Em adultos, a depressão tanto em mulheres como homens é mais comum na faixa etária dos 25 a 44 anos. Embora a probabilidade maior seja afetar pessoas na casa dos vinte anos, a idade dos primeiros sintomas tem diminuído ao longo do tempo. Nas crianças, a depressão clínica afeta rapazes e moças na mesma proporção.

Para algumas pessoas, em determinados momentos, dar fim à própria vida como a única saída para uma situação de sofrimento intolerável, talvez pareça a única solução possível. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a depressão é uma das principais causas de suicídio. Além de afetar mais mulheres que homens, os dados da OMS estimam que a depressão atinja cerca de 350 milhões de pessoas em todo o mundo.

Essa relação entre depressão e suicídio é retratada no filme “Só Eu Sei”, um curta-metragem produzido por um grupo de cineastas amazonenses, lançado no Youtube e que faz referência ao Setembro Amarelo – campanha mundial de conscientização de prevenção ao suicídio.

Em entrevista à Rádio Nacional da Amazônia, Andrew Lukas, diretor do filme, falou sobre a produção do curta e de como os problemas com depressão dentro de sua família o influenciaram na criação do roteiro, que também inclui um relato real de uma pessoa que convive com a depressão.

Diante desta triste realidade, aqueles que trabalham com jovens e adolescentes nas igrejas deveriam se perguntar: O que tem levado os jovens e adolescentes a darem fim à própria vida? Como a igreja poderia ajudar na prevenção da depressão e do suicídio? Encarar este problema dentro das igrejas, certamente é um grande desafio, porém é necessário e urgente.

Assista a seguir o curta-metragem “Só Eu Sei”:

 

Com informações da Radio Nacional da Amazônia / EBC

  1. Luciano Marques - Lucão

    Interessante lembrar que são várias as possíveis causas da depressão (Afetiva/emocional, Biológica, Espiritual, Social, Financeira…).
    Saber a causa é importantíssimo para iniciar o tratamento e obter a cura. A fé é importantíssimo no tratamento, mas, muitas vezes, a falta de prazer na vida, leva à perca da fé!
    Procurar um bom psicólogo, de preferência cristão, para os cristão, é importante!

  2. Lilian Monteiro

    Infelizmente, ainda hoje, falar a respeito de depressão nas igrejas é um grande tabu…falta a muitos, creio eu, o entendimento “técnico” ( não sei se essa é a palavra adequada) sobre o assunto. Está mais que na hora de parar de querer espiritualizar tudo, pois enquanto a Igreja fecha os olhos, muitos jovens e adolescentes estão morrendo à nossa volta…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>