Arquivo de julho 2012

Espanto e Censura?

Semana 30: Lucas 8.22-56

…. Mas eles estavam admirados e com medo (v. 25a)

…. Quando chegaram perto de Jesus, viram o homem de quem haviam saído os demônios. E ficaram assustados… (v. 35b)

…. Aí toda a gente da região de Gerasa ficou com muito medo e pediu que Jesus saísse da terra deles. (v.37a)

…. Quando Jesus voltou para o lado oeste do lago, a multidão o recebeu com alegria (v. 40a)

…. Então a mulher, vendo que não podia mais ficar escondida, veio, tremendo, e se atirou aos pés de Jesus. (v. 47a)

…. Jesus ouviu isso e disse a Jairo: — Não tenha medo; tenha fé… (v. 50a)

…. Os seus pais ficaram muito admirados, mas Jesus mandou que não contassem a ninguém o que havia acontecido. (v. 56)

A passagem toda, Lucas 8.22-56, é mais longa que normalmente surgerimos para ler. Registra vários atos extraordinários de Jesus: acalmou a tempestade (vv. 22-25), curou o homem de Gerasa dominado por demônios (vv. 26-39), a ressuscitou a filha de Jairo, chefe da sinagoga e curou a mulher com uma hemorragia de doze anos (vv. 41-56). São relatos de proezas que causaram às vezes espanto e medo. Outras vezes, geralmente em escala menor, causou admiração. Mais >

Praticando aprendendo

Semana 29: Lucas 8.16-21

Jesus continuou: — Ninguém acende uma lamparina e depois a coloca debaixo de um cesto ou de uma cama. Pelo contrário, a lamparina é colocada no lugar próprio para que todos os que entram vejam a luz. Pois tudo o que está escondido será descoberto, e tudo o que está em segredo será conhecido e revelado. — Portanto, tomem cuidado e vejam como vocês ouvem. Porque quem tem receberá mais; mas quem não tem, até o que pensa que tem será tirado dele. A mãe e os irmãos de Jesus vieram até o lugar onde ele estava, mas, por causa da multidão, não conseguiam chegar perto dele. Então alguém disse a Jesus: — A sua mãe e os seus irmãos estão lá fora e querem falar com o senhor. Mas Jesus disse a todos: — Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a mensagem de Deus e a praticam.

Se você está acompanhando estas reflexões reparará uma seqüência de ideias. Procurei ressaltar isto sublinhando as frases na passagem acima que apareceram na passagem anterior que comentamos na reflexão anterior e também um pouco mais para trás ainda, nas reflexões “Usar de subterfúgios” e “Predispostos à bondade”. Trata-se de uma maneira de ouvir que vai além da mera audição e registro intelectual. É uma escuta que só se compreende quando a mensagem é “praticada”. Ou seja, nada tem a ver com a análise supostamente “critica”, muito menos uma leitura seca, cínica, pseudo-intelectual que recorre ácida e desesperadamente a falatórios difamatórios. Jesus lidava com este tipo de pessoas entre os escribas e fariseus que se julgavam os colportores legítimos da interpretação “certa” e por isso procuravam sempre “pegar” Jesus. Mais >

A leitura com coração

Semana 28: Lucas 8.4-15

….Os discípulos de Jesus perguntaram o que ele queria dizer com essa parábola….(v.9)

E as sementes que caíram em terra boa são aquelas pessoas que ouvem e guardam a mensagem no seu coração bom e obediente; e, porque são fiéis, produzem frutos. (v.15)

Novamente Lucas nos traz um relatório dos ensinos de Jesus sobre a disposição e a indisposição de ouvir e guardar (vv. 12, 15) a “mensagem de Deus” (v.11). Mas esta vez a lição é mais explícita. Leia a passagem toda, versículos 4-15. Mais >

Por que não falar das mulheres?

Semana 27: Lucas 8.1-4a

Algum tempo depois Jesus saiu e viajou por cidades e povoados, anunciando a boa notícia do Reino de Deus. Os doze discípulos foram com ele, e também algumas mulheres que haviam sido livradas de espíritos maus e curadas de doenças. Eram Maria, chamada Madalena, de quem tinham sido expulsos sete demônios; Joana, mulher de Cuza, que era alto funcionário do governo de Herodes; Susana e muitas outras mulheres que, com os seus próprios recursos, ajudavam Jesus e os seus discípulos. Uma grande multidão, vinda de várias cidades, veio ver Jesus.

Outra passagem curiosa, tanto pela informação que traz quanto pela negligência da mesma informação nos outros três Evangelhos.

A informação em si já é impressionante dentro de um contexto onde praticamente nem sequer se mencionava mulheres, muito menos ressaltava os seus bon atributos, especialmente quando estes atributos eram o dever dos homens! Ken Bailey, um estudioso do Novo Testamento criado no Oriente Médio onde também passou a vida profissional ensinando a Bíblia, no seu livro, Poeta e campones, esclarece que até hoje naquelas regiões não se menciona as mulheres. Mas Lucas as coloca ao lado dos doze discípulos e destaca o seu papel como financiadoras do ministério de Jesus. E três são chamadas por nome e descritas com certo detalhe. Talvez isto se deve ao fato de Lucas ser o único autor gentio do Novo Testamento e por isso se simpatiza mais com gentios e outros “desprivilegiados” como as mulheres. Talvez não. Fato é que as mulheres recebem um destaque em Lucas e Atos que não recebem nos outros Evangelhos. E isto nos apresenta com outra enigma… Mais >