Arquivo de agosto 2013

O ministério integral (parte 5)

Aspectos pessoais da frutificação do ministério:

Preparando-se para a videira

Uma avaliação séria do desempenho no ministério reflete o empenho dado ao preparo e ao treinamento. Tal avaliação traz bastante humildade. Isto é especialmente verdade diante da importância ministério. Quero então, começar com um estudo de caso bíblico de abandono vocacional. É o caso duma testemunha de Cristo logo no início da expansão do cristianismo. Que eu saiba, é o segundo caso de abandono. O primeiro era o caso de Judas. E o segundo é um caso não só de abandono, mas do abandono do abandono. No fim, João Marcos reverteu o seu abandono missionário. E por isso gostaria de apresentar um pouco a sua história. Conto a história como incentivo e esperança quando desanimamos com os resultados que vemos, pois na primeira e na última instância o preparo para o ministério depende da graça misericordiosa de Deus manifesta de maneiras às vezes imprevisíveis pelo Seu Espírito. Mais >

O ministério integral (parte 4)

Avaliando o ministério da igreja

Cabe-nos agora sugerir técnicas para a avaliação do desempenho das nossas igrejas locais nestes diversos ministérios. Ao fazer isto, nossa única finalidade é preparar o caminho para um planejamento que leve ao aprofundamento e expansão da igreja na nossa região. Não estamos interessados em criticar ninguém, atacar esse ou aquele ministério, essa ou aquela pessoa. O único interesse justificável é a ampliação das bases humanas para a glória maior de Deus.

Novos recursos…

Só para avisar que publiquei no Baú do Timóteo alguns recursos na área da educação e da cultura. Veja só…

O ministério integral (parte 3)

O Ministério Bilateral da Igreja

É este ministério abrangente, diante dos Poderes celestiais — tanto no plano espiritual, quanto no plano social — que estabelece o contexto de Efésios 4.7-16. E é nesta passagem que aprendemos que não há evangelismo integral sem uma eclesiologia integral. A transformação de pessoas e da sociedade pelo evangelho é conseqüente duma comunidade de discípulos transformada integralmente. Eis a passagem segundo a tradução de João Ferreira de Almeida, edição revista e atualizada: Mais >

O ministério integral (parte 2)

O Ministério Bidimensional da Igreja

Talvez a expressão mais precisa, mais abrangente, e mais integral do ministério da igreja se encontre resumida em Efésios 3.10. Tanto a introdução a este versículo quanto a conclusão reforçam a natureza superlativa deste ministério. Aqui lemos que a missão da igreja é uma tarefa cósmica. Diversas vezes na carta aos Efésios, encontramos a frase “principados e potestades nas regiões celestiais” (1.3, 20-21, 2.2, 6, 3.10, 6.12) como o âmbito da vida e testemunho da igreja. Em outros lugares no Novo Testamento a esfera da missão se confina mais restritamente às “nações” ou aos “gentios e judeus”. Mais >

Encontro RENAS 2013

Quem puder, vale a pena!

Eu recomendo!
Faça a sua inscrição

O ministério integral (parte 1… de 5)

Na casa dos meus pais tem uma videira plantada como muda da videira do meu bisavô. Infelizmente está abandonada há décadas. Por falta de cuidado, já voltou a produzir uvas selvagens. Dizem que é recuperável com o tratamento e podas técnicos certos. No meu quintal em Florianópolis, tenho atualmente sete mudas. A primeira produz bem porque a terra foi muito bem preparada por mim mesmo. A terra das outras mudas foram preparadas por um jardineiro, algumas, mais que uma vez. E ainda estão pegando. Todos tem boa formação e pedigree pessoal e todas necessitam tanto de boa nutrição de água, adubo e sol, e todas também necessitam dum encaminhamento técnico.  Mais >

A medida da grandeza

Alexandre o Grande e Jesus o Ungido

 

Há dois tipos de líder, exemplificados por Alexandre o Grande e Jesus o ungido (em hebraico, “messias”; em grego, “cristo”). Ambos os homens deixaram um profundo impacto na cultura ocidental de modo geral e especificamente na maneira que concebemos e almejamos a grandeza e o sucesso na vida. Ambos morreram com praticamente a mesma idade e ambos geraram muitos seguidores, e isto, dentro e fora da igreja.

Quem eram estes homens? Como viveram e como morreram? Quais os seus mais íntimos valores que marcaram definitivamente a história? São modelos para seguir? Se são capazes de transformar a história do mundo são capazes ainda de transformar a sua história pessoal? Estas são algumas das perguntas que queremos considerar nestes dias de páscoa. Começamos com … Mais >