Sem dinheiro e sem formação teológica, mas com muita força física, paixão pela obra de Deus e uma… bicicleta. Foi assim que o pedreiro e agricultor Ubiratã de Souza, após sua conversão aos 22 anos, assumiu a missão de pregar as boas novas do sul do Piauí ao oeste da Bahia sobre as duas rodas de uma bicicleta. Pelo menos uma vez por mês, ele percorria mais de 200 quilômetros e visitava dezenas de lugares, como Júlio Borges, PI, e Campina Dourada, BA. Ele chegava e oferecia seu serviço: construía casas, limpava quintais, fazia amizades, falava de Jesus.

Mesmo com uma família grande (nove filhos) e com poucos recursos financeiros para sustentá-la, Ubiratã não conseguia parar de pedalar, servir e pregar o evangelho. “Eu saía anunciando e nem mesmo pensava que um dia seria pastor. Só sabia que Deus estava me enviando para pregar” – disse ele. “Ele não deixou coisa ruim. Só deixou saudade e a Palavra de Deus” – disse dona Terezinha, moradora de um dos lugarejos no Piauí.

Ubiratã de Souza tinha 50 anos quando fez sua última longa viagem evangelística numa bicicleta. Sua trajetória chamou a atenção do fotógrafo Ricardo Reis, que o conheceu durante um evento da Igreja Cristã da Família. Reis, então, convidou o diretor Matheus Ortega para produzir o documentário “Pedalando no Sertão”, sobre a vida do pastor Ubiratã.

O filme conta lindas histórias de conversões, milagres e compaixão. É tocante e ensina muito. Vendo a biografia de Ubiratã, caberia bem substituir a última palavra do seguinte versículo: “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na escassez” (2Co 12.9). De quase nada, brotaram frutos eternos.

Assista ao documentário.

 

Pedalando No Sertão from Pedalando no Sertão on Vimeo.

Nota: Conteúdo publicado originalmente na edição n. 350 da revista Ultimato.
  1. Que exemplo, para mim de missionário. Convicto pelo amor de Cristo Jesus. Parabéns pelo documentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>