Atualmente a realidade vem sendo transformada de acordo com as guerras, desastres naturais, crises, corrupção e etc. Com isso, há diversas comunidades que vivem uma realidade avessa as descritas como ideais, todo os dias. Para atender e transformar vidas atingidas por essa realidade, o Projeto Grão de Trigo, desenvolvido pela Rede Evangélica de Marabá (REMAR), uma filiada do RENAS que, em parceria com a Convenção Batista de Carajás – Pará (COBAC), oferece capacitação e treinamento na elaboração de projetos sociais para as Igrejas.

No fim de 2016, um grupo de irmãos da Igreja Batista Luz do Evangelho, em Marabá, sudeste do Pará, liderada pelo pastor Pedro de Oliveira Tavares, realizou diversas ações de impacto social no bairro onde a Igreja fica localizada.

“Um choque de realidade”. Foi esse o sentimento dos participantes.

Analisando o cenário

Antes de agir, o grupo se dividiu em três equipes. Distribuídos pelas ruas do bairro, eles mapearam a situação dos habitantes.

  • Entrevistaram os moradores e se informaram sobre as principais deficiências nos serviços públicos;
  • Observaram as necessidades na infraestrutura do bairro (ruas, escolas, postos de saúde);
  • Ouviram as histórias das pessoas e conheceram a realidade das famílias.

De posse dessas informações, as equipes organizaram algumas ações que, embora simples e rápidas, pudessem sinalizar a presença do Reino de Deus e o interesse da Igreja em estar mais próxima da comunidade. Os irmãos descobriram situações que, de tão comuns, haviam se tornado imperceptíveis, “como um calo no pé que secou e deixou de incomodar, trazendo acomodação e uma resignação diante de um estado de coisas que simplesmente ‘são assim mesmo’; para as quais não há solução; culpa dos políticos corruptos, dos meninos mal criados e do vizinho que insiste em jogar o lixo na porta da casa dos outros.”

“Parece que, às vezes, a Igreja fica assim, sem conseguir ver como resolver uma situação de injustiça, de miséria, desordem, sujeira, abandono, enfim, desestruturação social; vamos nos anestesiando ou familiarizando com a realidade.” – escreveu Pr. Olavo Dias da Silva Filho, coordenador geral da COBAC e facilitador REMAR.

A Definição das Ações

Para o desenvolver do trabalho pela igreja, foram definidas três ações:

  • Uma delas resultou na limpeza e capinação de uma área, cujo mato estava servindo para acúmulo de lixo e esconderijo para usuários de drogas e assaltantes.
  • Outra, a equipe ofereceu um café da manhã em uma rua onde a maioria dos moradores é de idosos que moram sozinhos, alguns deles com filhos portadores de enfermidades crônicas, e ali investiram o tempo todo ouvindo histórias e conversando.
  • A terceira ação trabalhou na medição de pressão arterial, nível de glicemia e uma massagem realizada por uma profissional de fisioterapia, resultando no atendimento de mais de 80 pessoas no período da manhã somente.

Na reunião de relatório e avaliação das ações, “os irmãos estavam gratos a Deus pela maneira como Ele se manifestou. Como resultado, novas ações se desdobrarão a partir dessas que foram realizadas: atendimento frequente aos idosos e acompanhamento do seu estado de saúde e direitos sociais; manutenção da limpeza da área e incidência junto aos órgãos públicos para a finalização de uma creche que foi construída em 2014 e até hoje não entrou em funcionamento.” – esclareceu Pr. Olavo.

*****

Reprodução: RENAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>