Foque no que é essencial

SÉRIE |
Conversando Sobre o Futuro – a vocação continua  |  Estudo 8

Texto básico: Hb 12.1-2

Textos de apoio
– Sl 90
– Ec 12.13
– Ef 5.15-17
– Rm 8.26-28
– 1Co 9.25-27
– Fp 3.17-20

Introdução

Nossa vida é um presente de Deus. Ele nos criou com um propósito, nos deu uma missão, que se desdobra em várias particularidades, e nos capacitou para ela. Não sabemos nem o dia nem a hora em que ele nos levará desta vida. Costumamos pensar na vida em termos de duração, mas não é a melhor forma de avaliá-la. O que se espera da vida é que continuemos caminhando sempre e fazendo a vontade de Deus.

Várias coisas podem nos fazer perder o foco da nossa missão. Podem ser os questionamentos da adolescência. A preocupação em manter o emprego. O comodismo de uma carreira consolidada. Uma perda inesperada. Uma enfermidade. Tanto o sucesso quanto o fracasso (Pv 30.7-9). O início da aposentadoria. O avançar da idade. É fundamental avaliar sempre como estamos vivendo e procurarmos aproveitar todas as oportunidade que Deus nos coloca à frente (Ef 5.15-17).

É uma tranquilidade tremenda saber que é Deus quem está no controle (Rm 8.16-28), e que ele cuida até dos mínimos detalhes de nossa vida. Então, não precisamos carregar em nossas mentes preocupações desnecessárias e pesos que dificultam a caminhada cristã.

Temer a Deus e guardar seus mandamentos (Ec 12.13). Brilhante conclusão de Salomão! Após experimentar fama, poder, sucesso no trabalho e tudo que leva à “felicidade” (Ec 2.1-26), ele discerniu o que é a vaidade. Uma vida sem sentido, uma vida focada tão somente no que é passageiro. É necessário sabedoria para poder aproveitar as coisas que aqui vivemos. Ter a capacidade de usufruir de tudo, sem perder o que é essencial.

Jesus resumiu a lei em dois pontos: amar a Deus e ao próximo (Mc 12.28-31). O amor a Deus implica em devoção pessoal e comunitária. O amor ao próximo se expande a partir da família, passando pelos irmãos da fé, alcançando lugares mais distantes e desconhecidos, até onde nossa missão alcançar. Então não há ponto final. Não há lugar para parar. É preciso somente ajustar os passos e manter o foco.

Para entender o que a Bíblia fala com base em Hebreus 12.1-7

  • O capítulo doze da carta aos Hebreus começa com uma conjunção conclusiva: “portanto”. Tantos exemplos de ações decorrentes da fé, nos inspira ter foco na corrida proposta. Faça uma lista de pesos e pecados com suas respectivas referências bíblicas. Agora, reflita sobre como a Bíblia trata estas questões (Fl 4.6-16, 2Co 10.5, Gl 6.1-6, Sl 139.23-24, Cl 2.1-16).
  • Porque colocar nosso foco na obra de Jesus (Rm 3.21-28, Rm 1-21)?
  • A vida está repleta de escolhas, no texto, qual foi a escolha de Jesus (1Co 9.20-27, Rm 12.1-2)?
  • Que tipo de escolha precisamos fazer hoje?

Hora de Avançar

Para o homem que viveu em função de seu corpo,
a velhice é decadência; para o homem que viveu
em função do seu espírito, é uma apoteose.
Jean Delay

Para pensar

Abraão é o pai de nossa fé. Ele foi escolhido para que por meio dele conhecêssemos a Deus. Quando analisamos o seu chamado (Gn 12.1-2) percebemos que Deus o escolheu para que tanto ele, quanto seus descendentes, fossem bênção para todas as nações. Olhando a religiosidade atual, tem-se a impressão de que os fiéis estão focando em receber bênçãos e esqueceram de ser bênção.

É interessante como as pessoas mais realizadas e felizes são aquelas empenhadas em ajudar o próximo. Eis mais uma aparente contradição bíblica: há mais alegria em dar que em receber (At 20.35). Avançar na maturidade com este foco é o segredo de uma vida longa, produtiva e plena. Sempre procurando experimentar como o amor de Cristo nos transforma e capacita para podermos amar a Deus e ao meu próximo, mesmo que o próximo esteja longe,

O que disseram

“O que ocupa a minha mente agora é a minha vida presente e a busca daquilo que Deus espera de mim hoje, pois o sentido da vida me parece sempre o mesmo, de cabo a rabo: deixar-me conduzir por Deus.“ (Paul Tournier, É preciso saber envelhecer. Editora Ultimato, 2014)

“Para ter uma boa velhice é preciso começar a prepará-la cedo, e não retardá-la o mais possível. Na metade da vida se terá de começar a refletir e a organizar a existência com vistas a um futuro ainda distante, em vez de se deixar levar integralmente pelo torvelinho profissional e social”. (Paul Tournier, É preciso saber envelhecer. Editora Ultimato, 2014)

Para responder

  • Você consegue listar os objetivos de sua vida? Seria possível separá-los em objetivos específicos e genéricos, permanentes e temporários? Reflita sobre pesos e pecados que limitam sua caminhada cristã.

Eu e Deus

Muitas vezes me canso da caminhada cristã. A rotina me tira o prazer de fazer a tua vontade e acabo não experimentado a alegria que vem do Senhor e nem experimentando as bênçãos da comunhão com os irmãos. Preciso de renovação e revitalização.

Deus meu. Mostra-me de forma clara o que tu queres de mim.
Guia-me de acordo com tua vontade e dá-me perseverança
em manter o foco. Reaviva em mim um espírito inabalável.
Amém.

Autor: Marcelo Barreto

Leia mais:
» Contar os dias para alcançar sabedoria, Christian Gillis

» Experiência e esperança na velhice, ebook

» É Preciso Saber Envelhecer, Paul Tournier

» Me aposentei. E agora? Em busca de novas razões, Rubem Amorese

» Perspectivas para uma sociedade que envelhece, Juida de Deus Palma-Contar

Print Friendly, PDF & Email

Um comentário para “Foque no que é essencial”

    Error thrown

    Call to undefined function ereg()