Mas aquele que está disputando, é condenado se comer, porque não [age] pela fé, e tudo que não [é] de fé é pecado. (tradução minha)

Reflexão

Quase todas as versões da Bíblia em português traduzem a primeira frase assim: “mas aquele que tem dúvidas…” ao invés de “mas aquele que está disputando”. Não vou entrar no mérito da tradução.  Ao pé da letra a palavra significa “discriminar” ou “julgar”. De todo jeito, isto muda um pouco a orientação da reflexão da semana passada e dos versículos anteriores onde diz que não devemos forçar a barra quando, pela fé, a gente acha que alguma prática é lícita mas um outro irmão, também pela fé e convicção, acha que não é lícita.

O versículo acima levanta o outro lado da moeda, quando alguém adota uma prática como lícita ou não mas sem a convicção e por isso, não está agindo pela fé. Neste caso, a pessoa não deve ser deixado na sua não-convicção. Temos a obrigação de ajudá-la a chegar biblicamente a uma convicção.

Creio que parte da conscientização ambiental se enquadra neste caso. Devemos conhecer bem a Palavra de Deus a fim de caminhar com esta pessoa ou estas pessoas para que se definam e tenham convicções com boas bases….sem que nós nos esquecermos o que Paulo disse antes.

O que fazemos façamos em prol da justiça, da paz, e da alegria que está no Espírito Santo (v.17). Façamos com graça e façamos para contribuir para a união,  marcas registradas da obra que Deus está fazendo na nossa história.

Oração

Pai, como é fácil agir por egoísmo, querendo “ganhar”. Liberte-nos deste demônio de querer ser superior e querer “ganhar” as disputas com os nossos irmãos e irmãs em Cristo. Conceda-nos o espírito de Jesus. Em nome dele. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>