Prática da confiança

SÉRIE   |   Práticas Devocionais   |   Estudo 6

Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei [Salmo 56.4]

Texto básico: Hb 11.8-12, 17-19

Textos de apoio:
Nm 23.19
Sl 40.4
Sl 46.10
Is 26.3
Rm 4.18-21
Tt 1.2

A plena confiança não surge de uma hora para outra. É gradativa. Vai crescendo aos poucos, vai se apoderando da pessoa, vai se avolumando, vai preenchendo a distância entre Deus e o homem.

A prática da confiança se faz a partir da primeira resposta aos apelos de Deus e às promessas da sua Palavra. Ela precisa crescer ao ponto de aprender a esperar contra a esperança, isto é, a ter fé e esperança mesmo quando não há o menor motivo para crer, como aconteceu com Abraão. Este é o clímax da confiança.

1. Para entender o que a Bíblia fala

a) Responda, de acordo com Hebreus 11.8-12 e 17-19:
>> Quais os feitos de Abraão baseados em sua confiança em Deus? (Observe que todos eles iniciam com a expressão “pela fé”.)
>> Com base na resposta anterior, como é possível observar um crescendo na vida de Abraão, com relação ao grau de dificuldade daquilo em que ele deveria crer?

b) Às vezes somos tentados a pôr nossa confiança em pessoas e em promessas que Deus nunca fez. Em que não devemos confiar?
>> Pv 28.26
>> Jr 17.5
>> Sl 146.3
>> Jr 7.8
>> Pv 11.28
>> Is 31.1

c) A prática da confiança tem “grande galardão”, como diz enfaticamente a Palavra de Deus (Hb 10.35).
Descubra os produtos ou galardões da confiança nas seguintes passagens:
>> Sl 40.4
>> Is 26.3
>> Sl 125.1
>> Sl 56.4

Hora de avançar

A prática da confiança é a arte de colocar em Deus toda a capacidade de crer, em qualquer lugar, em qualquer tempo e em qualquer situação, mediante a negação da incredulidade própria e a afirmação da onipotência divina. É a capacidade de amarrar-se a Deus, e não aos problemas que tolhem a alegria de viver.

2. Para Pensar

Entre o chamado de Abraão e o que aconteceu na terra de Moriá, quando Deus o pôs à prova (Gn 22.1-19), passaramse talvez 40 anos. Nesse período, a confiança de Abraão cresceu poderosamente, não sem erros (como o caso de Ismael) e alguns fracassos (como o uso de expedientes escusos para proteger-se contra Faraó e Abimeleque).

A confiança em Deus é especialmente válida em circunstâncias adversas e em situações difíceis. É preciso confiar em Deus “ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte” (Sl 23.4), “ainda que um exército se acampe contra mim” (Sl 27.3), “ainda que as águas tumultuem e espumejem” (Sl 46.3), “ainda que a figueira não floresça” (Hc 3.17), ainda que…

O que disseram

Deus faz “santas e fiéis promessas” para que nos tornemos participantes da natureza divina. Portanto não há lugar para o vazio.

O Deus que faz as promessas “não pode mentir”. Portanto não há lugar para a desconfiança.

O Deus que faz as promessas e que não pode mentir é extremamente dadivoso. Portanto não há lugar para a ansiedade. O Deus que faz as promessas, que não pode mentir e que é extremamente dadivoso tem todo o poder no céu e na terra, sobre tudo e sobre todos. Portanto não há lugar para o medo.

3. Para responder

a) A sua confiança em Deus tem crescido gradativamente ou está estagnada?

b) Como o salmista e o profeta, faça uma oração mencionando situações difíceis por que você está passando. Inicie cada frase com “ainda que” e termine com uma afirmação sincera de confiança em Deus.

Você e Deus

Permita que sua confiança seja fortalecida:

1) Por meio da comunhão com Deus.

2) Por meio da oração. É perfeitamente correto e válido confessar diante de Deus a pequenez de sua confiança e suplicar uma confiança mais ousada.

3) Pela leitura da Palavra de Deus, que alimenta o espírito e transmite valores extraordinários.

4) Por meio dos notáveis exemplos de confiança plena em Deus de vários personagens da Bíblia e da história. Procure conhecê-los.

5) Por meio de sua própria experiência.

Aprenda a confiar, não desanimar com as crises de falta de fé, levantar-se depois da queda, quantas vezes for necessário, e seguir adiante.

>> Estudo bíblico a partir do capítulo 13 do livro Práticas Devocionais. Editora Ultimato.

>> Leia também Fé nem sempre significa confiança, no Blog da Ultimato.

Print Friendly, PDF & Email

12 Comentários para “Prática da confiança”

    Error thrown

    Call to undefined function ereg()