Por Flávia Marques Amorim

A Acev (Ação Evangélica) é uma parceira da Tearfund que trabalha na região semiárida no Nordeste do Brasil. A Acev trabalha com seus parceiros para desenvolver projetos sustentáveis que promovam uma relação saudável com o meio ambiente. Seu Projeto Plantação trabalha em conjunto com seus outros projetos de perfuração de poços e agrossilvicultura. Os poços fornecem água potável, vital nas comunidades pobres, e o trabalho de agrossilvicultura promove a sustentabilidade ambiental e o reflorestamento.

p10_03_10_16_passo-a-passo

O Projeto Plantação da Acev incentiva os métodos agrícolas orgânicos. Ele ajuda as famílias a aprender como cultivar culturas saudáveis e de boa qualidade sem a utilização de pesticidas ou fertilizantes químicos. A equipe do projeto ajuda e orienta as famílias por seis meses, e um agrônomo dá aconselhamento. Eles trabalham com os agricultores em questões tais como uso da água e microirrigação, cuidados e fertilidade do solo, culturas adequadas, rotação de culturas e fertilizantes e inseticidas naturais. Eles também incentivam os participantes a formar cooperativas agrícolas. Continue lendo →

1º Encontro Regional RENAS Nordeste

p10_29_09_16_renas-nordesteParticipar do 1º Encontro RENAS Nordeste, em Recife (PE), de 15 a 17 deste mês, foi uma experiência para lá de agradável!

Foi uma oportunidade de rever amigos de caminhada, abraçar pessoas de seis estados diferentes do nordeste: Pernambuco, Sergipe, Bahia, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Além de dois estados do sudeste: Minas Gerais e São Paulo.

Todos saíram de suas casas com o objetivo de troca, aprendizado e principalmente participar da discussão sobre a construção do Reino de Deus a muitas mãos.

O Encontro foi realizado na Igreja Batista do Coqueiral, onde o pastor Zé Marcos, sua esposa Neide e uma equipe alegre e receptiva, nos acolheu com todo carinho.

Nas plenárias refletimos sobre a perspectiva da coletividade da construção do Reino de Deus, revisitando o modelo de vida de Jesus que partilha sua vida com seus discípulos, seguidores e amigos. Continue lendo →

p10_26_09_16_solitude-sertao-copiaPor Maycon Barroco

A necessidade da solitude

Quando estamos nas nossas incursões adentro das estradas esburacadas dos interiores do sertão nordestino, conhecemos melhor a realidade da vida sertaneja, tanto na sua simplicidade quanto na sua “solitude ou solidão”. Às vezes uma casa fica a quilômetros da outra, entre elas apenas árvores secas, animais e cactos.

Certo dia, chegamos numa casa dessas e falamos: Dona Maria, cadê o café? Ela prontamente com um belo sorriso responde: Sente aqui dentro, que já está no fogo. Confesso que nunca vou me acostumar com tamanha hospitalidade desse povo, que lhe oferece sempre o melhor que tem na sua mesa.

Entro, enquanto espero o café, sento e sempre olho para fora da casa. Só vejo a poeira, ouço o silêncio e vem aquele sentimento que não conseguiria viver daquela maneira. Mas o sertão tornou-se para minha vida uma escola sobre fé, sobrevivência, hospitalidade e amor. Aquele cenário se parecia com alguma coisa.

E o que parecia ser solidão, na verdade era solitude.

Solidão é a dor de estar sozinho e a solitude é a glória de estar sozinho. Existe liberdade na solitude. Nesse lugar você não precisa da aprovação de ninguém e muito menos provar algo para ser inserido em grupos. Em boa parte, essa é a vida sertaneja.

“Solitude é um estado de coração e de mente” (Richard Foster) Continue lendo →

Enviamos aos representantes do Paralelo10, há alguns dias, a última edição da revista Ultimato, exemplares dos livros Vença a Fadiga Espiritual e A Aids e os Jovens, doados pela ABU Editora (100 exemplares ao todo). Nosso objetivo é contribuir um pouco mais para o fortalecimento desses irmãos, apoiando-os em seus ministérios e iniciativas. Muitos têm testemunhado sobre o impacto dos livros que foram enviados nos últimos anos.

img_0668

 

p10_22_09_16_encontro_renas_norteA Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas) continua criando oportunidades de encontros e diálogos nas regiões brasileiras. Além do Encontro Regional no Nordeste, que aconteceu de 15 a 17 de setembro, em Recife (PE), começa hoje (22) o 1º Encontro Regional da Renas na região Norte, em Santarém (PA).

