ceu

Quem nunca ousou imaginar como será o céu?

Nuvens brancas, fofas e planas, pessoas com mantos brancos. Todos falam bem baixinho, de forma controlada, harpas por todos os lugares com músicas suaves.

Ninguém anda, todos flutuam. As vestes estão impecáveis de tão limpas, afinal não tem onde se sujar. Temos algumas frutas servidas na mesa, mas não precisa comer, é apenas decoração. Ninguém sente cheiro de nada.

Tem muitos abraços, carinho no rosto, mas não tem beijos “calientes” com a amada, não tem mordida, não tem sexo…, socorro! Acho que virei um anjo!!!

Nunca gostei desse céu mitológico da sociedade.

Cadê as cores das matas? O marrom das montanhas? O céu preto da noite nublada? Aqui na terra tive todas as experiências boas com as cores, não quero deixá-las.

Cadê aquele meu amigo que não sabe falar baixo? Cadê o silencio sendo rompido com uma risada escandalosa do meu pai? Cadê o grito da torcida do time do meu coração? Cadê o Rock and Roll? Aqui na terra tive todos os sons, todas as músicas, todos os instrumentos, não quero deixá-los. Continue lendo →