Kaworé, meu irmão na fé

 

Por Héber Negrão

Este é o meio de transporte dos indígenas no Médio Rio Xingu

Este é o meio de transporte dos indígenas no Médio Rio Xingu

Durante um mês estivemos fazendo um estágio missionário num belíssimo lugar no Médio Rio Xingu, estado do Pará. Lá eu e minhas colegas de turma de linguística fomos expostos a diversas situações que poderemos encontrar no campo missionário. De nossos instrutores, recebemos noções básicas de pesca, remo, cozinha rústica, saber como andar na mata, como tratar peixes e caças, fazer massa de cimento para assentar pisos e rebocar paredes. Enfim, foi um treinamento bem prático, indispensável para o candidato a missões transculturais.

Também tivemos um tempo de convivência em duas aldeias indígenas onde os missionários responsáveis pelo estágio têm atuado. Eles são tradutores da Bíblia e atualmente estão envolvidos na tradução do livro de Atos. Passamos uma semana morando nas aldeias fazendo pesquisas antropológicas, conhecendo o povo, participando de suas atividades diárias. Também aproveitamos o tempo para contar histórias bíblicas para crianças e adultos da aldeia.

Como fruto de anos de trabalho missionário hoje nós temos irmãos indígenas ali naquelas aldeias. Eles ajudam os missionários na Tradução das Escrituras e são verdadeiramente convertidos, tendo seus corações voltados para Cristo. Mais >

Contra a exploração sexual de crianças e adolescentes!

campanha_exp_sexual_ccasPor Jean de Oliveira

Nossa igreja em Nova Cruz (RN) realizou um movimento de combate a exploração sexual infanto-juvenil. No dia 26 de outubro deste ano, após muitos planejamentos e investimentos, colocamos nosso projeto em prática.

Durante o dia todo escolhemos os dois sinais de trânsitos que movimentam a cidade e abordamos carros e motos, falando do problema e colocando adesivos do movimento nos veículos e roupas das pessoas. Distribuímos quinhentos adesivos e muitas literaturas cristãs. Levamos uma faixa que dizia “exploração sexual infanto/juvenil, Deus lhe quer fora disso” e dois banners que expressava “trate bem uma criança como Cristo ensinou”.

Cerca de cinquenta voluntários estavam no movimento que tinha também o apoio de uma carro de som onde nós narrávamos as questões em torno da exploração sexual.

Encerramos a noite com impacto evangelístico, onde estiveram presentes cerca de 700 pessoas. Houve 12 decisões para Cristo. Peço que orem, pois vamos fazer mais movimentos desse tipo.

_______________________________
Jean Rodrigues de Oliveira é pastor e representante do Paralelo 10 em Nova Cruz (RN).

 

Mais fotos

 

Leia mais
Conheça a campanha Bola na Rede – contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo.

 

 

 

100 conversas paralelas

conversaparalela1O Conversa Paralela, boletim editorial do Paralelo 10, vai publicar sua centésima edição no dia 20 de novembro. Queremos aproveitar a data para saber como o boletim tem ajudado seus leitores e também ouvir sugestões para melhorá-lo. Então responda:

1. Como o boletim Conversa Paralela tem ajudado seu ministério e o desenvolvimento da sua vocação?

2. Como o boletim Conversa Paralela pode melhorar? Dê suas sugestões.

Aguardamos suas respostas!

 

 

 

Plantando sementes e construindo alicerces

Por Phelipe Reis

p10_06_11_13_phelipe_criancasEu e minha esposa moramos em Parintins, cidade do interior do Amazonas. Desde 2011 desenvolvemos um trabalho com crianças numa pequena congregação, em contexto de vulnerabilidade social.

O que nos move a dedicar nosso tempo, dons e recursos para servir os pequeninos é ajudá-los a andarem com Cristo num caminho de vida, alegria e paz, mesmo em meio às mazelas da realidade. Não queremos, por outro lado, que eles enveredem pelo caminho das drogas, marginalidade e prostituição.

Aos domingos pela manhã acontece a escola bíblica, onde o ensino da Bíblia é transmitido por meio de músicas, histórias e atividades lúdicas. A dança e a música são nossas aliadas nesta missão. Em 2012, criamos o grupo Kadosh, com o objetivo de oportunizar aos pequeninos a prática e o desenvolvimento de habilidades artísticas. Além de ocupar horários livres durante a semana, quando geralmente as crianças ficavam na rua, reforçamos durante as oficinas os princípios ensinados na escola bíblica dominical.

