Por Phelipe Reis

Foto: Pixabay.com (CCO)

Ó, grande Deus, Criador
Tu, que com maestria estabeleceste céus e terra
e com perfeição arquitetaste nossa casa comum.
Tu, que fizeste da Amazônia varanda e quintal,
onde plantaste uma floresta a perder de vista,
e por debaixo escondeste riquezas que despertam a cobiça do homem.
Tu, que distribuíste as águas em lagos, igarapés e paranás,
e escavaste para teu próprio gozo o caudaloso Amazonas,
cujas águas barrentas refrescam e matam a sede de curumins e cunhantãs,
ouve o nosso grito de socorro.

Ó, grande Deus, Criador
Levanta-te em nosso favor.
Tu, cujos olhos do céu apreciam este imenso tapete verde,
não suportarás contemplar o verdume maculado pelas cinzas das queimadas.
Disfarçada de progresso, a destruição nos espreita
esperando a hora de ceifar-nos o suprimento e a vida.
Não permita que o teu e nosso quintal seja invadido e saqueado,
não permita que os perversos firam nossa terra sem piedade,
derrubem nossas Samaúmas, Jacarandás e Andirobeiras
fazendo teu chão e teus filhos chorar e secar.

Samaúma | Foto: Pixabay.com. (CCO)

Ó, grande Deus, Criador,
Tu, que ama a justiça e a gente simples
Não nos deixe temer,
o inimigo que com rabiscos de caneta quer decretar a morte da nossa floresta.
Tu, que vomita corrupção e quem as pratica.
Não nos deixe temer,
os inimigos de colarinho branco,
que arquitetam planos maquiavélicos na calada da noite
para baratear e surrupiar a riqueza da tua criação.

Ó, grande Deus, Criador
Nós, amazônidas, indígenas, caboclos e ribeirinhos
filhos teus, das florestas e dos rios,
invocamos a tua proteção e clamamos:
Não demores em derrubar o perverso.
Faz-nos valentes e bravos para defender nossos quintais.
E, pacientemente, ensina-nos a boa mordomia da tua criação,
para cuidar, lutar e resistir.

Foto: Pedro Coelho

Ó, grande Deus, Criador
que na obra do teu Filho reconcilia tua criação
Por ti profetizamos:
Diante do teu braço forte
e da fibra dos filhos e filhas da Amazônia
a corrupção, a maldade e a ambição,
assim como os que dela se servem
Sem demora, não prevalecerão!

Phelipe M. Reis é amazonense, missionário e jornalista. Casado com Luíze e pai da Elis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>