bom sexo 2Olha eu de novo com os meus títulos polêmicos! Mas dessa vez fui provocado a escrever este texto. Durante uma palestra sobre sexo, recebi várias perguntas escritas pelos jovens e uma delas me chamou a atenção porque a tenho ouvindo com frequência: “Como eu posso ter certeza, se eu casar virgem, que o homem com quem eu vou casar sabe fazer um bom sexo?”

No começo eu ficava chocado pelo jeito como os jovens estão perguntando as coisas, ainda mais jovens da igreja. Hoje admiro a sinceridade e até a coragem de perguntar coisas que já estão falando nos corredores e papos de escola e trabalho.

Algumas ponderações preciso fazer antes de responder essa pergunta.

Fico impressionado como estamos cada vez mais preocupados com o nosso prazer. A busca antes era por um parceiro, agora é por um bom sexo. Não buscamos o outro e sim o que o outro pode nos dar.  Nesse caso é o bom sexo, mas podemos pensar em várias outras coisas como bens, conhecimento, segurança, status, etc. Não vejo mais as meninas preocupadas em ficar pra “titia” e sim ficar sem um bom sexo.

Voltando a pergunta, que mesmo com minha observação acima, acho bem pertinente e honesta.

Primeiro eu precisei entender mais claro a diferença entre sexo e um bom sexo. Foi conversando com outras pessoas que comecei a ver que o chamado bom sexo é aquele onde os dois estão muito afim, onde os dois estão pensando no prazer do casal e não só no prazer individual, que esse prazer chegue aos dois na maioria das vezes, onde haverá uma entrega ao outro sem pressa e sem restrição, onde os órgãos se encaixam bem e principalmente onde haja muito amor entre os dois.

Olhando a definição acima, posso garantir que ninguém nasce sabendo fazer um bom sexo. Isso se aprende com a prática, com a sensibilidade ao outro, com muita intimidade e com a honra que o amor trás.

Diante desse quadro o jovem tem duas opções:

A primeira, que eu acho a errada, é ficar testando parceiro após parceiros até achar alguém que saiba fazer o sexo que você goste. O problema é que essa pessoa só sabe fazer um bom sexo porque aprendeu com outra pessoa, e se você exige que ele saiba fazer, ele vai querer que você também saiba. Com isso você tem que aprender com outros também.

A segunda, que eu acho a correta e que é a proposta bíblica, é que você se guarde e aprenda a fazer bom sexo com a pessoa que você ama, dentro do casamento. Graças a Deus o sexo vai se ajustando com o tempo de forma fisiológica e comportamental. Todos podem aprender a cada dia a melhorar o que já é bom.

Perguntei estes dias para um senhor, que é casado com a mesma mulher há mais de 35 anos, sobre quando o sexo chega à plenitude do prazer e ele me respondeu que ainda não chegou lá, pois a vida sexual deles melhora a cada ano, e completou o seu testemunho falando com uma bela risada: “Lógico que cada vez mais qualidade e menos quantidade”.

Bom, se você procura para a vida um sexo gostoso, não tenha medo de esperar até o casamento para fazer sexo e construir essa excelência, aprendendo um com o outro, respeitando e amando.

Esta é a minha resposta para os que estão em dúvida em esperar até o casamento para começar uma vida sexual, e principalmente, isto é o que Deus planejou para um casal ter uma vida boa e completa.

A certeza de um bom sexo é o sexo aprendido no casamento através de fidelidade, do amor e da entrega.

  1. Que bom pensar assim. Sei que vai valer a pena esperar até o cassamento, mesmo quando o mundo em nossa volta prega que não. O casamento e o sexo em se, são muito mais profundos e mais repletos de significado do que o que se vê. Quando Deus está junto é ainda mais. É perfeito.

  2. Fantástico texto! Parabéns Botelho por mais esta inspiração. Sou casada a 17 anos, me casei aos 18 e meu esposo faria 21 na semana seguinte. Enfim, Só posso confirmar cada palavra que você escreveu, inclusive o depoimento do Senhor citado no texto. Os jovens hoje em dia precisam saber de algo assim. Mesmo porque, (Parafraseando um certo autor) quando colocamos Deus no início, certamente Ele cuidará do fim. Deus continue te abençoando.

  3. Muito boa a matéria, hoje em dia o sexo na igreja é tabu devido a tudo isso que se joga na mídia e até mesmo a falta de informação que a própria igreja deixa de dar, creio que o sexo é muito bom, foi um presente de Deus para dentro do casamento, gosto muito de como vc aborda esses assuntos, na minha opinião se deveria falar mais, discutir mais sobre esse assunto que muito preferem calar-se e fazer a coisa errada do que expor suas idéias para que se aga uma clareza melhor… e enquanto isso vamos fazendo o “bom sexo” dentro do casamento com a pessoas que amamos… valeu botelhooo!!!!

  4. Sou jovem, solteiro, de uma igreja respeitada pela forma com que lida com questões morais e ouço essa declaração da moça várias vezes, mas com relação ao beijo.
    Daí coloco a pessoa prá pensar e ver que poderíamos estender sua declaração até o sexo, pelo mesmo raciocínio.
    Elas só não admitem por estar em público, com várias pessoas, mas é isso que os não-cristãos pregam nas faculdades e ambiente de trabalho e nossos jovens admitem, relutantes, por não terem perspectiva melhor para dar.
    Falha nossa.

  5. Obrigado pelo texto. Sou jovem, casado há poucos mais de 1 ano e começando a aprender a fazer um bom sexo com a pessoa que amo e que escolhi para viver por toda minha vida. Espero que o texto edifique outros também.

    Abraços.

  6. O sociedaDecadente já está condenada e só recicla a depravação desde os tempos mais remotos da entrada do pecado no mundo. A única Esperança é a redenção propiciada por Cristo na cruz. Como Criador Todo-Poderoso e Amoroso Ele entende tudo de felicidade e obviamente os mecanismos para obetê-la nesta vida passageira. Ele criou UM homem e UMA mulher e os uniu para a felicidade em Sua Presença. Quaisquer alternativas são apenas depressão, suicídio, aborto, culpa e a morte em vida.

  7. Muito bom o post, como seria bom, se mais gnt falasse assim abertamente de sexo pros jovens!! É muito dificil, ouvir alguém falar do assunto, sem que a pessoa gagueje, ou se enrole… Como jovem cristão, eu digo que o mundo precisa de mais pessoas assim, que pensem e falem coisas de Deus, mesmo que o assunto pareça ser indelicado.. Pq se ninguém falar, a gnt acaba se perdendo, e fazendo as escolhas erradas

  8. Gostei muito do artigo.

    Não conhecia o Marcos Botelho, passei a conhecê-lo no Rock no Vale deste ano de 2014 (que foi muito top).

    Também acho que seria muito bom e saudável para os ministérios e grupos de jovens de nossas igrejas que assuntos como este fosse abordado de forma transparente. Pois o que vemos e ouvimos em nossas igrejas são sempre os mesmos discursos, do tipo: “sexo antes do casamento é pecado”.
    Abraço

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>