As falas de Jesus

quinta-feira
quinta-feira

Daí em diante passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus. (Mateus 4.17)

Embora a reunião tenha terminado em tumulto, a fala de Jesus na sinagoga de Nazaré foi muito apreciada. Depois de pôr-se em pé para ler uma passagem do Antigo Testamento (Is 1.1-2), Jesus se assentou e começou a falar. Todos se maravilharam com o que ele disse. Ficaram surpresos porque sabiam que ele era de uma família modesta (filho de José, o carpinteiro) e não havia sido instruído por um homem como o sábio Gamaliel. Todos ficaram “admirados com a sua maneira agradável e simpática de falar” (Lc 4.32, NTLH), ou com “as palavras de graça que lhe saíam dos lábios” (RA), ou “com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca” (EP).

Além dessa “maneira agradável e simpática”, os ouvintes de outra sinagoga, a de Cafarnaum, ficaram “muito admirados com a sua maneira de ensinar, pois Jesus falava com autoridade” (Lc 4.32, NTLH). Na opinião dos guardas enviados para prender Jesus, “nunca ninguém falou como ele!” (Jo 7.46, NTLH). Todavia, as falas de Jesus nem sempre agradavam, pois ele não se omitia na condenação do pecado.

— Preciso falar do evangelho de maneira agradável e simpática!

 

>> Retirado de Refeições Diárias com Jesus [Elben César]. Editora Ultimato.

Ouça as nossas devocionais pelo Spotify!

Print Friendly, PDF & Email

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário