Elas o seguem, porque conhecem a sua voz. (…)

OBJETIVO PRINCIPAL DESTA DINÂMICA

  1. Levar as crianças a revelar para o restante da igreja, o que elas acham mais importante na vida.
  2. Levar os jovens e adultos da igreja a valorizar a opinião das crianças.

TEMPO NECESSÁRIO

  1. Tempo para a dinâmica propriamente dita (60 min).
  2. Tempo para tabular os resultados e inserir estes resultados no Power Point (30 min).
  3. Tempo para apresentar os resultados para os adultos em uma reunião congregacional como o culto ou fechamento de escola dominical (10 min).

RECURSOS NECESSÁRIOS

  • Impressão dos recursos didáticos contidos neste guia.
    – Figuras de carneiros, ovelhas e cordeiros (sugestões na Página 11).
    – Cartas para a dinâmica, de acordo com a idade das crianças (JOGO I: 6 a 8 anos – páginas 10 e 11 ou JOGO II: a partir de 9 anos – páginas 14 e 15). Observação: para que o jogo seja mais ágil, recomendamos que seja organizado um jogo de cartas para cada 4 ou 5 crianças.
  • Serão montadas previamente dois vidros, um contendo areia e outro capim (veja imagens na página 12). Eles serão usadas para as crianças depositarem as respostas da dinâmica.
  • Quadradinhos de papel em duas cores: verde e branco – neles as crianças escreverão as respostas da dinâmica (prepare 5 quadradinhos de cada cor para cada criança).
  • Vários lápis ou canetas
  •  Vídeo: Este poderá ser usado na própria dinâmica com as crianças e depois na apresentação dos resultados para toda a igreja. Esta última etapa é essencial nesta dinâmica para que as crianças se sintam valorizadas pelos adultos.


APRESENTAÇÃO DA ESCUTA PARA AS CRIANÇAS
Texto Base: João 10.1-18
“Elas o seguem, porque conhecem a sua voz. (…) Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas”.

Jesus ensinou aos seus discípulos que ele era o Bom Pastor e os discípulos eram ovelhas. Imagine um rebanho. Neste rebanho você vai ter carneiros, ovelhas e cordeiros. Para ser um rebanho, precisamos de todas as idades, certo?

Isto quer dizer que você não precisa ser grande para ouvir a voz do Bom Pastor e segui-lo. Desde bem pequenos, os cordeirinhos aprendem a seguir a voz do seu Bom Pastor. E quando os discípulos adultos quiseram impedir que as crianças chegassem perto de Jesus, ele deu a maior bronca: “Não atrapalhem os pequeninos, não coloquem obstáculos¡ Deixem que as crianças se acheguem a mim!”

Em João 10, Jesus declarou ser o Bom Pastor e nós o seu rebanho. Isto é uma metáfora. Ou seja, é uma forma de Jesus tentar nos ensinar como é o relacionamento dele conosco. Vamos ver se nós sabemos quem nós somos neste rebanho?

  1. Num rebanho podemos ter o adulto macho. Vamos chamá-lo de Sr. Carneiro.
  2. Temos a adulta fêmea. Vamos chamá-la de Sra. Ovelha.
  3. E temos os cordeiros que são os filhotes!

Coloque à vista de todos as imagens de Carneiro, Ovelha e Cordeiro. Eu vou falar o nome de uma pessoa e vocês vão me dizer se esta pessoa é carneiro, ovelha, cordeirinho ou cordeirinha, ok? Fale nomes de mulheres, homens, crianças e adolescentes da igreja que sejam conhecidos por todos. Por fim, lance o desafio para as crianças: E o Pastor [nome do pastor(a) ou obreiro ou missionária de sua igreja], o que ele (ou ela) é? Não queremos que as crianças associem as falas do Bom Pastor ao pastor da sua igreja! Explique para elas que o pastor ou pastora da igreja é, de acordo com
esta história de Jesus, também um carneiro ou ovelha. O Bom Pastor no texto bíblico de João 10 é o próprio Jesus. O pastor da nossa igreja é um carneiro [ou ovelha, se sua denominação ordena pastoras] mais experiente que nos ajuda a seguir o Bom Pastor. Jesus também disse que as ovelhas, os carneiros, e cordeiros, reconhecem a voz do Bom Pastor e o seguem. E o Bom Pastor faz quatro coisas muito importantes:

 

  1. Ele observa seu rebanho para saber do que precisam e se estão correndo algum perigo.
  2. Ele guia o rebanho para um pasto legal e, como as ovelhas têm medo de águas correntes, ele procura um lugar tranquilo para que elas possam beber água.
  3. Ele protege contra qualquer perigo, tanto de animais selvagens, como de ladrões como também de frio, tempestades e outros perigos.
  4. Ele brinca com as ovelhas. Todo pastor de ovelhas no tempo da Bíblia andava com um tipo de flauta. Ele criava músicas para distrair as ovelhas e até acalmá-las quando descansavam nos campos ou tinham voltado para o aprisco, à noite.

Mas o que é mais especial no pastor de ovelhas, é que ele chama cada um dos carneiros, cada uma das ovelhas e cada um dos cordeiros, pelo nome! Ele sabe o seu nome! Então, quando Jesus olha para esta igreja, ele vê um rebanho. E quando ele vê este rebanho, e faz a lista de cada um de nós, ele lista o meu nome e o seu nome!

