O Programa Remição da Pena pela Leitura, que oportuniza o direito ao conhecimento, educação e cultura das pessoas encarceradas, acaba de ganhar mais uma temática para obras que devem ser lidas pelos internos: a Bíblia. A inserção da Bíblia no Programa é fruto da parceira entre Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) e Governo do Estado do Amazonas, por intermédio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

A Remição de Pena pela Leitura está prevista na Lei nº 12.433, de 29 de junho de 2011, na Recomendação nº 44 de novembro de 2013 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e no Ofício nº 1956/2013 do Grupo Permanente de Monitoramento Carcerário de julho de 2013. Os internos participantes do projeto tem um prazo de 30 dias para a leitura de um livro escolhido livremente por eles, depois elaboram um relatório e participam de uma banca de avaliação composta por pedagogos, assistentes sociais e psicólogos da Seap e da Umanizzare Gestão Prisional.

O secretário Pedro Florencio considera que a leitura bíblica agrega uma contribuição significativa na vida dos internos. “Temos a possibilidade de atingir mais pessoas dentro das unidades, tornando-os multiplicadores da iniciativa e incentivadores de boas práticas adquiridas através dos ensinamentos que a bíblia nos proporciona”, disse.

O Pastor Adriano Casanova, da SBB, conta que o apoio da instituição não governamental com o sistema prisional iniciou em 2013, através de diversos projetos como o “Resgatando o Vínculo Familiar do preso”. “Estivemos presentes nos casamentos coletivos em unidades prisionais, e por meio dessa parceria é que vamos integrar o programa de remição da pena. A nossa missão é difundir a mensagem bíblica como instrumento de transformação, seja ele social, moral, cultural, mas acima de tudo espiritual. Com certeza essa parceria só tem a somar na ressocialização dos internos à sociedade”, concluiu.

Com informações da Secretaria de Comunicação do Estado do Amazonas (Secom).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>