Fé e Missão

A vocação de Deus e nossa vocação

Nos últimos dois ou três anos o tema da vocação missionária voltou a ser bastante ventilado. Nunca ficou muito distante da preocupação e preparo missionários, mas o assunto recebe bem mais destaque recentemente. Em muitos dos estudos e palestras uma vocação “geral” é distinguida de uma “específica”, e por boas razões. Na ufania do desafio missionário pode se interessar muito mais em saber onde se deve “ir” (denominado frequentemente como “vocação específica”, mas que considero melhor denominado como “direção específica”) do que como se deve se conformar à imagem de Cristo e refletir as características de Cristo na própria vida (“vocação geral”). A distinção entre “geral” e “específica” trata disto e assim faz muito bem. Entretanto, há mais duas questões envolvidas no assunto da vocação que não recebem a atenção que merecem: primeiro, o lugar da “nossa” vocação dentro da vocação de Deus, e segundo, o desenvolvimento da nossa vocação ao longo da vida. Vamos considerar cada uma destas duas questões, a primeira nesta reflexão e a segunda posteriormente… Mais >

O desenvolvimento da nossa vocação: Parte 2

Na última reflexão consideramos uma “primeira” fase da vocação de Paulo. Coloco a palavra “primeira” entre aspas porque é a primeira fase que conseguimos reparar nos seus escritos e não necessariamente a primeira de fato. Agora queremos considerar uma segunda fase…

Fase da salvação avaliada: de melhor que todos para ser escolhido

Não sabemos quanto tempo demorou, mas cerca de 15 a 18 anos depois da sua conversão, no ano 48 d.C, encontramos Paulo não mais silenciado e pasmado pela sua conversão. Ele já havia passado para uma nova fase, a fase da conversão avaliada. Veja como Paulo entendia, 15 a 18 anos depois, a sua conversão, especialmente o que ele era antes de conhecer Cristo. Mais >

O desenvolvimento da nossa vocação: Part 1

Tendemos a ter uma visão bem estática da nossa vocação “geral”, a vocação de nos assemelharmos a Cristo. Tendemos a pensar, ou pelo menos agir, como se a conversão ocorre de uma só vez e de maneira quase total, a ideia da transformação de vil pecador em santo discípulo de Jesus. Certamente este é o nosso alvo, mas a Bíblia fala do desenvolvimento da nossa salvação, ou podemos pensar igualmente na nossa vocação nestes termos (Filipenses 2.12), o que os teólogos chamam de “santificação”, algo que tendemos a separar da conversão, bem contrário da passagem de Paulo citada. Um famoso biblista sueco, Krister Stendahl, chamou atenção para esta mania em 1963 na sua reflexão, “O apóstolo Paulo e a consciência introspectiva do Ocidente”, hoje parte do seu livro, Paul among Jews and Gentiles (1976, em português: “Paulo entre judeus e gentios”). Ele reparou que o Ocidente deriva seu paradigma de conversão do encontro de Saulo/Paulo com Jesus no caminho para Damasco, a ideia sendo que ele a conversão veio como um relâmpago que derrubou Paulo do seu cavalo (não há cavalo no relato bíblico) e ele foi transformado uma vez para sempre. Esta visão não é o que lemos nas Escrituras, nem tampouco dos escritos de Paulo e nem tampouco do exemplo de Paulo. As suas cartas demonstram desenvolvimento da sua vocação/salvação. As passagens chaves são: Atos 8.1-3; 9.1-6; 22.3-21; 26.11-18; Gálatas 1.13-24; 1 Coríntios 9.1; 15.9; Filipenses 3.6; 1 Timóteo 1.12-17. Vejamos… Mais >

image

Participe, se puder

image

A Bíblia Plus

Fiquei animado de ver o lançamento pelas Sociedades Bíblicas Unidas do aplicativo para smartphone, Bíblia Plus, uma ampliação a nível global do aplicativo lançado pela Sociedade Bíblica do Brasil, A Minha Bíblia. Além de oferecer gratuitamente versões da Bíblia em diversas idiomas, também oferece por um preço bem acessível diversas Bíblias de Estudo, inclusive a Bíblia Missionária de Estudo. O novo aplicativo vai disponibilizar a Bíblia em mais que 200 línguas. Veja o video abaixo e a reportagem que reproduzo na íntegra:

Bíblia Plus: o App que disponibilizará a Bíblia
em idiomas de mais de 200 países
Com lançamento global pelas Sociedades Bíblicas Unidas (SBU), o aplicativo
multilíngue chega para intensificar a disseminação das Sagradas Escrituras e
conquistar, especialmente, as novas gerações.

Neste mês de maio, as Sociedades Bíblicas Unidas (SBU) estão promovendo o lançamento global do Biblia Plus, o aplicativo que, efetivamente, coloca a tecnologia digital como suporte para levar a Palavra de Deus a todos os povos. O projeto das SBU – aliança da qual a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) faz parte e que reúne 146 Sociedades Bíblicas no mundo –, oferecerá as Escrituras em suas diferentes traduções, nos idiomas e grafias adotados em mais de 200 países, tudo em uma única plataforma, ao alcance de um smartphone ou tablet. As traduções bíblicas em diferentes línguas serão disponibilizadas em etapas. A expectativa é alcançar mais de 90 países entre 12 e 18 meses e a totalidade em no máximo três anos. Mais >

Fé no Clima

https://www.change.org/p/ministra-izabella-teixeira-presidenta-dilma-katia-abreu-eduardo-braga-mercadante-renan-cunha-alo%C3%ADsio-mercadante-renan-calheiros-eduardo-cunha-declara%C3%A7%C3%A3o-e-compromisso-f%C3%A9-no-clima?recruiter=391404270&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink

Amanhã, no Rio…

Amanha, estarei entre doze representantes de religiões participam de encontro ‘Fé no clima’. Veja as informações abaixo e venha participar… Mais >

staircase-to-heaven-3d-image

Onde está o céu?

No processo de estudar e ponderar alguma passagem bíblica costumo consultar alguns comentários. Favoreço especialmente N. T. Wright tanto pelo seu conhecimento técnico da língua e cultura antigas e a sua perspicácia teológica mais abrangente quanto pela sua facilidade de comunicação. Normalmente procuro sintetizar as suas ideias com as contribuições de outros para chegar às minhas, mas quando li o comentário de Wright sobre Atos 1.9-14 achei que valia à pena, especialmente pela sua explicação de “céus” e “terra”, simplesmente traduzir e passar adiante. O que se segue, portanto, é a minha tradução do seu comentário sobre a passagem unto com a minha tradução da tradução dele da passagem…

9Quando Jesus falou isto, ele foi elevado enquanto eles estavam olhando, e uma nuvem o encobriu da sua vista. 10Eles estavam olhando para o céu quando ele desapareceu. Então, bem aí, dois homens apareceram, vestidos de branco, em pé ao lado deles.

11“Galileus”, eles falaram, “por que vocês estão aqui olhando para o céu? Este Jesus, que foi levado de vocês para o céu, voltará do mesmo jeito que vocês o viram indo para o céu.”

12Então eles voltaram para Jerusalém do monte chamado Monte das Oliveiras, que era perto de Jerusalém, mais ou menos a distância você iria viajar num sábado. 13Eles então (“eles” aqui significa Pedro, João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago o filho de Alfeu, Simão o nacionalista, e Judas o filho de Tiago) entraram na cidade e foram para a sala no andar superior onde estavam hospedados. 14Eles todos se dedicaram de todo o coração à oração, com as mulheres, inclusive Maria, a mãe de Jesus, e os seus irmãos.

Mais >