A Renas e a Renas Tapajós convidam os cristãos a refletirem sobre a justiça e fé frente aos desafios de sustentabilidade da Amazônia. Além disso, o evento vai olhar com atenção para os desafios trazidos pela realidade de destruição e degradação da criança que nos inquieta e nos faz sentir compaixão.

“Queremos ser uma igreja relevante e ousada na responsabilidade de reconciliar em Cristo todas as coisas”, diz a Renas Tapajós.

Preletores: Pastor José Marcos Silva, da Igreja Batista Coqueiral (Recife/PE). Marcos Franqui Custódio, MBA em Gestão da Sustentabilidade (Indaiatuba/SP) e pastor Olavo Dias, da REMAR (Marabá/PA).

SERVIÇO
Evento: 1º Encontro Regional da Renas da Região Norte.
Tema: Justiça e Fé frente aos Desafios de Sustentabilidade da Amazônia.
Data: 22 a 24 de setembro.
Local: Santarém (PA).
Mais informações aqui.

p10_21_09_16_migrantes-venezuelanos_home

Foto: Jackson Félix / G1 RR

Na manhã do último domingo (18), a Igreja da Paz, na zona Oeste de Boa Vista (RR), ofereceu um café da manhã para migrantes venezuelanos que estão deixando seu país.

A atual crise econômica na Venezuela está levando muitos venezuelanos a fugirem para o município de Pacaraima, em Roraima. A cidade faz fronteira coma Venezuela e diariamente, centenas de pessoas chegam ao município, que tem pouco mais de 10 mil habitantes, em busca de comida e remédios.

Aproximadamente 65 estrangeiros receberam a refeição doada pela igreja. Pães, frutas, bolos e arepas (comida típica da Venezuela) foram alguns dos alimentos servidos na ação realizada por voluntários da comunidade cristã.

Segundo o pastor Antônio Lima, presidente da Igreja da Paz em Roraima, a ideia de oferecer o café da manhã surgiu, devido à participação significativa dos venezuelanos nos cultos. Continue lendo →

Em adultos, a depressão tanto em mulheres como homens é mais comum na faixa etária dos 25 a 44 anos. Embora a probabilidade maior seja afetar pessoas na casa dos vinte anos, a idade dos primeiros sintomas tem diminuído ao longo do tempo. Nas crianças, a depressão clínica afeta rapazes e moças na mesma proporção.

Para algumas pessoas, em determinados momentos, dar fim à própria vida como a única saída para uma situação de sofrimento intolerável, talvez pareça a única solução possível. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a depressão é uma das principais causas de suicídio. Além de afetar mais mulheres que homens, os dados da OMS estimam que a depressão atinja cerca de 350 milhões de pessoas em todo o mundo.

Essa relação entre depressão e suicídio é retratada no filme “Só Eu Sei”, um curta-metragem produzido por um grupo de cineastas amazonenses, lançado no Youtube e que faz referência ao Setembro Amarelo – campanha mundial de conscientização de prevenção ao suicídio.

Em entrevista à Rádio Nacional da Amazônia, Andrew Lukas, diretor do filme, falou sobre a produção do curta e de como os problemas com depressão dentro de sua família o influenciaram na criação do roteiro, que também inclui um relato real de uma pessoa que convive com a depressão.

Diante desta triste realidade, aqueles que trabalham com jovens e adolescentes nas igrejas deveriam se perguntar: O que tem levado os jovens e adolescentes a darem fim à própria vida? Como a igreja poderia ajudar na prevenção da depressão e do suicídio? Encarar este problema dentro das igrejas, certamente é um grande desafio, porém é necessário e urgente.

Assista a seguir o curta-metragem “Só Eu Sei”:

 

Com informações da Radio Nacional da Amazônia / EBC