Lendo a revista Época dessa semana relembrei uma velha discussão que temos feito ao longo dessa última década. Após a ditadura, na década de 80, depois de um grande período de opressão no silêncio da maioria das igrejas históricas, surgiram as igrejas neopentecostais. Estas igrejas se firmaram com duas características fortes: O rompimento dos usos […]

Continue lendo →

Os pecados capitais surgiram na tradição da igreja cristã, no afinco de controlar e educar o povo no que podia ou não fazer. Como o perdão dos pecados precisava passar por um ungido da igreja, através de uma confissão, a igreja selecionou e classificou os pecados em dois tipos: os pecados que são perdoáveis sem a […]

Continue lendo →