Interpretação

Uma Nova Heresia?

Esta foi a pergunta que foi levantada para mim quando li a reflexão por Augustus Nicodemus intitulada “Uma nova heresia sobre Paulo”, se referindo a uma linha de estudos paulinos conhecida como a “Nova Perspectiva sobre Paulo” (NPP).[1] Ao ler a sua descrição das perspectivas de E. P. Sanders e de N.T. Wright, confesso que tive grande dificuldade de reconhecer estes autores. O Sanders e o Wright do articulista não são os autores dos seus próprios livros, e sim, uma construção pelo articulista, de fácil destruição. Aliás, é difícil também reconhecer como genuíno o Lutero do articulista. Pergunto, estamos mesmo lidando com uma “nova heresia a respeito de Paulo”, promovida pelo Wright? O equívoco está mesmo com Wright ou com a avaliação a seu respeito? Precisamos duma segunda olhada à controvérsia.

Mais >

Novos recursos na área da hermenêutica

Na página, – Estudo – , se encontra duas apresentações em PowerPoint dos principais “eixos” e “planos” dos paradigmas hermenêuticos. São modelos geomêtricos de duas dimensões, o primeiro sendo uma tipologia das perspectivas hermenêuticas das diversas ciências, e o segundo se baseando nas observações de Paulo Ricoeur, pai da hermenêutica moderna.

Eixos hermenêuticos

Planos hermenêuticos

TechnoratiTechnorati: ,