A grande seca que vem castigando os nordestinos há cinco anos consecutivos já trouxe muitos prejuízos para a população e deve se agravar ainda mais no período de fevereiro a abril. A Agência Brasil noticiou que um documento elaborado pelo Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal (GTPCS), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), apresentou previsões que indicam a diminuição de chuvas na região em 2017, causando preocupação com o quadro hídrico. Segundo o documento, a tendência é que os reservatórios do Nordeste não tenham recuperação significativa durante a estação chuvosa, uma vez que as precipitações devem ficar abaixo da média histórica. Um dos estados mais afetados pela falta de água é o Ceará. Assista ao vídeo produzido pela Veja:

 

Você conhece alguma igreja ou organização cristã que tem desenvolvido projetos ou atividades específicas para o enfrentamento da seca no sertão? Então clique aqui e compartilhe conosco. O Paralelo 10 quer construir uma ponte entre organizações que trabalham no sertão e igrejas de todo o Brasil.

  1. Rui Marcelo Cordeiro

    Meus irmãos brasileiros, vamos deixar de lado a luta política e socorrer nosso povo nordestino, deixar los morrer de seca e de fome, com tanto dinheiro desviado pela corrupção ou até aplicado de forma irregular é sinal de burrice que sente fome e sede não tem a quem recorrer. SALVEM NOSSOS IRMÃOS

  2. “Em 24 de maio de 1998, o Jornal da Tarde publicou meu relato sobre o seminário no texto O açude de sal e o trem da água. Nele escrevi o seguinte: “Os 1.500 maiores açudes nordestinos guardam um volume calculado em 21 bilhões de metros cúbicos de água, 10 vezes a Baía da Guanabara, 100 vezes a Represa de Guarapiranga, que responde pelo abastecimento de 3 milhões de pessoas. Ou seja, teoricamente (e só em teoria, pois nunca se pode usar totalmente a água de um açude), esta seria água suficiente para o consumo de 300 milhões de pessoas, quase o dobro da população do País inteiro. Só que, segundo o secretário de Recursos Hídricos do Ministério do Meio-Ambiente, Fernando Rodrigues, especialista em água, mas não em seca, apenas 20% do que poderia ser usado o é de fato, ficando 80% para contemplação estética e evaporação”.” http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/jose-neumanne-a-agua-a-luz-e-o-asfalto-no-sertao/

    Então, meu caro Rui, caia na real e pense com mais profundidade sobre o que Nêumanne, paraibano da gema, sobre o fiasco que nós nordestinos, eu por ser mineiro e decidido a residir aqui no Nordeste, de que o engôdo pode muito bem ter vindo de um outro nordestino, Luiz Inácio Lula da Silva e tantos outros que se arrogam pai de uma obra que ao fim e ao cabo pode muito bem virar-se contra o próprio nordestino.

    Rui, o velho chico está morrendo, sabia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>