O Estado de Roraima é o mais letal para mulheres no Brasil. Com 515 mil habitantes, tem a maior taxa feminina de homicídios, segundo o Atlas da Violência 2017. A publicação, organizada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e plo FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública), é uma coletânea dos dados oficiais mais atuais sobre segurança pública, com informações até o ano de 2015.

Enquanto a média brasileira de assassinatos ficou em 4,4 a cada 100 mil mulheres, em Roraima, 11,4 em cada 100 mil foram mortas em 2015 (20 mortes neste ano, o que representa aumento de 163% desde 2005). A ONG internacional Human Rights Watch (HRW), que defende e faz pesquisas sobre direitos humanos, visitou essa região no extremo Norte do país para entender o que leva a um número tão alto de homicídios de mulheres. Entre os motivos apontados estão a impunidade, o alto número de boletins de ocorrência sem investigação, as falhas no atendimento policial e a falta de resposta à violência doméstica.

Roraima esteve também na primeira posição do ranking também nos dois anos anteriores: em 2014, com 9,5 homicídios a cada 100 mil mulheres; e em 2013, com 14,8 homicídios por 100 mil mulheres – esta é a taxa mais alta no Estado a partir de 2005 e também a maior no país desde então.

Clique aqui e leia a notícia na íntegra

Fonte: Gabriela Fugita, do UOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>