Como ovelhas não sabem falar, o Bom Pastor precisa observar, ficar bem atento ao comportamento delas para saber o que estão sentindo, o que precisam e até o que querem naquele momento. Jesus também presta atenção em nós e ele gosta quando vamos até ele e contamos para ele tudo o que queremos, o que é importante, o que estamos aprendendo, do que estamos com medo, o que gostaríamos que acontecesse, etc. E é por isto que Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida, e que esta vida seja uma vida plena ou completa para vocês”. E se for preciso, o compromisso do Bom Pastor é tão grande pelas ovelhas, que ele está disposto a defendê-las arriscando a sua própria vida! No caso de Jesus, foi exatamente isto que fez; ele deu a sua vida por nós.

Como criança, você já parou para pensar o que é importante para você?

 

SE O BOM PASTOR VIESSE AQUI NA NOSSA IGREJA E RESOLVESSE NOS PERGUNTAR O QUE NOS ACHAMOS MAIS IMPORTANTE NA VIDA, O QUE DIRÍAMOS PARA ELE?

Para a ovelha, o que é importante? Faça uma lista com as crianças que pode conter água tranquila, capim verde, lugar quente para passar a noite, confiança no pastor para não sentirem medo, estar juntas com o rebanho e não sozinha, saber reconhecer a voz do pastor para não ir atrás do ladrão, etc.

E para nós crianças e adolescentes, deste rebanho que é a nossa igreja, o que é importante, o que é essencial? O que é o nosso capim? Qualquer rebanho no tempo de Jesus conhecia a areia e conviviam com a paisagem que percorriam todos os dias. Mas as ovelhas não davam muita importância para a paisagem. Estava lá, era uma coisa boa, mas não essencial. O negócio delas era procurar o capim verdinho. Então, nós temos aqui dois vidros um representa a comida para a ovelha, o capim, e ela indica as COISAS IMPORTANTES na nossa vida. No outro vidro temos a areia, que representa as coisas boas, mas MENOS IMPORTANTES nas nossas vidas. As duas coisas são boas, mas uma é mais importante que a outra.

 

INSTRUÇÕES PARA A ESCUTA COM CRIANÇAS ACIMA DE 9 ANOS (INCLUINDO ADOLESCENTES)

Mostre os dois vidros para as crianças e coloque-os num lugar onde todos tenham acesso. Divida as crianças em grupos de 4 ou cinco para cada jogo de cartas. Disponha o jogo no chão ou em mesas como faria para um jogo de memória. Ao lado das cartas, coloque quadradinhos de papel verdes e brancos e canetas ou lápis.

  1. Uma criança de cada vez lê e escolhe as cinco cartas que representam as coisas mais importantes, essenciais, na vida para elas. Depois de separar as cinco, a criança escreve as letras das cinco cartas no papel verde, e deposita no vidro contendo capim.
  2. Uma a uma as crianças escolhem as 5 coisas mais importantes e procedem da mesma forma.
  3. Depois que todas responderem à pergunta: “Quais são as 5 coisas mais importantes”, comece o processo novamente. Desta vez a primeira criança escolherá as 5 coisas menos importantes e escreverá as letras no quadradinho branco. Ela, então, depositará seu quadradinho no vidro contendo areia. Cada criança procederá da mesma forma.
  4. Encerre a dinâmica promovendo uma discussão alegre e brincalhona sobre as coisas contidas em cada carta cuidando para não dar a sua opinião. Estimule as crianças a defender uma carta colocando suas razões e argumentos. Nesta parte da escuta você deve apenas moderar a discussão para que as crianças tratem as opiniões dos outros com respeito sem deixar de defender seus pontos de vista. NÃO DIGA PARA ELAS SE ESTÃO CERTAS OU ERRADAS! A ideia é ouvi-las e descobrir como pensam. Não perca a oportunidade!
  5. Antes de despedi-las, agradeça a elas por terem sido honestas e lembre-as que antes mesmo de falar, o Bom Pastor já sabe o que elas acham importante. Diga a elas que ele está feliz por ter tantas ovelhas inteligentes e espertas neste rebanho.

INSTRUÇÕES PARA A ESCUTA COM CRIANÇAS DE 6 A 8 ANOS

Siga as mesmas instruções acima. A grande diferença será no número de coisas que as crianças escolherão e no tipo de carta que estarão manuseando.

  1. As crianças escolherão 3 ao invés de 5 coisas mais importantes.
  2. As crianças escolherão 3 ao invés de 5 coisas menos importantes.
  3. As cartas estão ilustradas para facilitar a compreensão.
  4. O auxílio do educador elucidando o que cada carta significa pode ser muito proveitoso desde que o educador não induza a criança na escolha

Baixe e imprima as cartas para o jogo (AQUI!)

Participe da Quarta Campanha Igreja Amiga da Criança, (clique aqui!)

  1. Wilma Moreira Salesiano E Alvarez

    Gostaria que valorizasse mais. Temos um projeto social na igreja e vemos pouco envolvimento da igreja com o mesmo. Estou aplicando o trabalho de vcs no projeto e está ótimo.

    • Querida Wilma, bom dia!
      Que boa notícia! Ficamos felizes que você esteja conseguindo envolver o seu projeto, através do nosso trabalho. Iremos disponibilizar ainda essa semana a tabulação da dinâmica de escuta.
      Qualquer dúvida estamos à disposição para ajudá-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>