Todo fim de ano invade uma esperança coletiva que nos toma e nos faz acreditar que o próximo ano será melhor, ela nos impulsiona coletivamente para fazermos novos planos, encararmos nossas mazelas de forma diferente e principalmente empreendermos para uma vida melhor.

O interessante é que no final do ano que vem pensaremos a mesma coisa, vamos querer deixar o ano para trás e com “fé” acreditar que o próximo será melhor.

Nesse loop infinito vamos vivendo de ano em ano, da ilusão para a decepção, que nos faz nos apegar a outra proposta ilusória, a de que no futuro virá algo melhor.

Essa é a consequência de uma sociedade que decidiu acreditar e se apegar no pensamento positivo, a acreditar em si mesmo. A “esperança ilusória do feliz ano novo”, porque o presente sempre é insuportável!

A esperança em Deus é uma esperança que se constrói, uma esperança do já e ainda não, uma fé que se alegra com o que vivi mesmo com as mazelas. Mas não se acomoda, pois sabe que pode melhorar se encontrarmos a graça Dele enquanto batalhamos mês a mês por um ano melhor.

Por isso te desejo um 2017 igual a todos os outros, mas com um diferencial, com a graça do Pai para te ajudar na luta do dia a dia!

COMPARTILHE essa mensagem com teus amigos.

Mais imagens e reflexões no Instagram @marcosbotelho