Nos últimos anos, muitos esforços têm sido empreendidos para levar o evangelho a povos indígenas ainda não-alcançados, dentro do Brasil. Um exemplo é o ministério Janela Verde, fundado pelo pastor sul-coreano Joshua Hyontaek Chang. Ele nasceu em um lar cristão, mas se converteu apenas aos 17 anos, na Bolívia. O chamado para a obra missionária surgiu a partir de um clamor que ouviu de um líder Terena, no Mato Grosso do Sul, e atualmente desenvolve um vasto trabalho junto aos povos indígenas, por meio do Ministério Janela Verde e do Conplei.

Em entrevista recente publicada no site da Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira, o pastor Joshua fala um pouco sobre sua trajetória, os desafios para evangelização dos povos indígenas e como a igreja brasileira pode contribuir para que o evangelho chegue a estes povos. Confira:

***

JMN – Como foi sua conversão?

Pr. Joshua – Eu nasci numa família cristã na Coréia do Sul. Meus pais eram cristãos perseguidos durante a guerra da Coréia e tiveram que fugir para o Sul durante a divisão. Embora nascido num berço cristão, eu não tinha entregue minha vida para Jesus até uns três meses antes de completar meus 18 anos, em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia. Foi num retiro das Igrejas Batistas da Bolívia com participação de várias igrejas internacionais. Eu não havia ido para participar, mas Deus foi trabalhando em mim até que finalmente, na última noite, eu entreguei minha vida para Jesus. Isto foi em 1982 antes de mudar-nos para o Brasil. Mais >