Pós-Modernidade

Uma geração que trabalha para poder viajar

Ouço muito dessa geração, de 20 a 35 anos, a declaração de que trabalham na vida para poder viajar. Isso sempre me incomodou, não porque eu não goste de viajar, muito pelo contrário, gosto bastante, mas porque vejo um claro desvio de finalidade vocacional.

Antes que venham os MIMIMIs, quero deixar claro que não estou falando contra quem gosta de viajar e quer conhecer novos países, sei que vou mexer em um axioma dessa geração e a chance de sair faísca nos comentários é grande.

Confesso que essa obsessão em conhecer o mundo todo não é natural da minha geração, mas como sempre servi a próxima geração com meu trabalho, comecei a ouvir e observar mais os jovens e seus argumentos, sonhos e projetos de vida. O que me revelou essa obsessão? Mais >

O ataque do Charlie a democracia!

charlieO jornal francês satírico Charlie Hebdo, veio essa semana, depois de um ano do atentado terrorista que sofreu, com uma capa com “Deus” vestido de terrorista sujo de sangue e o título: O assassino continua solto.

O assunto é tão complicado que pensei duas vezes em escrever, mas decidi fazer em forma de observações. Mais >

Quando sua vida devocional #Fail

  
Quando vamos conversar sobre vida devocional, hábitos de leitura bíblica e oração, quase sempre ouço a mesma desculpa, que por sinal é a que eu uso, não tenho tido tempo para ler a palavra e falar com Deus.

Limitamos nossa vida em orações rápidas em cultos, antes de dormir e comer e, lemos a Bíblia em brevíssimas paradas programadas no dia.

Mas um tempo atrás tomei um susto em uma visita que fiz a um amigo doente, ele tinha sofrido um acidente que o deixou em uma cadeira de roda, não saia de casa, não podia fazer o que fazia antes, tinha todo o tempo do mundo.

Foi quando perguntei como estava este lado da vida dele, de leitura da palavra e de oração e ele falou para mim, triste, que não fazia, sempre procrastinava, arranjava outras prioridades e estava percebendo que no fundo ele não tinha prazer em se relacionar com Deus.

Sei que este meu amigo era um servo de Deus e, por esta certeza, foi que me entristeci.

Comecei a ver o tanto que nos enganamos neste assunto, pois sempre temos tempo para ficar online.

Culpamos nosso trabalho, ritmo de vida, falta de ambiente, a TV, a internet, ou melhor, culpamos a falta de tempo, mas não vemos que o verdadeiro motivo é que não temos prazer nas coisas do Senhor, não é nossa prioridade o relacionamento com Deus, nosso coração não se importa o suficiente se não esta perto de Deus.

Entender o verdadeiro motivo pelo qual não nos relacionamos com Deus, irá nos humilhar sim. Mas será o primeiro passo para um relacionamento sincero com o Pai. Um passo para uma maior dependência Dele.

COMPARTILHE essa mensagem com teus amigos. 

Mais imagens e reflexões no Instagram @marcosbotelho

Afinal, quem são “os evangélicos”? – Carta Capital

1b796b94-7206-4049-87b5-9c304d226944

“Na fatídica sexta-feira em que o PSB divulgou seu programa de governo, enquanto Malafaia gritava no Twitter em CAPSLOCK furibundo, o pastor presbiteriano Marcos Botelho, postou: “Marina, que bom que vc recebeu os líderes do movimento LGBTs, receba as reivindicações com a tua coerência e discernimento de sempre e um compromisso com o estado laico que é sua bandeira. Vamos colocar uma pedra em cima dessa polarização ridícula entre gays e evangélicos que só da IBOPE para líderes políticos e pastores oportunistas.”
Botelho não representa “os evangélicos” porque não existe “os evangélicos”. Mas Marcos Botelho existe e é evangélico…”

Ricardo Alexandre no Carta Capital

Confira o artigo todo: Carta Capital

Um recado aos desigrejados

sem igreja

Cada vez cresce mais o número de crentes sem igrejas, são simpatizantes de Jesus, o Cristo, mas não suportam a ideia de participar de uma igreja.

Como tenho muitos amigos desigrejados conheço vários argumentos e até mesmo me identifico com alguns deles.

Todos eles perceberam em algum momento de suas vidas a singularidade da mensagem de Jesus, ou lendo a bíblia, ou através de uma experiência marcante na juventude.

Todos são unânimes em declarar que Jesus é único caminho e que sua proposta de vida é incomparável com qualquer outra proposta entre outras religiões.

Mas também todos sentem tremenda dificuldade de se envolver em uma igreja local, uns por terem vivenciado a terrível experiência de serem julgados ou descriminados por alguns religiosos na igreja; outros por se indignarem ao verem tantos líderes, principalmente na TV, com esse discurso da prosperidade, com uma santidade que não passa de marketing para enganar o povo; e ainda tem alguns que simplesmente não sentem a necessidade de ir na igreja toda a semana, sentem que é apenas uma rotina religiosa que faz pouca diferença no dia a dia, alegam que conseguem se “recarregar” sozinhos em casa lendo a bíblia e conversando com alguns amigos. Mais >

Sem partido político e sem denominação

img_brasileiros_apartidários

Estes dias li que pela primeira vez desde 1988, o número de brasileiros que se declara apartidário superou o de pessoas que afirmam ter preferência por alguma legenda política. Levantamento feito pelo Ibope, para o jornal O Estado de S. Paulo, mostra que, no final de 2012, 56% das pessoas diziam não ter nenhuma preferência partidária, contra 44% que apontavam preferência por alguma legenda.

Você poderia logo afirmar que isso está ocorrendo por causa dos escândalos políticos dos últimos tempos. Pode até ser, em parte, por isso. Mas acredito que nessa geração emergente está surgindo um pensamento que vai muito além de abandono de uma legenda partidária.

Vejo cada vez mais um desapego das instituições organizadas e um apego ao que chamo de causas primárias. Mais >

Se não tem carroça, vou a pé

Parece que o tempo acelerou nos últimos anos. Nos tiraram de uma carroça que andava a 6 km/h e nos colocaram em uma Ferrari a 200 km/h.

Parece que todos os filmes, peças, vídeos na net, livros e blogs que eram ótimos uns anos atrás, se esticaram e estão cada vez um pouco mais longos e, consequentemente, um pouco mais chatos.

Quem foi que me colocou nesse carro rápido? Mais >