[Elifaz]

Deleitar-te-ás, pois, no Todo-Poderoso e levantarás o rosto para Deus. Orarás a ele, e ele te ouvirá; e pagarás os teus votos. Se projetas alguma coisa, ela te sairá bem, e a luz brilhará em teus caminhos.

[Jó]

Deus é quem me fez desmaiar o coração, e o Todo-Poderoso, quem me perturbou, porque não estou desfalecido por causa das trevas, nem porque a escuridão cobre o meu rosto.

Reflexão

Belíssimas estas palavras de Elifaz, não achas? Não são as palavras que desejas falar, ou até que falas, para as pessoas amadas nossas que desejamos que caminhem com o Senhor? Ora, acho tão chato ter que dizer o seguinte, mas as palavras de Elifaz não são palavras acertadas. Pelo menos, quando foram ditas, não eram apropriadas para a situação de Jó. Por mais que Elifaz queria desafiar e confortar Jó, a cruel realidade do mundo em vivemos, e mundo criado por Deus, é que nem sempre as coisas se vão bem para aqueles que vivem de modo íntegro diante de Deus, certamente não o tempo todo.

Tudo bem. Até aqui, esta é a mesma mensagem que temos visto ao longo do estudo de Jó. Nenhuma novidade. Mas vejamos a resposta de Jó para Elifaz. Ela é especialmente instrutiva. Se Deus é mesmo soberano no sentido de nos surpreender e até permitir que sejamos gravemente afligidos (mesmo que não para a morte — 1 Coríntios 10.13), às vezes o nosso relacionamento com ele é de desmaio, perturbação e desfalecimento. E este relacionamento não é antagônico ao de “deleitar-se”. Da mesma forma, tanto amamos os nossos pais humanos quanto, quando são bons pais que também disciplinam, os tememos, isto é, temos um profundo respeito por eles.

O que me impressiona nestes capítulos é a resolução de Jó. Ele não tinha dúvida que amava e servia a Deus com integridade. Não tinha dúvida nenhuma apesar da orientação persistente contrária dos seus amigos. Mas também não sabia o que fazer, pois diante dum Deus que permite aflições tremendas nas nossas vidas, o que fazer?

Ora, Jó não achava respostas fáceis para esta pergunta, certamente não dos seus amigos. E longe de mim fazer o papel destes amigos dando uma resposta destas. Temos que esperar alguns bons capítulos para entender o que Deus queria fazer na vida de Jó. E na vida real, nós também, às vezes, temos que esperar um bom tempo antes de percebermos o que Deus está querendo fazer nas nossas vidas.

Oração

Pai amado, veja a nossa fragilidade e não permita que as aflições nos esmaguem. Venha nos socorrer nas nossas angústias para que possamos nos deleitar verdadeiramente na Tua presença. Em nome de Jesus. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>