Vestido com tangas, cocares na cabeça e corpo pintado com tinta de jenipapo, um grupo de indígenas pataxó dança e canta em sua língua materna ao som de maracás. Curiosos, os visitantes filmam e tiram fotos. Ao final, todos tomam açaí e comem beiju de mandioca, celebrando um ato religioso: a Santa Ceia. Foi assim […]

Continue lendo →

Poesia fotográfica – texto de Zenilda Lua e foto de John Medcraft   As aves também procuram um lugar de conforto na efemeridade do tempo. As aves sabem discernir o tempo. E o tempo é de aço. E o tempo às vezes parece uma poça d’água salobra, represada de tristeza. Se Jeremias estivesse nesse tempo […]

Continue lendo →

Poesia fotográfica – texto de Zenilda Lua e foto de John Medcraft Ando incompleta de vazios. Em tudo dei de achar graça. Passei da angústia dolorida para um sentimento docíssimo que imita o cintilar dos lírios brandos. Aprendo de azul mais que tudo. Aprendo também de milagres, de pássaros, de cânticos e até de miçanga […]

Continue lendo →