SEMANA 48

Romanos  15.7-13

Portanto, acolhei-vos uns aos outros, como também Cristo nos acolheu para a glória de Deus. Digo, pois, que Cristo foi constituído ministro da circuncisão, em prol da verdade de Deus, para confirmar as promessas feitas aos nossos pais; e para que os gentios glorifiquem a Deus por causa da sua misericórdia, como está escrito:

“Por isso, eu te glorificarei entre os gentios e cantarei louvores ao teu nome.”

E também diz:

“Alegrai-vos, ó gentios, com o seu povo.”

E ainda:

“Louvai ao Senhor, vós todos os gentios, e todos os povos o louvem.”

Também Isaías diz:

“Haverá a raiz de Jessé, aquele que se levanta para governar os gentios; nele os gentios esperarão.”

E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo. (Revista e Atualizada)

Reflexão

Há cerca de 15 anos atrás fui convidado para dirigir um estudo para todos os presidentes de comitês de missões de igrejas locais da Igreja Presbiteriana do Brasil. O estudo deveria ter o título, “Por que missões deveriam ter a prioridade na igreja?” Podem imaginar que seria fácil para eu elaborar o tópico assim depois de 18 anos de trabalho missionário (hoje completo 33).

Tal afirmação, entretanto, poderia ser precipitada. Pois pressupunha uma resposta afirmativa a uma outra pergunta anterior a essa: “A obra missionária deve ter prioridade na igreja?” Qual era a resposta então? Achei a resposta em Romanos 15.7-13.

A obra missionária deve ter prioridade na igreja? Se por “prioridade” queremos dizer “o alvo último”, sou obrigado a responder que não. A obra missionária não deve ter a prioridade na igreja. Isto é, a obra missionária não é o alvo último da igreja. O culto a Deus é.  O desafio missionário existe e persiste porque o culto pleno a Deus ainda não existe. O culto é o alvo último da igreja. O culto a Deus deve ter prioridade na igreja, não a obra missionária, porque Deus é último, e não o ser humano.

Quando esta era terminar e representantes de toda raça, tribo e nação se dobrarem diante do Cordeiro de Deus, a obra missionária não mais existirá na igreja. E como lutamos na obra missionária em prol deste dia, também empenhamos na mordomia da criação. Porque embora não mais existirá a obra missionária ou até mesmo o empenho pelo cuidado da criação, existirão novo céu e nova terra. E existirão o louvor e a adoração. Permanecerá na igreja o culto, e isto, no meio dum belo jardim.

Oração

Pai amado, ajude nos a enxergar aquilo que é prioridade, o que é último. Damos louvor e adoração a Ti. Em nome de Jesus. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>