergunta a estas situações não é por que as temos, mas como reagiremos a elas.
Jesus nos chama para vigiar e a orar. Em outro texto, Ele nos anima a permanecer firmes, porque com Ele venceremos as dificuldades da vida. Em sua oração antes do calvário, Ele clama a Deus para que nos livre do mal do mundo. Ninguém conheceu mais sobre tentação do que Jesus, mas a Bíblia nos diz que: “como nós, passou por todo tipo de tentação, mas sem pecado!”.

Nós só venceremos as tentações quando tomarmos quatro atitudes:

1. Reconhecer. Enquanto nós não encararmos de frente, reconhecendo o prejuízo que ela nos causa, nunca conseguiremos vencê-la;

2. Rejeitar. Não podemos permitir que os pássaros façam ninho sobre a nossa cabeça. Ou seja, não podemos deixar que a tentação tome forma e se apodere de nossa vida. Devemos lidar com tentação do mesmo jeito que lidamos com uma cobra venenosa – sabendo quem ela é e o perigo que representa para nós.

3. Aprender. Reflita sobre como você a enfrentou, de modo a estar sempre preparado para uma próxima investida. Não esqueça: o nosso inimigo é persistente e não desistirá nunca. Portanto, jamais podemos cair no engano de acharmos que somos fortes, pois, assim, seremos vulneráveis.

4. Arrepender-se. Muita gente não procura Deus depois de cair em tentação, por acreditar que Ele está decepcionado e que não nos ama mais. Este é o maior engano que Satanás pode incutir em nossas mentes. Mas Deus nos ama e quer nos perdoar, recebendo-nos de volta. O único pecado que Deus não perdoa é o de recusarmos o seu perdão.
Então, para vencer as tentações devemos admitir a nossa fraqueza, resistir o que puder, e se cairmos, arrependermos e receber o perdão de Deus em nossa vida.

 

“Querido Deus, dá-nos forças para que não caiamos em tentação. Mas se cairmos, Senhor, que teu Espírito revele o nosso pecado, para que possamos nos arrepender e buscar a tua presença novamente. Que, à semelhança de Cristo, possamos resistir às tentações e viver uma vida que o honre para todo o sempre. É o que te pedimos em nome de Jesus Cristo. Amém!”
Corrigido em 15/04/2013.

__________
Rev. Fred Souto é presbítero da Igreja Anglicana, Diocese do Recife; faz parte do Arcediagado Centro. É autor das da série de meditações do “Maná do Senhor”.

 

  1. Certo como “dois mais dois são cinco”?? Então é incerto, e existe a possibilidade de não sermos tentados: isso não é coerente com o texto, nem teologicamente correto.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>