A ideia de criar o grupo Kadosh surgiu quando identificamos a necessidade de estar com as crianças mais que apenas uma hora por semana, na EBD. Quanto mais tempo passamos juntos, mais podemos influenciá-las positivamente. Esse contato mais intenso é necessário para que o ensino que tentamos transmitir seja regado e possa crescer, já que a realidade das crianças é recheada de situações capazes de afastá-las do caminho de Cristo ao invés de aproximá-las.

É um grande desafio semear os valores cristãos no coração das crianças, pois são indivíduos em construção, reprodutores de atitudes e exemplos bons ou ruins – geralmente dos adultos que elas tomam como referência. O conjunto familiar é um dos ambientes que mais influencia na formação da criança, uma vez que a assimilação é fácil por conta da convivência. Sem os “filtros” que uma pessoa adulta possui, a criança acaba absorvendo valores (muitas vezes contrários à fé cristã) que desenvolverá, caso sejam estimulados e reforçados, mesmo que involuntariamente.

Diante deste grande desafio, oramos e trabalhamos arduamente para que cada semente plantada e cada princípio ensinado sejam transmitidos da melhor forma possível às crianças. E que as sementes sejam bem regadas para que possam germinar, crescer e influenciar o futuro dos pequeninos.

Após três anos de trabalho já conseguimos ver os resultados. O vocabulário já não é mais o mesmo. A forma de se comportar mudou. O respeito e a obediência, que antes eram coisas difíceis de praticarem, hoje é algo comum entre elas. Realmente é uma obra recompensadora e gratificante. Sobretudo, é uma questão de fé – acreditar e esperar que o fundamento semeado hoje se torne alicerce para o futuro das crianças.

____________

Phelipe Reis, missionário, acadêmico de jornalismo, casado com Luíze Reis. Ambos desenvolvem um trabalho com crianças em Parintins, cidade do interior do Amazonas. Phelipe é o representante do Paralelo 10 na cidade.

1º Encontro Estadual da RENAS Bahia

renas_bahiaConvidamos você para o 1º Encontro Estadual da RENAS Bahia. Este é considerado o primeiro encontro, pois os anteriores foram apenas reuniões de caráter mais informativo e administrativo. Desta vez haverá capacitação com palestras, painéis, artes, mensagens inspirativas e muitas oportunidades de comunhão e compartilhamento.

O encontro começará na sexta-feira, dia 29 de novembro, no final da tarde, e terminará no sábado (dia 30/11) também no final da tarde. As informações iniciais estão logo abaixo.

Não perca esta oportunidade de conhecer a RENAS e saber o que Deus está fazendo em todo Brasil por meio da ação social.

 

Mais >

Acre e parte do Amazonas voltam a ter duas horas a menos que Brasília

all-in-time-1378002-mA presidenta Dilma Rousseff sancionou a Lei 12.876/2013, que alterou o Decreto 2.784/1913, para restabelecer os fusos horários do Acre e de parte do Amazonas, até então reduzidos para uma hora pela Lei 11.662/2008, que foi revogada. Com isso, Acre e a parte do Amazonas que fica a oeste da linha que, partindo de Tabatinga (AM) segue até Porto Acre (AC), voltam a ter duas horas a menos que Brasília. A lei foi publicada ontem (31) no Diário Oficial da União e entra em vigor no segundo domingo de novembro.

Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Roraima e a parte do Amazonas que fica a leste da linha que, partindo de Tabatinga (AM) segue até Porto Acre (AC), permanecem com uma hora a menos de Brasília.
_________________
Com informações da Agência Brasil. Edição: Talita Cavalcante.

Não desperdice sua vida!

CARTAZ E42013 JPEGDe 14 e 17 de novembro, acontecerá na Primeira Igreja Presbiteriana de João Pessoa (PB), o Encontro Estadual de Estudantes Evangélicos 2013. Mais conhecido como “E4”, este é um evento promovido pela Aliança Bíblica Universitária do Brasil, que ocorre desde os anos 70, onde estudantes evangélicos da Paraíba e de estados vizinhos, encontram-se para troca de experiências, capacitação e discussão sobre os desafios da juventude no século 21.

A programação conta com palestras, oficinas, mostras de arte e cultura cristã, mesas–redondas e momentos de interação entre os estudantes. Entre os preletores confirmados podemos destacar a presença dos missiólogos Jorge Noda e Bárbara Burns.

O tema do evento será “Não desperdice sua vida”, baseado no best-seller do escritor John Piper. Todas as palestras serão em torno do tema.

Entre as oficinas oferecidas podemos destacar: “Missão Integral”, “Filosofia e Fé Cristã”, “Fé e Cultura”, “Montando um Estudo Bíblico Indutivo”, “Como abrir um núcleo de Estudo Bíblico na Universidade”, “Vida profissional e fé” e “O estudante cristão e a violência na escola”. Para mais informações, acesse o blog www.e4pb.blogspot.com.br